30 de set de 2008

moção pedindo apoio à abl e à abi

reproduzo aqui o teor das moções que fizemos pedindo apoio à abl e à abi, enviadas no dia 28/04, com histórico e dossiê anexos.

À Academia Brasileira de Letras (À Associação Brasileira de Imprensa)

Ilmo. Sr. Presidente Cícero Sandroni (Ilmo. Sr. Presidente Maurício Azêdo)

Os tradutores integrantes do movimento Assinado: Tradutores vêm pedir a atenção desta Casa para alguns fatos graves que estão ocorrendo com o uso das traduções no país.

Nos últimos meses, a imprensa divulgou sérias irregularidades ocorridas na publicação de muitas obras da literatura universal. Consta que editoras como Nova Cultural e Martin Claret publicaram livros traduzidos há décadas por intelectuais consagrados do Brasil e de Portugal, mas atribuindo as traduções dessas obras a outras pessoas. Assim é que nomes como Mario Quintana, Ligia Junqueira, Galeão Coutinho, Octavio Mendes Cajado e muitos outros foram substituídos, nessas edições, por nomes quaisquer, e suas traduções foram copiadas, por vezes com alterações de superfície.

Considerando que são, em sua maioria, livros de bolso ou para venda em bancas, impressos em grandes tiragens e em muitas reedições, tais práticas, já por princípio inaceitáveis, assumem vulto ainda mais alarmante, resultando em muitos milhões de exemplares espalhados em lares, escolas e bibliotecas públicas de todo o país. As bibliotecas universitárias oferecem a alunos e professores edições fraudadas, e milhares de teses, monografias, estudos, artigos, reproduzem em suas referências bibliográficas créditos de traduções suspeitas, apagando a memória desse patrimônio tradutório laboriosamente construído ao longo de muitas décadas.

Julgamos que a dimensão dos fatos é de tal monta que atinge toda a sociedade, pondo em risco as próprias bases de credibilidade do trabalho intelectual e da produção editorial no país. Apelamos a esta Casa, cuja tradição de defesa da integridade de nosso patrimônio cultural todos reconhecem, para que erga sua bandeira contra os malfeitos em curso.

Respeitosamente,

seguem-se 137 assinaturas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

comentários anônimos, apócrifos e ofensivos não serão liberados.