11 de set de 2008

uma biografia

"A mãe de René morreu de tuberculose poucos dias após o nascimento dele. Disseram a seu pai, os médicos, que René também estava destinado a uma sepultura precoce, porque ele herdara a pálida compleição e a tosse de sua mãe. O pai, funcionário público em Poitiers, entregou-o à guarda de uma ama que o afastava dos jogos e e brinquedos das outras crianças da aldeia. Como resultado desse excesso de mimos, cresceu ele com um espírito 'feminino' - dedicado, introspectivo, distante. [...]

Entretanto, após o seu momentâneo sofrimento recolheu-se de novo à cidadela de seus pensamentos. Comprou uma bela propriedade agrícola pouco distante de Leyden e apenas a 'duas horinhas' do mar. Aí, servido por 'uma quantidade suficiente de criados bem escolhidos', sentava-se em seu escritório octogonal, olhando para um velho jardim pitoresco e sonhando os seus sonhos de cética ortodoxia. Era uma guapa figurinha de filósofo"

tal é a biografia de rené descartes, in henry thomas e dana lee thomas, vidas de grandes filósofos, trad. otávio mendes cajado, ed. globo, pp. 83-89.

e tal é a biografia de rené descartes, meticulosamente copiada sem qualquer fonte ou crédito de autor, in rené descartes, discurso do método, "trad." pietro nassetti, martin claret, pp. 11-18.

atualização em 16/2/12 - obs.: estes são apenas alguns exemplos a título ilustrativo, extraídos de um extenso cotejo feito entre as traduções, com outras traduções e com o original. veja aqui.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

comentários anônimos, apócrifos e ofensivos não serão liberados.