30 de set de 2008

nova cultural: "os pensadores"

constato que a editora nova cultural retirou de seu catálogo e venda online alguns títulos da coleção "os pensadores".

pessoalmente, acho pouco provável que a razão para tal providência tenha sido um súbito fim do estoque das edições. aqui fica um pouco longo explicar por que acho pouco provável, mas, se alguém se interessar, basta perguntar. sinto-me mais propensa a achar que essa iniciativa talvez se deva aos mesmos motivos que levaram a ed. nova cultural a retirar os livros da coleção "obras-primas" sobre os quais pairavam algumas suspeitas.

a história é longa; eu havia começado algumas pesquisas a respeito da coleção "os pensadores", mas por falta de tempo ainda não tinha chegado a nenhum cotejo mais conclusivo. em todo caso, apenas a título de informação, as obras que inicialmente despertaram minha curiosidade na coleção "os pensadores" tinham seus créditos de tradução atribuídos a enrico corvisieri e a mirtes ugeda coscodai.

talvez caiba lembrar:
1. enrico corvisieri é o nome ao qual foram atribuídas várias traduções de obras publicadas pela nova cultural, objetos de exaustivos cotejos com traduções consagradas anteriores, de autoria de outros tradutores, a saber:
- suave é a noite (1ª. ed. 1995, retomada na coleção obras-primas)
- a mulher de 30 anos (1ª. ed. 1995, retomada na coleção obras-primas atribuída a gisela donat soares)
- retrato de dorian gray (2003, atribuída antes, em 1995, a maria cristina figueiredo da silva, que também assina a tradução de o vermelho e o negro nas obras-primas)
- irmãos karamázovi (1ª. ed. 1996), fazendo até constar que seria uma suposta tradução do original russo (na verdade seguindo fielmente os passos da tradução de natália nunes e oscar mendes, por interposição do inglês)
- madame bovary (2002) (sublicenciada para a l&pm entre 2003 e 2008, ao que parece sem que esta fosse devidamente alertada sobre a alteração dos créditos de tradução)

na coleção "os pensadores", na edição da nova cultural (não confundir com abril cultural) sob a direção editorial de janice florido, enrico corvisieri responde pelas traduções de:
a. platão:
- apologia de sócrates
- eutífron
- críton
- fédon
- a república (que já fora recolhida antes, passando a ser editada pelo selo best-seller e mais tarde pela editora sapienza)

b. descartes:
- 0 discurso do método- meditações sobre a filosofia primeira
- as paixões da alma

2. mirtes ugeda é a pessoa que assina as traduções publicadas pela nova cultural, também cotejadas e aqui apontadas pela excessiva semelhança com traduções consagradas anteriores, da autoria de outros tradutores:
- ana karênina
- os três mosqueteiros

na coleção "os pensadores" da nova cultural sob a direção editorial de janice florido, mirtes ugeda coscodai responde pelas traduções de:
- apologia de sócrates (xenofonte)
- ditos e feitos memoráveis de sócrates (xenofonte)

naturalmente, a ed. nova cultural há de ter tido suas razões para retirar esses títulos de "os pensadores".

de minha parte, noto apenas que os créditos de tradução de alguns dos livros retirados do catálogo de "os pensadores" coincidem com alguns nomes que constavam na coleção "obras-primas", e que também foram retirados de catálogo.

em todo caso, é uma vergonha que a nova cultural mantenha a publicidade visual de títulos da coleção "obras-primas", com tantos títulos plagiados: http://www.obrasprimas.com.br/

2 comentários:

  1. Josias Maciel31.7.15

    Oi, Denise! Eureka! Descobri de quem "Enrico Corvisieri" plagiou a tradução de "A República" publicada pela Nova Cultural: Jacob Guinsburg, cuja tradução foi originalmente publicada pela DIFEL e depois pela Perspectiva.

    ResponderExcluir
  2. Josias Maciel12.8.15

    Na verdade, o plágio é apenas da versão publicada pela DIFEL. A tradução publicada pela Perspectiva foi profundamente alterada pelo próprio J. Guinsburg, não sendo esta última a usada por "Enrico Corvisieri".

    ResponderExcluir

comentários anônimos, apócrifos e ofensivos não serão liberados.