5 de jun de 2009

cachimbos lusitanos

achei muito cômica a história do blaze que virou star na versão rideel-burattiana do conto do sherlock holmes.

também achei muito engraçada a nota de tradução que aparece no mesmo conto:


cachimbo bryer, "geralmente conhecido em portugal pela designação francesa de 'bruyère': raiz de roseira brava". [NT]

ah, ok - e no brasil, se mal lhe pergunte?

referência: conan doyle, o silver star, in a face amarela e outras histórias, trad. heloísa da graça buratti. são paulo, editora rideel, 2002, p. 16.
imagem: magritte

Nenhum comentário:

Postar um comentário

comentários anônimos, apócrifos e ofensivos não serão liberados.