10 de mar de 2009

fraude em domínio público

o nãogostodeplágio premiou o MEC por disponibilizar em seu site de obras em domínio público o discurso do método de descartes, na pretensa tradução de enrico corvisieri, assim consagrando oficialmente a fraude.

esse infeliz arquivo para download teve origem na iniciativa de um e-group chamado acrópolis, que resolveu distribuir para meio mundo o dito arquivo, com a condição de receberem os créditos de digitalização e a divulgação de seu endereço no yahoo.*

com isso, essa pseudotradução de enrico corvisieri de o discurso do método está presente em todos os sites que disponibilizam e-books: domínio público do mec; cultvox; universidade federal de santa catarina; ateus; virtualbooks; ebookcult; livros para todos; ebooksbrasil; centro de filosofia ; maxbook; fae centro universitário; 4shared; scribd e dezenas de outros.

não critico bibliotecas virtuais, pelo contrário. o que me alarma é que a fraude intelectual agora atingiu um novo patamar, ainda por cima com chancela oficial do ministério da educação. sr. richard civita, dona janice florido, sr. eliel silveira cunha e, last but not least, o fantasmagórico enrico corvisieri devem estar se fartando de rir.

* até onde entendo, o e-group acrópolis é uma meninada dinâmica. mas, vendo algumas discussões deles, fico com a impressão de que plágio, não-plágio, filosofia, não-filosofia, "idéias claras e distintas" ou "idéias claras e diferentes", devem lhes parecer abstrusas bizantinices absolutamente tediosas e irrelevantes. por exemplo: http://br.groups.yahoo.com/group/Acropolis_/message/76766

imagem: rebelart.net

Nenhum comentário:

Postar um comentário

comentários anônimos, apócrifos e ofensivos não serão liberados.