6 de jul de 2011

sequência das traduções de kafka no brasil

sempre com o intuito de colaborar nessa ingente tarefa de reconstituir a trajetória de kafka no brasil, eu faria uma pequena retificação na seguinte passagem do artigo de sousa, brito e santos:
Manoel Paulo Ferreira e Syomara Cajado são os responsáveis por nova tradução de O processo em 1977.     A fonte não é mencionada e a publicação é de responsabilidade do Círculo do Livro (São Paulo). (p. 236)
em verdade, a tradução d' o processo feita por syomara cajado saiu em c.1972, pela editora paulista nova época. manoel paulo ferreira provavelmente foi o responsável pela revisão para a edição do círculo do livro.



veja também os vários posts reunidos em "pesquisa kafka", aqui.

imagem: aqui
.

3 comentários:

  1. Rogério21.1.13

    Bom dia Denise. A tradução de "O Processo" de Syomara Cajado é confiável? Parabéns pelo Blog. Hoje cancelei a compra no sebo ( A Morte de Ivan Ilitch/ Senhores e Servos - Martin Claret Tolstói) por conta de informações que li no seu Blog.
    Abraços Rogério.

    ResponderExcluir
  2. olá, rogério, a tradução da syomara é feita a partir do inglês e, até onde sei, é legítima. mas as edições da nova época eram muito fraquinhas, cheias de errinhos de revisão, páginas que descolavam facilmente. a edição que saiu pelo círculo deve ser bem melhor.

    ResponderExcluir
  3. Anônimo18.8.17

    Olá, Denise e Rogério.

    Cai aqui porque hoje estou lendo a versão que tenho do Círculo do Livro e queria mais detalhes da tradução. Como tem aquele livro do Deleuze sobre a obra do Kafka, que ainda não o li, mas pelo o que ouvi, a questão formal é muito importante na obra do Kafka. Por isso, ele escolheu um idioma bastante vulgar e fazer uma tradução nessas condições requer muito cuidado, o que certamente não aconteceu com uma tradução de uma tradução do inglês. Foi exatamente por isso que quis aaber mais dessa tradução, pois o narrador do Círculo do Livro e de um audiobook que tem no YouTube usa um português rebuscado que parece não ser muito fiel à língua na qual foi escrita a obra.

    Enfim, minha edição não tem data, informa que a tradução é de Manoel Paulo Ferreira e o texto foi revisto por Francisco José Mendonça Couto.

    Abraços,

    ResponderExcluir

comentários anônimos, apócrifos e ofensivos não serão liberados.