27 de mar de 2009

mc, ml, mp, lpm

esta semana dei entrada em outra petição junto ao ministério público federal. desta vez foi expondo dois plágios da martin claret, o lobo do mar e o livro da jângal, traduzidos por monteiro lobato.

a editora lpm, que tem demonstrado uma seriedade e integridade a toda prova e apoia a campanha pela moralização editorial do país, publicou como notícia de destaque em seu site minha singela petição ao ministério.

agradeço, dona lpm. quiséramos nós metade das editoras do país mostrassem a mesma honradez.

imagem: memória histórica, gaelx, flickr

2 comentários:

  1. Anônimo9.4.09

    Denise, o § 2º do art. 24 da Lei 9.610/98 estabelece ser uma obrigação do Estado a defesa da integridade e autoria de obras caidas em domínio público. De outro lado, o Ministério Público possui competência para ação civil pública para apurar a responsabilidade por danos causados a bens e direitos de valor artístico (Lei 7347/85). Portanto, acho que o MP pode e deve apurar a sua denúncia. At. Marco Túlio Castro, advogado.

    ResponderExcluir
  2. agradeço, dr. marco túlio. tomara mesmo que apurem, e bem apurado!

    ResponderExcluir

comentários anônimos, apócrifos e ofensivos não serão liberados.