17 de abr de 2009

o citrat/usp agora é agência de empregos da claret?

inúmeros e inúmeros docentes da usp apoiam essa briga contra o plágio e a trapaça intelectual. mas já a usp enquanto instituição sempre me espanta. além de gestar teses elogiando as fraudes de pietro nassetti, além de volta e meia promover feiras de livros para as quais convida a plagiadora-mor do brasil, além de nunca, jamais ter emitido qualquer posição institucional contra as fraudes editoriais (ao contrário da unicamp e da ufrgs, por exemplo), agora seu centro de estudos de tradução, o CITRAT, parece ter entrado em "entendimentos por telefone" com a martin claret, envolvendo uma parceria tradutória com a dita cuja.

1. o CITRAT, além dos tais entendimentos telefônicos, resolveu enviar para toda a sua mala direta a proposta da martin claret:

A
CITRAT-USP
At. Sandra Cunha
Conforme entendimentos por telefone, a Editora Martin Claret está procurando bons tradutores, com o objetivo de pôr no mercado traduções cuidadosas, a partir da língua original. O projeto abrange obras de Niezstche [sic], clássicos gregos e latinos, literatura inglesa, francesa e russa.
Tendo conhecimento da excelência de alunos e professores desse Centro, gostaríamos de propor uma parceria que, certamente, iria contribuir grandemente para a divulgação da cultura em nosso país.
Atenciosamente,
Martin Claret
Diretor

2. até onde consigo entender, a usp é uma instituição pública, e não há autonomia universitária capaz de justificar alguma eventual pretensão sua de não ter que prestar contas de seus atos à sociedade. portanto escrevi ao CITRAT e a seu diretor, o prof. John Milton:

De: Denise Bottmann [mailto:dbottmann@uol.com.br] Enviada em: sexta-feira, 17 de abril de 2009 15:32Para: irene hirsch; john milton; citrat@usp.br

boa tarde
várias pessoas já me repassaram e-mails que têm recebido do CITRAT em nome da martin claret.
é realmente uma lástima que o CITRAT esteja se prestando ao papel de aliciador de tradutores para a referida editora.

denise bottmann

3. vinte minutos depois, recebo essa peróla:

From: CITRAT
To: 'Denise Bottmann'
Sent: Friday, April 17, 2009 3:52 PM

Desculpe Denise

Somente hoje fiquei sabendo o que ocorre com a Editora. Mas não estamos com parceria com eles. Apenas redirecionamos o email.

Boa tarde,
SANDRA CUNHA
CITRAT/FFLCH/USP
Centro Interdepartamental de Tradução e Terminologia da Universidade de São Paulo

4. só hoje ficou sabendo, dona sandra? é rotina normal do CITRAT que sua secretaria não repasse à sua diretoria as propostas de parceria que recebe, os entendimentos telefônicos a que chega? é normal que saia por aí aliciando tradutores cadastrados em sua mala direta sem o conhecimento da direção? pois certamente a direção sabe muito bem, e de longa data, "o que ocorre com a Editora". então de duas uma: ou a diretoria do CITRAT sabe e determinou à secretaria que fizesse circular a proposta da martin claret entre sua mala direta, ou a diretoria do CITRAT não sabe e a secretaria demonstrou grande e injustificada irresponsabilidade, além de ter passado seu atestado de ignorância.

imagem: www.toonpool.com

6 comentários:

  1. Anônimo17.4.09

    Denise,
    É incrível!!!!!!!!!!!!!!!
    Ivan

    ResponderExcluir
  2. Anônimo17.4.09

    !!!!!!!!!!!!!!!!

    Joana

    ps - e "apenas" redirecionar e-mails significa o que?

    ResponderExcluir
  3. Citando:
    "Que horror, Denise! Lamento muito que isso tenha acontecido. Embora o encontre muito raramente, vou procurar entrar em contato com o Professor John Milton.
    Abraço,
    Maria Helena Nery Garcez"

    ResponderExcluir
  4. Peterso Rissatti18.4.09

    Denise, minha querida,

    Creia: o sr. Martin Claret está cooptando tradutores para prestar serviços para a digníssima editora do mesmo nome. Não sei se ele teve uma iluminação repentina ou se, como previsto, está com a corda no pescoço com relação as peripécias claretianas de plágio e psicografia dos clássicos. Acho despautério e, se a USP se coadunar com o maligno, talvez perca muito de sua credibilidade.


    Que você acha?

    Grande abraço,
    --
    Peterso Rissatti

    ResponderExcluir
  5. Fui aluna de especialização do CITRAT em 2000 e 2001 e recebi por muito tempo inúmeros emails repassados de "lugares" recrutando tradutores.
    Rosana

    ResponderExcluir
  6. Anônimo2.1.12

    Por que não repassar o e-mail para as demais editoras? Iria aumentar a concorrencia.

    ResponderExcluir

comentários anônimos, apócrifos e ofensivos não serão liberados.