1 de abr de 2009

meus complexos

não sou uma grande tradutora, longe disso. entre paradas e retomadas, acho que tenho uns dezesseis anos no ofício e uns sessenta livros traduzidos. embora trabalhe bastante, sei que sou uma anta tosca e limitada, e quase incapaz de fazer traduções literárias.

acredito no ideário iluminista do autoaperfeiçoamento. tenho como ideal de praticante do ofício aquele tradutor capaz de trafegar entre literatura em prosa e verso, teatro, filosofia, ciência política, história, em alemão, espanhol, grego, inglês, persa, italiano, russo, latim, francês, alemão, português, e terminar uma bela tradução a cada quinze dias. pietro nassetti, da editora martin claret, é a encarnação deste meu ideal.

após estudar longamente seu trabalho, concluí que se tratava de um ideal inatingível e que teria de eleger outro modelo para me guiar na vida. acho importante manter a desenvoltura e a flexibilidade intelectual, mesmo em sacrifício da agilidade. assim, pensei que podia aspirar a uma carreira como a de jean melville ou de alex marins, também martin-claretianos, contentando-me em traduzir alguma bela obra em, digamos, um mês.

também estudei o trabalho de ambos. não sei se serei capaz de me aproximar algum dia de tais exemplos. começo a sentir um grande complexo de inferioridade e muita insegurança em minhas atividades. penso em abandonar a área e ficar varrendo o terraço de casa. mas não posso ceder à autopiedade, devo aceitar as coisas como elas são, e creio que, sendo mais modesta, posso me contentar em ter como modelo uma figura menos polivalente, menos profícua, mas mesmo assim capaz de despertar uma vontade de emulação.

pois já não seria um bom começo ter em sua biografia tradutória uma listagem assim?

campanella, a cidade do sol
conan doyle, a caixa macabra e outras histórias
conan doyle, a face amarela e outras histórias
conan doyle, a morte do chantagista e outras histórias
conan doyle, as nódoas de sangue e outras histórias
conan doyle, o arpoador maldito e outras histórias
conan doyle, o cão dos baskervilles
conan doyle, o detetive agonizante e outras histórias
conan doyle, o signo dos quatro
conan doyle, o último adeus e outras histórias
conan doyle, o vale do terror
conan doyle, os sete mistérios
conan doyle, um estudo em vermelho
descartes, princípios da filosofia
erasmo de roterdã, elogio da loucura
fustel de coulanges, a cidade antiga
hegel, introdução à história da filosofia
hobbes, leviatã
ihering, a luta pelo direito
ihering, teoria simplificada de posse
jim wheeler, o poder do pensamento inovador
linda sonntag, kama sutra
linda sonntag, sexo sensacional
linda sonntag, técnicas sexuais
maquiavel, a arte da guerra
maquiavel, o príncipe
nietzsche, a gaia ciência
nietzsche, além do bem e do mal
nietzsche, assim falou zaratustra
nietzsche, ecce homo
nietzsche, humano, demasiado humano
nietzsche, o anticristo
nietzsche, o nascimento da tragédia
peg pickering, como administrar conflitos
platão, a república
platão, fédon
platão, o banquete
savigny, metodologia jurídica
shakespeare, a megera domada
shakespeare, as alegres comadres de windsor
shakespeare, medida por medida
susan mumford, massagem sensual
thomas morus, utopia

também autora de alemão - guia de bolso, pela editora rideel, heloísa da graça burati restaura-me as esperanças, soergue meu ânimo - em breve vou me dedicar à sua obra tradutória para avaliar se poderei ser uma discípula à sua altura.

imagens: www.scriptorium.sk; images google, carmen miranda

Nenhum comentário:

Postar um comentário

comentários anônimos, apócrifos e ofensivos não serão liberados.