16 de fev de 2013

mitologias

laurence hallewell, no portento que é seu estudo o livro no brasil - sua história, afirma à p. 457, quando do golpe de estado de 1937:
Nem os livros infantis escapavam [à apreensão e queima]. As obras de Monteiro Lobato foram queimadas arbitrariamente e As Aventuras de Tom Sawyer, de Mark Twain, foi julgado tão perigosamente subversivo que, não satisfeito em confiscar a edição, o governo prendeu Cecília Meireles por tê-lo traduzido.

cecília meireles foi efetivamente chamada à delegacia para depor, mas não naquela ocasião, nem por ter traduzido a obra de twain - é o que nos mostra a meticulosa reconstituição histórica de jussara pimenta, no artigo "leitura e encantamento: a biblioteca infantil do pavilhão mourisco", na coletânea cecília meireles: poética da educação, organizada por neves, lôbo e mignot (2001):



de acordo com a autora, o autor da fatídica tradução teria sido monteiro lobato, cf. nota à p. 114, que pode ser consultada acima.*

porém resta-me uma dúvida: a tradução de tom sawyer feita por monteiro lobato, ao que tudo indica, saiu apenas em 1948, pela brasiliense. em 1937, ano da intervenção no centro cultural e na biblioteca infantil dirigida por cecília meireles, a tradução em circulação seria, com toda probabilidade, a de orlando rocha, publicada pela civilização brasileira em 1933:

Autor:Twain, Mark,clique aqui para ver as obras deste autor no Catálogo de Autoridades de Nomes 1835-1910.
Título / Barra de autoria:Aventuras de Tom Sawyer. -
Imprenta:Rio de Janeiro : Civilização Brasileira, 1933. 
Descrição física:v. : il.
Notas:Versão do inglês por Orlando Rocha.
A BN possui o v.1.
Registro Pré-MARC
Entradas secundárias:Rocha, Orlando.clique aqui para ver as obras deste autor no Catálogo de Autoridades de Nomes 
Classificação Dewey:
Edição:
813
Indicação do Catálogo:I-393,2,4 
Registro Patrimonial:134.036 AA 1952 
Sigla do Acervo:DRG 


esses entrelaçamentos são um pouco complicados: de fato, monteiro lobato vendera em 1929 sua parte da sociedade na companhia editora nacional (à qual a civilização brasileira passou a pertencer desde 1932). mais tarde, lobato levou suas obras de autoria própria que estavam no catálogo da nacional para a brasiliense, criada por arthur neves em 1943-44, mas suas obras de tradução continuaram no catálogo de sua antiga empresa, onde estão até hoje.

por outro lado, não sei se lobato fez uma tradução totalmente nova do tom sawyer para a brasiliense ou se se utilizou da de orlando rocha, da nacional, e deu apenas uma guaribada. para poder afirmar alguma coisa com segurança a este respeito, seria preciso comparar as duas - por ora, o que importa é registrar que, até onde é possível inferir, a tradução confiscada pelo regime em 1937 só havia de ser a de orlando rocha, e não a de monteiro lobato...
























atualização em 15/8/13: agradeço a juliana pimenta pela retificação dos créditos de autoria do artigo.

2 comentários:

  1. Prezados Srs., apenas salientando uma pequena incorreção na referência ao texto em questão. Ele está na coletânea organizada por Neves, Lôbo e Mignot intitulada Cecília Meireles: poética da educação (2001), mas é de autoria de J. Pimenta, como podem ver na página 105 do mesmo.
    Muito obrigada.
    Jussara Pimenta

    ResponderExcluir

comentários anônimos, apócrifos e ofensivos não serão liberados.