30 de set de 2008

cirano de bergerac


a denúncia inicial dessa baixaria foi feita por ivo barroso logo que a nova cultural lançou seu inqualificável fábio m. alberti

edmond rostand, cirano de bergerac
a. trad. carlos porto carreiro, abril cultural, 1976
b. atrib. fábio m. alberti, nova cultural, 2002

a. cena iv (p. 53):
cirano:
alto! alevantado!
- nariz chato, rombudo, arrinco, desnasado
sabei que eu tenho orgulho em semelhante apêndice!
pois, de ter nariz grande um cavalheiro, entende-se
que ele é bravo, polido, afável, liberal,
espirituoso e bom, tal qual eu sou, e tal
qual vos é, vil maroto, ilícito vos crerdes!
essa cara, a que o medo empresta cores verdes,
e esta mão vai buscar acima desse papo,
é tão falta...
[...]
... de brio e sentimento guapo,
de pompa, de saúde e cor amena e clara,
de nariz, afinal como aqueloutra cara...
[...]
que esta bota vos beija abaixo dos quadris.

b. cena iv (p. 56):
cyrano:
alto! alevantado!
- nariz chato, rombudo, arrinco, desnasado
sabei que eu tenho orgulho em semelhante apêndice!
pois, de ter nariz grande um cavalheiro, entende-se
que ele é bravo, polido, afável, liberal,
espirituoso e bom, tal qual eu sou, e tal
qual vos é, vil maroto, ilícito vos crerdes!
esse cara, a que o medo empresta cores verdes,
e esta mão vai buscar acima desse papo,
é tão falta...[...]... de brio e sentimento guapo,
de pompa, de saúde e cor amena e clara,
de nariz, afinal como aqueloutra cara...
[...]
que esta bota vos beija abaixo dos quadris.

atualização em 16/2/12 - obs.: estes são apenas alguns exemplos a título ilustrativo, extraídos de um extenso cotejo feito entre as traduções, com outras traduções e com o original. veja aqui.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

comentários anônimos, apócrifos e ofensivos não serão liberados.