23 de jun de 2010

o "branco" e a cartola


depois de afirmar ao jornalista da folha de s.paulo que tinha sido acometido por "um branco", o imortal tradutor e poeta ivan junqueira declarou: "Mas agora lembro. Pensamos em Rosa Freire d'Aguiar, descartamos porque é viúva de Celso Furtado; em Leonardo Fróes, mas ele já ganhou; e em Paulo Henriques Britto, mas no ano anterior ele não tinha publicado".

a seguir acrescentou: "Quisemos tirar um pouco o prêmio do eixo Rio-SP" (o premiado é de pernambuco).

bom, suponhamos que celso furtado não tivesse sido membro da abl, que fróes não tivesse recebido o prêmio em 2008 ou que paulo henriques tivesse publicado uma tradução em 2009, requisito para concorrer.

até onde sei, leonardo fróes e paulo henriques britto moram no rio de janeiro, e rosa freire d'aguiar divide seu tempo entre o rio e paris.

e aí, como ficaria o suposto critério de descentralização invocado por ivan junqueira?

vá lá que esses três nomes - todos de altissíssimo nível - estivessem indisponíveis. mas aí o que aconteceu? deu "um branco" coletivo na comissão de indicação/seleção da abl, e evanildo bechara, ivan junqueira e carlos nejar não conseguiram lembrar nenhuma das várias excelentes traduções publicadas em 2009? resignaram-se a uma única, misteriosa e, pelo visto, inexplicável indicação?


mas de que cartola mágica ela saiu? continuo a não entender qual o nexo, qual a razão, qual o critério para terem aportado a uma solução tão desesperada.

imagem: deu branco

Um comentário:

  1. Cara Denise,

    Parabéns pelo seu blog, que conheci através de outros blogs. O mundo das editoras brasileiras parece ser povoado por pessoas da nossa "elite" intelectual, que, em geral, é provinciana. Erros há aos montes, em especial nas traduções de livros técnicos, feitas muitas vezes por pessoas que sabem pouco do assunto que traduzem. Traduções de poesia feitas por quem não conhece literatura, língua e poesia? Bah! Isso não é nada. O legal é ler livros de ciência com coisas como "translation symmetry" virando "simetria de tradução", ou "neutral currents" virando "correntes neutrais" ou "correntes neurais"...

    Um abraço!

    ResponderExcluir

comentários anônimos, apócrifos e ofensivos não serão liberados.