3 de jun de 2010

esopo, fábulas IV


arthur rackham, the tortoise and the hare

A tartaruga e a lebre (1)

Uma tartaruga e uma lebre discutiam sobre qual era a mais rápida. E então, marcaram um dia e um lugar e se separaram. Ora, a lebre, confiando em sua rapidez natural, não se apressou em correr, deitou-se no caminho e dormiu. Mas a tartaruga, consciente de sua lentidão, não parou de correr e, assim, ultrapassou a lebre que dormia e chegou ao fim, obtendo a vitória.

Muitas vezes, o trabalho vence os dons naturais, quando estes são negligenciados.

(1) Esopo, Fábulas completas, tradução de Neide Smolka do original grego, ed. Moderna, 1994. 
 
A tartaruga e a lebre (2)

Uma tartaruga e uma lebre discutiam sobre quem seria a mais rápida. Marcaram um dia e um lugar para o desafio e se separaram. Ora, a lebre, contando com sua rapidez natural, não se apressou em correr, mas deitou-se no caminho e dormiu. Mas a tartaruga, consciente de sua lentidão, não parou de correr e ultrapassou a lebre que dormia, obtendo assim a vitória.

Moral: A fábula mostra que, muitas vezes, o trabalho vence os dons naturais, quando estes são negligenciados.

(2) Esopo, Fábulas, tradução de Pietro Nassetti do original em latim [sic], ed. Martin Claret, 2006.



atualização em 16/2/12 - obs.: estes são apenas alguns exemplos a título ilustrativo, extraídos de um extenso cotejo feito entre as traduções, com outras traduções e com o original. veja aqui.



2 comentários:

  1. Randerson Azevedo8.6.10

    Denise, querida, (perdoe-me a intimidade de chamá-la assim, mas não me poderia ser outra coisa senão querida, por tão prolífico combate a embusteiros literários claretianos e assemelhados que tais),

    obrigado por me abrir os olhos para as patranhadas que infestam nossas livrarias e bibliotecas, e que, também para mim, até o conhecimento de seu blog, eram sedutor chamariz.

    Parabéns pelo trabalho!

    Posso aproveitar seu conhecimento em meu próprio benefício? :)

    Já deve estar a saber de uma coleção de clássicos recém-lançados pela abril. Já examinou a lista de tradutores? O que lhe parece?

    Sou um perfeito neófito nisso de identificar boas traduções, e o conhecimento que você tem disso seria de inestimável valia para mim.

    Muitíssimo obrigado!

    ResponderExcluir
  2. prezado randerson, agradeço e fico feliz em poder ser útil!
    quanto à coleção da abril, publiquei um post aqui: http://naogostodeplagio.blogspot.com/2010/02/boa-noticia.html

    ResponderExcluir

comentários anônimos, apócrifos e ofensivos não serão liberados.