7 de nov de 2011

essa foi rápida!


consultando a internet em busca de umas referências, encontrei um curto texto de ofir b. de aguiar, aqui, com um dado que eu desconhecia por completo: a tradução d'os miseráveis de victor hugo começou a ser publicada no brasil antes que saísse o original francês!

a história é a seguinte: victor hugo não queria de maneira nenhuma um roman-feuilleton, isto é, a publicação da obra em capítulos num jornal, como muito se fazia na época. ficou decidido com seu editor belga (pois naquela época ele estava exilado na bélgica) que les misérables seria lançado diretamente em formato de livro, em vários volumes. então ficou programado o lançamento para o dia 3 de abril de 1862, em várias cidades em simultâneo: paris, leipzig, bruxelas, budapeste, milão, roterdã, varsóvia e rio de janeiro.

mas, no contrato que victor hugo tinha assinado com o editor, havia uma cláusula que autorizava este último a licenciar o direito de tradução em folhetim para jornais de língua estrangeira. em vista disso, o editor pôde negociar com o proprietário do jornal do comércio a publicação serializada d'os miseráveis. o jornal se antecipou 24 dias ao lançamento do livro e assim foi que, em 10 de março, os brasileiros já puderam começar a ler os capítulos iniciais em português. o jornal do comércio não citava o nome do tradutor, mas, segundo alguns estudiosos, teria sido justiniano josé da rocha - o qual, porém, morreu antes de terminar a tradução, que então teria sido concluída por antônio josé fernandes dos reis.

sobre as traduções d'os miseráveis no brasil, veja aqui.
.

6 comentários:

  1. Denise,

    que história linda!

    ResponderExcluir
  2. Maria Clara8.11.11

    Adorei a história!

    ResponderExcluir
  3. raquel e maria clara, interessante mesmo, não?

    ResponderExcluir
  4. Interessantíssimo.

    ResponderExcluir
  5. Assim, se não for pedir muito, mas já pedindo, rs... Seria possível voc~e fazer, ou se já tiver, postar uma lista das obras de F. Schiller traduzidas no Brasil? Principalmente as Poesias. Ficaria espantosamente agradecido. kk

    ResponderExcluir

comentários anônimos, apócrifos e ofensivos não serão liberados.