16 de fev de 2012

atualização

Millions of books are waiting to be found and then sold on the Internet

ninguém há de imaginar que eu haveria de transcrever integralmente aqui no blog os exaustivos cotejos que faço entre diferentes traduções e suas relações com o original, num trabalho que envolve muitas centenas de páginas, em alguns casos beirando um milhar de páginas para cada cotejo. mas suponho também que ninguém há de imaginar que exponho as fraudes e encaminho minhas denúncias ao Ministério Público e outros órgãos baseando-me apenas nos parágrafos que publico a título ilustrativo neste blog.

neste espaço, publico alguns trechos escolhidos mais ou menos ao acaso (sistema mais recomendável de amostragem), com as respectivas referências de título, editora, ano de edição e créditos de tradução das obras legítimas e das obras espúrias. naturalmente mantenho toda a documentação e provas pertinentes devidamente catalogadas e arquivadas em meu escritório.

de qualquer forma, para deixar claro aos leitores do Não Gosto de Plágio que os posts de cotejo são exemplificativos, estou acrescentando ao final de cada um deles o devido esclarecimento.


imagem: aqui

7 comentários:

  1. É uma pena você ter que explicar que os exemplos de cotejos aqui no seu blog são apenas exemplos e não o cotejo todo. Pensei, ingenuamente, que não seria necessário explicar o óbvio, e sinceramente espero que você não precise desenhar pra alguém que ainda não tenha entendido o que é um cotejo...

    ResponderExcluir
  2. hahaha! também espero que não! obrigada :-))

    ResponderExcluir
  3. Cara Denise, é lamentável que você se sinta obrigada a incluir essa explicação. Em todo caso, melhor deixar bem claro o que pode gerar confusão... Abração, e ótimos dias de carnaval.

    ResponderExcluir
  4. ha, nem diga, é patético, não? ótimos dias de carnaval a ti também!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fabrizio Lyra18.2.12

      Oi, Denise, bom dia. Compartilhei algumas matérias do seu blog sobre denúncia de plágio em minha página de mural do facebook. Divulgo seu excepcional e corajoso trabalho aos meus amigos, por e-mail e em todos os lugares que posso. Depois fiquei na dúvida se seria necessário pedir sua autorização para colocar essas matérias do seu blog em meu facebook. Creio que talvez seja uma pergunta até ingênua e que terei seu apoio nisso. De qualquer forma, por mais que pareça óbvio, gosto de seguir os trâmites que pareçam corretos e pedir licença para tomar determinadas ações a quem de direito. Existem várias matérias com denúncias de plágio e outras interessantes que gostaria de compartilhar em minha página com sua chancela. Se você considerar que não devo fazer, não colocarei e apagarei as que já coloquei.

      Abraços e um excelente carnaval!

      Excluir
  5. olá, fabrizio: como este blog utiliza o sistema de licença do creative commons, a rigor a reprodução de seu conteúdo é livre, desde que citada a fonte. mas fico sensibilizada com sua atenção e gentileza em me consultar. sinta-se à vontade, e agradeço muito o apoio e a divulgação.

    ResponderExcluir
  6. Fabrizio Lyra18.2.12

    Obrigado mais uma vez!

    ResponderExcluir

comentários anônimos, apócrifos e ofensivos não serão liberados.