9 de set de 2008

godofredo rangel x "alex marins"

mulherzinhas, louise may alcott

1. godofredo rangel, cia. editora nacional


2. "alex marins", martin claret


1. godofredo rangel
cap. I, brincando de peregrinos (p. 5):

- sem presentes o natal não é natal, murmurou jo, estendida sobre o tapete.

- é tão triste ser pobre! suspirou meg, fitando o seu vestido velho.

- não acho justo que umas moças tenham tantas coisas boas, ao passo que outras nada possuem - ajuntou a pequena amy, com um suspiro profundo.

- mas temos papai e mamãe, disse beth alegremente, do seu canto, e nos temos umas às outras, também.

as quatro faces juvenis brilharam aos lampejos do fogão aceso, a essas palavras joviais, mas entristeceram novamente quando jo lhes disse, com amargura:

2. "alex marins"
cap. I, brincando de peregrinos (p. 13):

- sem presentes o natal não é natal, murmurou jo, estendida sobre o tapete.

- é tão triste ser pobre! suspirou meg, fitando o seu vestido velho.

- não acho justo que umas moças tenham tantas coisas boas, ao passo que outras nada possuem - ajuntou a pequena amy, com um suspiro profundo.

- mas temos papai e mamãe, disse beth alegremente, do seu canto, - e nos temos umas às outras, também.

as quatro faces juvenis brilharam aos lampejos do fogão aceso, a essas palavras joviais, mas entristeceram novamente quando jo lhes disse, com amargura:

1. godofredo rangel
cap. VI, beth no palácio maravilhoso (p. 63):

a vasta casa era realmente um palácio maravilhoso embora precisasse de tempo para atingi-lo, pois beth arreceava dos leões. o velho sr. laurence era o maior de todos; depois, porém, de ter ele conversado - alguns gracejos ou palavras atenciosas ditos a cada uma das moças, algumas recordações dos antigos tempos à mãe - ninguém mais o temia exceto a tímida beth. o outro leão era o fato de serem pobres e laurie rico, pois tornava-as acanhadas receber favores que não podiam retribuir. após algum tempo, contudo, elas compreenderam que o velho as considerava como benfeitoras, não sabendo como demonstrar sua gratidão pela maternal bondade da sra. march, pela companhia jovial e conforto que encontrava naquela humilde casa; por isso, esqueceram-se logo de seu orgulho de pobres, trocando atenções sem se deter a pensar em quais eram as maiores.

2. "alex marins"
cap. VI, beth no palácio maravilhoso (p. 70):

a vasta casa era realmente um palácio maravilhoso embora precisasse de tempo para atingi-lo, pois beth arreceava dos leões. o velho sr. laurence era o maior de todos; depois, porém, de ter ele conversado - alguns gracejos ou palavras atenciosas ditos a cada uma das moças, algumas recordações dos antigos tempos à mãe - ninguém mais o temia, exceto a tímida beth. o outro leão era o fato de serem pobres e laurie rico, pois as tornava acanhadas receber favores que não podiam retribuir. após algum tempo, contudo, elas compreenderam que o velho as considerava como benfeitoras, não sabendo como demonstrar sua gratidão pela maternal bondade da sra. march, pela companhia jovial e o conforto que encontrava naquela humilde casa; por isso, esqueceram-se logo de seu orgulho de pobres, trocando atenções sem se deter a pensar em quais eram as maiores.

1. godofredo rangel
cap. XIII, castelos no ar (p. 146):

laurie embalava-se lentamente na rede em uma tarde cálida de setembro, perguntando-se o que seria feito de suas vizinhas, mas com preguiça suficiente para não ir saber notícias delas. estava num de seus dias de mau humor; o dia fora-lhe inútil e aborrecido e bem quisera vivê-lo de novo. o calor tornara-o indolente; deixara de lado o estudo, apoquentara a mais não poder o sr. brooke, aborrecera o avô, excitando-se em jogos grande parte do dia, assustara horrivelmente as criadas, fazendo-lhes crer, por maldade, que um dos cães ia ficar louco e, depois de dirigir palavras ásperas ao rapaz da estrebaria sob o pretexto imaginário de não ter tratado do seu cavalo, mergulhara finalmente na rede a pensar na estupidez do mundo até que, apesar de si próprio, o acalmara a placidez daquele belo dia.

2. "alex marins"
cap. XIII, castelos no ar (p. 154):

laurie embalava-se lentamente na rede em uma tarde cálida de setembro, perguntando-se o que seria feito de suas vizinhas, mas com preguiça suficiente para não ir saber notícias delas. estava num de seus dias de mau humor; o dia fora-lhe inútil e aborrecido e bem quisera vivê-lo de novo. o calor tornara-o indolente; deixara de lado o estudo, apoquentara a mais não poder o sr. brooke, aborrecera o avô, excitando-se em jogos grande parte do dia, assustara horrivelmente as criadas, fazendo-lhes crer, por maldade, que um dos cães ia ficar louco e, depois de dirigir palavras ásperas ao rapaz da estrebaria sob o pretexto imaginário de não ter tratado do seu cavalo, mergulhara finalmente na rede a pensar na estupidez do mundo até que, apesar de si próprio, o acalmara a placidez daquele belo dia.

atualização em 16/2/12 - obs.: estes são apenas alguns exemplos a título ilustrativo, extraídos de um extenso cotejo feito entre as traduções, com outras traduções e com o original. veja aqui.


imagens: smileys, yes e no

Nenhum comentário:

Postar um comentário

comentários anônimos, apócrifos e ofensivos não serão liberados.