10/03/2009

o mundo às avessas


a universidade estadual de santa cruz coloca como bibliografia obrigatória para seu vestibular no triênio de 2010 a 2012 i-juca pirama (gonçalves dias) e papéis avulsos (machado de assis). sua assessoria de imprensa tem o cuidado de especificar claramente que devem ser usadas as edições da martin claret.

papéis avulsos está em domínio público, disponível tanto pela biblioteca virtual do estudante universitário (usp) quanto pela unama (universidade da amazônia), disponíveis no site do mec.
juca-pirama está em domínio público, disponível pelas duas acima citadas e também pela fbn, disponíveis no site do mec.

tirando o detalhe de que papéis avulsos da claret está cadastrado no isbn/fbn como se tivesse sido traduzido por marcellin talbot, é difícil supor que ela tenha plagiado machado e gonçalves dias.

mas que uma universidade estadual imponha por três anos aos vestibulandos uma bibliografia com obras publicadas por uma editora notoriamente inidônea, de mais a mais sendo obras de acesso 100% gratuito à sociedade, é realmente bizarro.

imagem: collectivereinventions.org

Nenhum comentário:

Postar um comentário

comentários anônimos, apócrifos e ofensivos não serão liberados.