1 de out de 2009

IDEC e o plágio

O último número da Revista do IDEC (Instituto de Defesa do Consumidor) traz uma entrevista com Joana Canêdo:

"No momento, o que mais me interessa são as fraudes cometidas por algumas editoras contra o patrimônio literário. Pedi ao Idec orientação sobre como lidar com a editora Martin Claret, que vende livros com traduções plagiadas. O Instituto sugeriu que eu entrasse com uma representação no Ministério Público, pois a publicação de cópias de traduções vai contra o direito moral do tradutor e também contra os direitos dos consumidores, já que infringe o princípio da transparência de informação da mercadoria. Fiz o que me recomendaram, e um inquérito civil contra a editora foi aberto na Promotoria de Justiça de Consumidor."

Clique na imagem para ampliar ou veja a matéria na íntegra: Em Defesa do Cidadão Consumidor.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

comentários anônimos, apócrifos e ofensivos não serão liberados.