5 de fev de 2009

isso mesmo!

mais um foguetinho, este para o instituto ecofuturo.

faz um ano que estou batendo nessa história do patrocínio da suzano celulose para a edição das obras-primas da nova cultural [clique aqui].

ontem vi na publishnews que o instituto ecofuturo, a ong da suzano, tinha doado 50 mil livros para a biblioteca nacional. fiquei meio aflita porque o ecofuturo, em seus concursos de redação nas escolas públicas, adorava distribuir como prêmio justamente aquelas malfadadas coleções.

já pensou se ele estivesse entregando pilhas e pilhas daquele lixo tóxico na biblioteca nacional, a qual, por sua vez, vai distribuir a doação entre bibliotecas do brasil todo?

bom, escrevi correndo um e-mail para a sra. christine fontelles, da referida ong, expondo minha preocupação. hoje recebi a resposta: a direção do instituto ecofuturo informa que suspendeu as doações da coleção obras-primas até receber um relatório escrito da nova cultural, atualizando sobre os problemas e pendências referentes às traduções, conforme compromisso assumido pela editora em reunião realizada em 19 de janeiro no escritório do ecofuturo.

que coisa! e pensar que a contrapartida do patrocínio da suzano para a nova cultural tinha sido receber 1% do faturamento com as vendas dos livros, quase metade deles espúrios, e mais 900 coleções a seu dispor (45.000 volumes, sendo uns 20 mil pura fraude!)...

muito bem, sr. ecofuturo, isso mesmo - sinta-se mexido em seus brios ao constatar quão solenemente foi ludibriado em sua boa-fé e que papelão lhe faz passar sua parceira amiga-da-onça. mostre firmeza, pois o brasil não merece essa banda podre do livro.

foto: federico carotti

Nenhum comentário:

Postar um comentário

comentários anônimos, apócrifos e ofensivos não serão liberados.