16 de fev de 2009

balzac na claret

a mulher de trinta anos nas edições da nova cultural tinha um duplo plágio:
1. enrico corvisieri na coleção imortais da literatura, 1995
2. gisele donat soares na coleção obras-primas, 2003
ambos são cópia atamancada da tradução de josé maria maria machado, pelo clube do livro.



a mulher de trinta anos na edição claretiana, com plágio em nome de pietro nassetti, preferiu garfar a globo, com tradução de casimiro fernandes e wilson lousada, além de prefácio e notas de paulo rónai (aqui cit. na edição de 1948).

a.
A magnífica parada comandada pelo imperador devia ser a última daquelas que por tanto tempo exaltaram a admiração dos parisienses e dos estrangeiros. A velha guarda ia executar, pela última vez, as sábias manobras cuja pompa e precisão espantaram algumas vezes até o próprio gigante, que se preparava então para o seu duelo com a Europa. Um triste sentimento levava às Tulherias uma brilhante e curiosa população. Cada um parecia adivinhar o futuro, e pressentia talvez que mais de uma vez a imaginação teria que retraçar o quadro daquela cena, quando os tempos heróicos da França adquirissem, como hoje, tintas quase fabulosas. (fernandes/lousada, p. 515)

b.
A magnífica parada comandada pelo imperador devia ser a última daquelas que por tanto tempo exaltaram a admiração dos parisienses e dos estrangeiros. A velha guarda ia executar, pela última vez, as sábias manobras cuja pompa e precisão espantaram algumas vezes até o próprio gigante, que se preparava então para o seu duelo com a Europa. Um triste sentimento levava às Tulherias uma brilhante e curiosa população. Todos pareciam adivinhar o futuro, e pressentiam talvez que, mais de uma vez, a imaginação teria que retraçar o quadro daquela cena, quando os tempos heróicos da França adquirissem, como hoje, cores quase fabulosas. (nassetti, p. 19)

a.
Uma mulher moça, célebre em Paris por sua graça, por sua beleza e por seus dotes de espírito, e cuja posição social e fortuna estavam em harmonia com a sua celebridade, veio, com grande espanto do vilarejo situado a cerca de uma milha de Saint-Lange, estabelecer-se ali em fins do anos de 1820.39 Desde tempos imemoriais que os rendeiros e camponeses não viam os donos do castelo. Se bem que de uma produção considerável, as terras estavam abandonadas aos cuidados de um administrador e guardadas por velhos serviçais. Por isso, a viagem da senhora marquesa causou uma certa sensação na região. Muitas pessoas tinham-se agrupado na entrada da vila, no pátio de um albergue situado no entroncamento das estradas de Nemours e Moret, para verem passar uma caleça que avançava lentamente, pois a marquesa viera de Paris com os seus cavalos. No assento dianteiro, a criada de quarto fazia companhia a uma menina mais tristonha do que risonha. A mão vinha no fundo da carruagem, imóvel como um moribundo que os médicos tivessem enviado para o campo. (fernandes/lousada, p. 570)

39. 1820. Esta data parece errada; deveria ser substituída por 1823, pois a morte de Artur ocorreu nesse ano. Cf. também a nota seguinte. [obs.: a nota é de paulo rónai]

b.
Uma mulher moça, célebre em Paris por sua graça, por sua beleza e por seus dotes de espírito, e cuja posição social e fortuna estavam em harmonia com a sua celebridade, veio, para grande espanto do vilarejo situado a cerca de uma milha de Saint-Lange, estabelecer-se ali em fins do anos de 1820.1 Desde tempos imemoriais que os rendeiros e camponeses não viam os donos do castelo. Apesar de ter um rendimento considerável, as terras estavam abandonadas aos cuidados de um administrador e guardadas por velhos serviçais. Por isso, a viagem da senhora marquesa causou uma certa sensação na região.
Muitas pessoas tinham-se agrupado na entrada da vila, no pátio de um albergue situado no entroncamento das estradas de Nemours e Moret, para verem passar a carruagem, que avançava lentamente, pois a marquesa viera de Paris com os seus cavalos. No assento dianteiro, a criada de quarto fazia companhia a uma menina mais tristonha que risonha. A mão vinha no fundo, imóvel como um moribundo que os médicos tivessem enviado para o campo. (nassetti, pp. 73-74)

1. 1820. Esta data parece errada; deveria ser substituída por 1823, ano em que ocorreu a morte de Artur.

atualização em 16/2/12 - obs.: estes são apenas alguns exemplos a título ilustrativo, extraídos de um extenso cotejo feito entre as traduções, com outras traduções e com o original. veja aqui.

imagem: migas-bdc.blogger.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário

comentários anônimos, apócrifos e ofensivos não serão liberados.