12 de fev de 2009

pela memória e pela história

matisse

se você também não gosta de plágio e quiser deixar seu nome, escreva seu recado aqui nos comentários deste post.

data original de postagem: 28/11/08

109 comentários:

  1. o plágio desrespeita o autor do texto original, os tradutores que fazem da tradução o seu modo de vida e os leitores também...
    plágio, tô fora!!!

    ResponderExcluir
  2. quero entrar nesta lista, plágio não

    mas não sei como entrar neste blogue ou nesta lista...

    ResponderExcluir
  3. Anônimo29.11.08

    Por favor, inclua o meu nome.

    obrigado,

    Erick Ramalho

    ResponderExcluir
  4. Ai, amor.... eu cheguei num ponto da minha vidinha tola, que pouco me resta além das minhas palavras. Eu sempre digo isso praquem me rouba. É não é pra fazer drama, sabe, é só uma constatação: eu não tenho mais uma casa, nem meu Alexandre, nem certeza nenhum no futuro, nem... quase nada. Então, se antes eu detestava, agoraeu me sinto violentada, mesmo quando não é comigo. Ao fim e ao cabo, nós só temos mesmo o que bolamos nas nossas cabecinhas,dai vem um vagabundo e leva embora? Fico doente. beijos de fim de sábado ni vc.

    ResponderExcluir
  5. Plágio, só o criativo.

    Abrs.,

    Gabriel Perissé

    ResponderExcluir
  6. Anônimo30.11.08

    Denise,

    Faz tempo que faço uma campanha particular. Em todas as minhas mensagens, junto à assinatura digital, vai o seguinte:

    Evite divulgar textos de autoria duvidosa. Pesquise.

    Avoid promoting texts of doubtful authorship. Do the research.


    Um abraço a todos.

    Heloísa Mafra Ferdinandt

    ResponderExcluir
  7. ALBA OLMI30.11.08

    Acho vergonhoso o modo como o plágio é pouco ou nada considerado neste país (sem falarmos em copyright). Eu fui vítima de um plágio indecente, descarado, que permitiu a um sujeito desprezível defender dissertação de Mestrado numa Federal do Sul. Mesmo assim a Universidade, embora ciente do fato, e com provas contundentes, ainda não deu nenhuma solução.O que se pode esperar do resto?

    ResponderExcluir
  8. Conte comigo!
    Beijos:)

    Ana Carolina Cunha Lima

    ResponderExcluir
  9. O que mais incomoda no plágio é o apagamento, a tabula rasa que faz do esforço, da dedicação, da perseverança do plagiado. Gera uma falsidade não apenas pessoal, mas histórica, que assim perde sua credibilidade.

    ResponderExcluir
  10. "ótima iniciativa, mais uma vez, Denise. Pode botar meu nome na lista, Francisco Foot Hardman.
    (sou ruim nessas coisas de internet). Grande abraço, F. Foot.

    PS: vou repassar imediatamente para a Direção e para a lista de docentes do IEL."

    ResponderExcluir
  11. Acho que já somos desrespeitados demais neste mundo.

    ResponderExcluir
  12. Apoio a causa, tudo pela pesquisa. Favor incluir meu nome, Emiliano Unzer Macedo.

    ResponderExcluir
  13. Marcelo Jacques de Moraes30.11.08

    Não gosto!!!

    ResponderExcluir
  14. João Angelo Oliva Neto30.11.08

    No campo da criação, plageia-se sob pretexto de emulação e homenagem ao plagiado. No campo da pesquisa acadêmica, plageia-se, furta-se sob pretexto de que na Universidade as idéias são de todos: geralmente pensa assim quem não não consegue ter nehuma idéia.

    Obrigado, Denise, pelo convite.

    ResponderExcluir
  15. parece que o blogger anda com problema, então posto direto:

    "Denise:

    Com prazer entro na lista. Não consegui abrir o "site": deu "erro de sintaxe", e não consigo decifrar o impedimento.
    Abraço,

    Sérgio Bath"

    ResponderExcluir
  16. problema no blogger. então posto direto por aqui:

    "Bem, o blog abriu, mas não consegui postar. É preciso alguma senha? Em todo caso, eis meu comentário:

    O plágio é tão antigo quanto a arte, mas não a noção de plágio. Uma vez esta existindo, o tempo da ingenuidade termina. E se não há ingenuidade, há intenção.

    Ab, L"
    [Luís Dolhnikof]

    ResponderExcluir
  17. M.Betânia Amoroso30.11.08

    Pode acrescentar meu nome, Denise.
    Um abraço
    Betânia

    ResponderExcluir
  18. Olá, Denise,
    entro para a lista com todo o prazer. O prazer, é claro, fica por conta das companhias e dos texto, e não pelo tema.
    Um abraço,

    Francisco César Manhães Monteiro

    ResponderExcluir
  19. Olá!
    Também não gosto de plágio, por favor, inclua meu nome.
    Bjs

    ResponderExcluir
  20. Plágio? Não!!!

    @s
    Mauri Furlan

    ResponderExcluir
  21. de fato o blogger parece que está meio de folga neste domingo, e metade das conexões está caindo.
    então continuo postando as msgs de quem não conseguiu via blogger.

    "Prezada Denise,

    Aceito entrar na lista, sem sombra de dúvida. Espero poder anunciar em breve a finalização de um acordo entre o Luiz Costa Lima e a Nova Cultural pela publicação indevida de "O Vermelho e o Negro", acordo esse que contempla o pagamento de indenização e uma retratação pública em jornal de grande circulação."

    [dr. marco túlio castro]

    ResponderExcluir
  22. "Denise, não consegui entrar no site, mas pode colocar meu nome. Abrs. Moacyr"

    [moacyr scliar]

    ResponderExcluir
  23. "olá, denise,

    obrigadíssima pelo convite.
    acho que fiz alguma bobagem no blog pois agorinha te mandei uma msg mas não a visualizo nos Comentários.
    de qq maneira, queria te dizer que há pouco tempo tentei entrar no seu antigo blog e vi que ele tinha sido 'encampado' por outras pessoas que barraram o acesso livre. Pena.
    este seu novo blog está ótimo, e parabens pelas lindas fotos.
    inclua, por favor, meu nome entre os que nao gostam de plágio.
    grande abraço,
    rosa"
    [rosa freire d'aguiar]

    ResponderExcluir
  24. Anônimo30.11.08

    Boa tarde a todos:

    Quero incluir meu nome na lista de pessoas que desaprovam a mal-intencionada prática de plagiar, descaradamente, o trabalho dos outros. Pior é que eu não consigo imaginar uma razão para isso que se possa publicar: canalhice é quase um elogio.

    Haroldo Cantanhede

    ResponderExcluir
  25. "Prezada Denise,

    Realmente nao gosto de plágio...

    Obrigada pelo convite!

    Um abraço, Anna"

    [anna magdalena machado bracher]

    ResponderExcluir
  26. Denise,

    Grato pela lembrança do meu nome e pelo convite. Estranhei que o assinado-tradutores tivesse se tornado um blog para convidados quando sua causa é tão pública. Conte com meu nome na lista de adversários do plágio e com visitas freqüentes a este blog.
    Um abraço,
    Antivan

    ResponderExcluir
  27. "mais um grãozinho de areia...lá vou eu!"
    [maria cristina pires pereira)

    ResponderExcluir
  28. "Olá, Denise

    espero que tudo esteja bem contigo.

    Admiro você pela energia e dedicação, e estou com você. Também não gosto de plágio, nem de procedimentos rapaces. Por algum motivo (meus vários softwares de proteção etc.?), o link enviado não me leva à página do blog. Mas, sim, gostaria de estar na listinha.

    Um abraço (mesmo que invernal, está fazendo muito frio, e está muito úmido por aqui, embora sem os desastres naturais daí).

    Jose"
    (josé antônio arantes)

    ResponderExcluir
  29. "Cara Denise,

    será um prazer entrar nesta batalha, como faço, é só entrar no blog?

    abraço


    Eugênio"

    (eugênio vinci de moraes"

    ResponderExcluir
  30. Do outro lado do oceano, no meio do frio e da chuva, vai mais um nome na lista. O meu.

    ResponderExcluir
  31. "Olá Denise,

    assinado em baixo, claro!! Passei no blog, super informativo. Vou ler com calma.

    Abraços,
    Ana"

    (ana ramiro)

    ResponderExcluir
  32. Anônimo30.11.08

    Olá, Denise:
    Gostei do blog, vou ler tudo com calma.
    Plágio, nem pensar!
    Abraço
    Rejane Janowitzer

    ResponderExcluir
  33. Anônimo30.11.08

    Apóio a iniciativa. Abraço,

    Claudio Daniel

    ResponderExcluir
  34. Anônimo30.11.08

    Plágio causa câncer de pulmão, enfisema pulmonar, aborto,impotência sexual, AVC...
    Eu não apóio essa idéia.

    Artur Neves Teixeira

    ResponderExcluir
  35. Abomino plágios e isso não se refere apenas a textos literários... pois como artista plástica amadora (quando eu crescer eu vou ser uma...) vejo isso ocorrendo com a maior cara lavada e sem ao menos deixar claro que é uma interferência na obra deste ou daquele... By the way... algumas interferências são puras charlatanices...

    ResponderExcluir
  36. Apoiadíssimo Denise. E isso se refere a toda e qualquer produção, sliterária, artística ou científica... Não sei se vc. recebeu meu último post... Daí quem sabe este pl=agio de mim mesma... ;-)

    ResponderExcluir
  37. olá, denise,
    enfim consegui entrar. Bem, sem maiores considerações de ordem histórico-social, é evidente que, de saída, considero o plágio uma prática desonesta. Por isso, gostaria de ter o meu nome incluído na lista. Depois examinarei melhor e escreverei com mais vagar.
    Mamede Jarouche

    ResponderExcluir
  38. Priscila Manhães30.11.08

    Conta comigo, Denise.

    Beijo,
    Priscila Manhães

    ResponderExcluir
  39. "Prezada Denise:

    Muito obrigado pela lembrança, e parabéns pelo resultado do seu exaustivo trabalho de levantamento e cotejo dos abusos de tantos plágios.
    Quero, sim, entrar na lista.

    Abraço
    Agenor"

    ResponderExcluir
  40. "Obrigada. Só não consegui acessar a lista...
    Zahidé"

    ResponderExcluir
  41. "Prezada Denise
    Quero sim entrar na lista.
    Abraço

    Lylian"

    [lylian coltrinari]

    ResponderExcluir
  42. "querida denise,
    obrigada pelo convite. não gosto de plágio não: por favor, ponha meu nome na lista!
    beijo,
    heloisa jahn"

    ResponderExcluir
  43. Vera Pereira1.12.08

    Me inclua nesta lista. Vera Pereira

    ResponderExcluir
  44. Eduardo Sterzi1.12.08

    Cara Denise,

    Inclua, por favor, o meu nome na lista. É inacreditável que nada ainda de efetivo tenha sido feito pelo Ministério Público contra a Nova Cultural e a Martin Claret, empresas descaradamente criminosas.

    Eduardo Sterzi

    ResponderExcluir
  45. yep, eduardo, vc pegou o ponto!

    e a gente tem que continuar a ouvir a história de que são os tradutores lesados (mortos há não sei quantas décadas!) que têm de reclamar! como se se tratasse só da questão do tradutor individual, ainda por cima, e não do ludibrio da sociedade e nem do saque nacional!

    ResponderExcluir
  46. ainda blogger aos domingos, achando que está de férias:

    "Cara Denise,
    Eu não consegui abrir a página. Porem, se voce conseguir, por favor inclua o meu nome.
    Um abraço
    R. Moura "

    ResponderExcluir
  47. Denise,
    obrigado pelo convite, e me inclua em sua lista.
    Plágio, não

    abraço

    Eugênio Vinci de Moraes

    ResponderExcluir
  48. Cássio de Arantes Leite1.12.08

    É triste.

    ResponderExcluir
  49. Obrigado pelo convite. Se por vezes
    (sem razão, às vezes)o tradutor é traidor, o plagiador é sempre assassino. Assassina a identidade criadora do texto.

    ResponderExcluir
  50. "Cara Denise:
    Pode incluir o meu nome. Abraço,
    Alberto da Costa e Silva"

    ResponderExcluir
  51. "Olá, Denise: Pode pôr meu nome na lista. Abraço, Davi."

    ResponderExcluir
  52. "Pode incluir meu nome.
    Abs. Anderson"

    ResponderExcluir
  53. "Cara Denise,
    Plágio é ridículo, antiético e prova de falta de competência para escrever um texto ou para pesquisar a autoria do mesmo. Apoiadíssimo.
    Anita R. Di Marco"

    ResponderExcluir
  54. "Não consegui abrir a página, Denise.
    Quero assinar, sim.
    Patrícia"

    ResponderExcluir
  55. "Será um prazer fazer parte de sua lista contra o plágio.

    Parabéns pelos blogs.

    Atc.
    Priscila Santos"

    ResponderExcluir
  56. "Oi, Denise:

    Não sei como fazer isso, por isso te autorizo a colocar meu nome na lista.

    Carmen"

    ResponderExcluir
  57. "vamos continuar essa conversa, 'batendo na mesma tecla', como vc diz, e bola pra frente.
    abraço e conte comigo nessa nova empreitada,

    maurício"

    ResponderExcluir
  58. não sei o que acontece com o blogger...
    "Prezada Denise,
    não consigo abrir o endereço enviado (acho que o meu computador não
    tem o programa correspondente...); mas você está plenamente autorizada
    a incluir o meu nome na lista.
    Abraço,
    Marcus."

    ResponderExcluir
  59. Anônimo2.12.08

    Atribuir a si próprio trabalho alheio, qualquer que seja a natureza deste trabalho, é usurpação, ato merecedor de repúdio, denúncia e condenação.
    Cecília Campello

    ResponderExcluir
  60. D.

    Você põe meu nome na listinha? (a boa, espero, rs rs rs )

    Renato Pontual

    ResponderExcluir
  61. "Claro que desejo entrar para a lista, Denise. Gostar de plágio é gostar de mentir para si e para todos, não é?
    Maria Helena Nery Garcez"

    ResponderExcluir
  62. "Denise, pode incluir o meu nome.

    Um abraço, Carlos Nelson"

    ResponderExcluir
  63. "Tentei me solidarizar c/"Não gostode plágio" porém não abriu a adesão. Vai a intenção justa, ética e economicamente correta para o profissional e os direitos autorais,
    Etelmiro Castilho"

    ResponderExcluir
  64. "Denise,
    pode colocar meu nome na lista "contra plágio".
    Salma Tannus Muchail"

    ResponderExcluir
  65. "Denise,

    Inacreditáveis os registros com os "tradutores" de Quincas Borba, Encarnação etc.

    Pode colocar meu nome em todas as listas contra os plagiadores de traduções.

    Abraço,
    Roberto Gomes"

    ResponderExcluir
  66. Prezada Denise,
    Por favor, inclua meu nome na lista.
    Parabéns pela iniciativa.
    Ricardo Terra

    ResponderExcluir
  67. Olá Denise,

    Gostaria de ser incluída na lista.
    Abraço!

    Poliana

    ResponderExcluir
  68. prezada poliana, adoraria pôr seu nome na lista, se vc puder passá-lo completo.

    ResponderExcluir
  69. "Por favor inclua meu nome em mais essa frente de batalha!

    Abraço,

    Alessandra Allegri"

    ResponderExcluir
  70. Peço a inclusão de meu nome na lista.

    ResponderExcluir
  71. Claudia Berliner10.12.08

    plágio é roubo, roubo covarde e assim deve ser tratado.

    me incluo na lista

    Claudia Berliner

    ResponderExcluir
  72. Olá, Denise,

    Continuo apoiando a sua bela iniciativa,

    Abraços,

    Hélio de Mello Filho

    ResponderExcluir
  73. Julián Fuks18.12.08

    Olá, Denise.
    Agradeço o convite e a felicito por mais essa boa iniciativa. Pode incluir meu nome na lista.
    Julián Fuks

    ResponderExcluir
  74. Anônimo19.12.08

    Cara Denise, por favor inclua meu nome. Obrigada pelo convite e pode contar de novo comigo!
    abraço,
    Alice Xavier

    ResponderExcluir
  75. Olá Denise tbm gostaria de colocar o meu nome nessa lista, afinal existem tantas propagandas na televisão contra pirataria, alguns dizendo que CD pirata faz mal para os aparelhos eletrônios, e plágio editorial faz mal para os olhos dos leitores, e acaba prejudicando o trabalho dos tradutores, que devido a esse crime não encontram incentivos para traduzir outras grandes obras.

    ResponderExcluir
  76. denise24.12.08

    "Meu nome é Renata Faria, e apoio totalmente essa causa, eu tbm não gosto de plágio."

    ResponderExcluir
  77. Anônimo28.12.08

    Cara Denise,
    visitei o nãogosto... excelente! deixei recado.
    obviamente que quero ser incluído entre os que detestam o plágio.
    abraços e boas festas!
    Pedro

    ResponderExcluir
  78. Anônimo28.12.08

    Denise,
    Estou lendo seu blog e tentando me
    inscrever. Parece que agora deu certo.
    Eleonora

    ResponderExcluir
  79. Doralice Lima16.1.09

    Por favor, inclua meu nome na lista.

    abrs,
    Doralice Lima

    ResponderExcluir
  80. Beatriz Viégas-Faria26.1.09

    Denise, favor incluir meu nome na lista.
    Abraço,
    Beatriz

    ResponderExcluir
  81. Anônimo27.1.09

    O plágio no campo editorial é mais uma faceta do consagradíssimo 171 nacional. Porém, uma vez honestos, intelectualmente íntegros, dizemos NÃO a esta aberração mercantilista e imoral. Faço minhas as palavras anteriormente registradas pelos demais.

    Favor incluir o comentário deste humilde tradutor,

    Daniel Aço.

    ResponderExcluir
  82. Também sou contra plágio, mas não consegui acrescentar meu nome à lista.
    Por favor, façam isso por mim, está bem?
    Helena Londres

    ResponderExcluir
  83. Galeno Amorim29.1.09

    Acho importante e necessária essa luta que vc desenvolve contra os plágios.

    Galeno

    ResponderExcluir
  84. O plágio, além de ser crime, é a total falta de competência em pensar, em produzir da própria lavra ou desenvolver produções já estabelecidas.

    Um pouco mais de ideias próprias. E redação própria, façavor!

    Leticia Braun

    ResponderExcluir
  85. Denise, sua causa é mais do que justa, até pq também é a nossa causa: todos contra o plágio! Um abraço grato, Jean.

    ResponderExcluir
  86. Prezada Denise,
    Parabéns pela inciativa e formidável campanha de conscientização pública desse importante problema que assola a cultura brasileira, inclusive nos meios acadêmicos.
    Um forte abraço,
    Nythamar de Oliveira

    ResponderExcluir
  87. É uma pena ver o que editoras descompromissadas têm feito no Brasil. Fiquei muito triste quando descobri as atocidades feitas pela Martin Claret, porque já tinha muitos livros de sua coleção. Só posso agora, no mínimo, passar a informação adiante, para que outros não sejam enganados... Lamentável!!!!

    Quero participar da lista...

    ResponderExcluir
  88. Tuca Abbate20.2.09

    Reitero que meu nome deve continuar constando em todo e qualquer manifesto contra essa bandalheira editorial e a favor do reconhecimento e do respeito que um trabalho tão importante como o nosso merece!

    Fátima Aparecida de Oliveira Abbate

    ResponderExcluir
  89. da plagiarius:

    Dear Denise,

    thanks for your support and all the best for your website against copying !

    Kind regards,

    Christine Lacroix
    Geschäftsführung
    Plagiarius Consultancy GmbH

    ResponderExcluir
  90. Ana Miriam Wuensch28.2.09

    Cara Denise,
    O seu trabalho realmente é de utilidade pública, com uma base de dados e uma proposta de discussão considerável.
    Já ouvi coisas absurdas sobre isto, na minha área, filosofia, e aqui na PUC-Rio, numa disciplina de Letras, era recorrente o comentário de casos específicos de plágio, e outros, envolvendo a responsabilidade das editoras citadas. Mas estas informações devem alcançar um público maior, de estudantes e professores, leitores em geral e vendedores e consumidores de livros.
    Livros populares, edições de bolso, divulgação cultural em massa, sim; plágio, má-fé, baixa qualidade de tradução ou apropriações indébitas de obras, não!
    Nestes tempos de combate à pirataria, é preciso lembrar que o plágio é pai desta prática, e o roubo, o avô de todas estas coisas.
    Ana Miriam

    ResponderExcluir
  91. Everardo Norões2.3.09

    Prezada Denise:

    Seu trabalho é de importância fundamental para quem se interessa pela literatura. Soube de você através de nosso amigo comum, Ivo Barroso. Retransmitirei o endereço de seu site para os estudantes de Letras da UFPE e tentarei fazer a maior divulgação possível.
    Um abraço e...'bon courage'.
    Everardo Norões

    ResponderExcluir
  92. José Augusto Drummond2.3.09

    Denise

    Civicamente, quero fazer parte de sua lista.

    saudações

    Drummond

    ResponderExcluir
  93. Anônimo8.3.09

    Olá. Só foi pelo Jane Austen em português que fiquei sabendo de seu maravilhoso trabalho, Denise. Eu já tinha muita desconfiança das "traduções" da Martin Claret e só agora vi que o negócio é bem mais sério do que eu pensava... E vou deixar registrado aqui que tem até professores de curso superior que não ligam quando seus alunos fazem trabalhos tendo como base livros da tal editora. Isso aconteceu quando eu estudava na FEF, faculdade de Fernandópolis, interior de São Paulo.
    Parabéns pelo blog. Virei fã.
    Paula Aryana de Sena

    ResponderExcluir
  94. Denise,
    Por favor inclua meu nome!
    Forte abraço
    Ana Paula Alves Ribeiro

    ResponderExcluir
  95. Olá,
    Gostaria de dizer que acabo de consultar dois volumes da coleção "Os Pensadores", da Nova Cultural, e constatei que a Editora Nova Cultural Ltda. é uma divisão do Círculo do Livro e foi fundada por Victor Civita (1907-1990), mesmo fundador do Grupo Abril. Portanto, talvez não seja plágio e sim uma reedição autorizada e levada a efeito por empresas de um mesmo grupo familiar. Corrija se eu estiver enganado. Obrigado.

    ResponderExcluir
  96. prezado garoto jovem: sobre a extinção da abril cultural nos anos 1980, a partilha entre os dois irmãos, a criação da nova cultural, a manutenção dos catálogos da antiga abril cultural na nova cultural, o começo das fraudes etc., há vários posts com datas, números, relação completa das coleções tanto na abril cultural quanto na nova cultural, nomes dos responsáveis, início das fraudes etc.
    por exemplo: 10/10/08, "os pensadores, abril cultural"; 27/11/08, "onde tudo começou"; 28/11, "e por onde continuou", "angu de caroço"; 10/02, "à guisa de explicação"; 11/2, "o contexto I" e "o contexto II".

    a nova cultural admite as fraudes: já retirou as obras fraudadas de circulação e venda, está indenizando alguns lesados, está em negociações com outras editoras, já publicou errata pública num dos acordos extrajudiciais.

    procure o assunto no buscador aqui do blog, por exemplo: abril cultural, nova cultural, CLC, partilha, pensadores, imortais da literatura, ação judicial, retirada de circulação etc.

    abraço

    ResponderExcluir
  97. Alexandre Machado10.3.09

    Caramba, isto é um serviço à Pátria das Letras!

    Parabéns. Eu geralmente só adquiro livros traduzidos após pesquisar sobre o trabalho do tradutor, com o objetivo de fugir de arapucas como as denunciadas aqui. No entanto, inocentemente eu cria que as obras da coleção "Os Pensadores" que faziam pate da coleção original eram publicadas escrupulosamente. Quando fui pesquisar pela tradução d'"a República" é que caí aqui e vi que até este patrimônio intelectual do Brasil foi enxovalhado.

    Uma curiosidade: em que traduções o fantasma Enrico se baseou para esta versão d'A República? Há "critério" (plagio completo de alguém) ou múltipla fraude, com equipolação, sinonímia, etc.

    Grato,

    Alexandre Machado.

    ResponderExcluir
  98. prezado alexandre: essa informação ainda fico lhe devendo. até o momento, tenho evitado me referir a essa edição da república como um plágio, pois ainda não fiz o cotejo. reforço apenas que enrico corvisieri assina várias fraudes comprovadas na nova cultural; que a república não fazia parte dos pensadores da abril; que foi uma obra de extrema volatilidade (como brinde dos pensadores da nc, depois na bestseller, depois na sapienza); que a própria nova cultural teve por bem retirar a república de sua coleção, de livre e espontânea vontade, em abril do ano passado, e que em data recente ela mesma me informou que de fato não é uma edição confiável.

    mas sem dúvida uma hora a gente descobre e aí dá certinho os nomes aos bois ;-)

    ResponderExcluir
  99. Anônimo15.3.09

    Concordo com seu trabalho de mostrar os plágios e outras coisas das editoras, mas o bom seria voce falar das grandes Redes de Livrarias como exemplo saraiva,sicilianio,cultura e principalmente a Livraria FNAC que hoje abriu no Barra Shoppen em Porto Alegre uma Mega Livraria que consta principalmente a Editora que voce mostra em seus comentarios de plagios faz grandes promoções.

    ResponderExcluir
  100. prezado anônimo, tem toda a razão. afinal quem coloca as fraudes à venda são as livrarias. em vários posts insisti nesse ponto, nessa conivência criminosa das livrarias, inclusive publicando os incursos penais em que elas se enquadram. uma delas me respondeu que só vai parar de vender as fraudes mediante notificação judicial. pode uma coisa dessas?

    ResponderExcluir
  101. Anônimo19.3.09

    Não, não poderia ser que livrarias fossem "aliadas" dessas fraudes todas empurrando livros que não queremos. Há dois anos fui encomendar meu exemplar de "O processo" com tradução de Modesto Carone, e o tido como melhor livreiro de Fernadópolis (SP) quis me empurrar a porcaria da Martin Claret. Mas tem muito estudante que compra, viu? Paula Aryana

    ResponderExcluir
  102. Fazemos de tudo para evitar abusos, mas nem sempre tudo é possível. Tocar a trombeta vale a pena, pelo menos se alardeia onde está o bandido. Belo empenho levantar esta bandeira. Para tradutores, os louros vêm muito tarde, e nunca em forma de percentual pelo trabalho de tradução. Ganhar por laudas é coisificante. Quando só um dos lados ganha, a parte do leão nunca cabe ao cordeiro que aceita as regras impostas. O conhecimento circula por um meio onde a justiça editorial não existe. Quem publica nem sempre paga quanto vale. Abraços, Thereza Christina

    ResponderExcluir
  103. Anônimo9.4.09

    Bom dia Denise Bottmann,

    Gostaria de enviar uma mensagem, poderia me informar um e-mail?
    abraços

    ResponderExcluir
  104. prezado anônimo,vc encontra meu e-mail na coluna da direita, em "visualizar meu perfil completo". em todo caso é dbottmann@uol.com.br

    ResponderExcluir
  105. Ana Paula Tavares

    Digo não ao plágio!

    ResponderExcluir

comentários anônimos, apócrifos e ofensivos não serão liberados.