3 de dez de 2008

recapitulando

prometi para um leitor que publicaria este scan comparativo da divina comédia. naturalmente não pretendo "convencer" ninguém, pois afinal quem tem olhos que veja, certo? para quem está ainda se iniciando nessa história toda, recomendo vivamente que consulte o original do dante para entender a questão com toda a clareza. [neste exemplo tomado ao acaso, trata-se do cap. XXX do purgatório.]





a tradução de hernâni donato, mais do que uma tradução, é uma vasta recriação digamos "parnasiana" dos versos tersos e enxutos de dante. é uma bela obra que chega quase a constituir uma obra originária de direito próprio, tão afastada está, em estrutura, estilo e léxico, da divina comedia italiana. assim, eventuais diferenças de termos na suposta tradução de fábio alberti não passam de tentativas cosméticas de disfarçar a cópia.
esta fraude já foi admitida pela ed. nova (in)cultural, que retirou o livro de catálogo e está indenizando a editora l&pm por lhe ter cedido essa pseudotradução num contrato de sublicenciamento de direitos.
resta o problema das centenas de milhares de exemplares da divina comédia fraudada, que se encontram em lares, escolas e bibliotecas, e que, a meu ver, teriam de ser substituídos num vasto recall por iniciativa da empresa responsável pelo delito e de sua parceira suzano celulose.







Nenhum comentário:

Postar um comentário

comentários anônimos, apócrifos e ofensivos não serão liberados.