6 de ago de 2015

cultrix e edgard cavalheiro

em 1956, a editora pensamento resolveu criar um braço editorial voltado para a área literária, fundando uma nova editora, a cultrix. diaulas riedel, proprietário da empresa, convidou edgard cavalheiro para a iniciativa, lançando uma coleção chamada "maravilhas do conto 'isso e aquilo'". tenho cá para mim que a própria ideia da coleção foi de cavalheiro, calcando-se diretamente na coleção da livraria martins, "obras-primas do conto 'isso e aquilo'", dos anos 1940, onde ele mesmo, cavalheiro, havia colaborado com almiro rolmes barbosa.

a coleção da martins trazia os nomes dos tradutores dos contos, bem como, em prefácio, os agradecimentos a cada editora que autorizara o uso de algum conto já traduzido. os ainda não traduzidos ficavam (supostamente) a cargo de rolmes e cavalheiro.

quando edgard cavalheiro assume a nova coleção, a partir de 1957, não se pode dizer que ele tenha tido o mesmo cuidado. assim é que, até 1958, ano de seu falecimento, são lançados vários volumes com seleção atribuída a algum nome visivelmente inventado, sempre ressoando a língua nativa dos contos reunidos naquele volume, e traduções sistematicamente revistas por um tal "t. booker washington". vejam-se:

maravilhas do conto alemão:
introdução e notas de edgard cavalheiro.
organização de diaulas riedel.
seleção de albert. h. widmann.
traduções revistas por t. booker washington.

maravilhas do conto norte-americano:
introdução e notas de edgard cavalheiro.
organização de diaulas riedel.
seleção de john c.w. smith.
traduções revistas por t. booker washington.

maravilhas do conto francês:
introdução e notas de edgard cavalheiro.
organização de diaulas riedel.
seleção de jean p. bellade.
traduções revistas por t. booker washington.

maravilhas do conto russo:
introdução e notas de edgard cavalheiro.
organização de diaulas riedel.
seleção de serge ivanovitch.
traduções revistas por t. booker washington.

maravilhas do conto inglês:
introdução e notas de edgard cavalheiro.
organização de diaulas riedel.
seleção de charles r. holmes.
traduções revistas por t. booker washington.

maravilhas do conto italiano:
introdução e notas de edgard cavalheiro.
organização de diaulas riedel.
seleção de aldo c. bagnotti.
traduções revistas por t. booker washington.

maravilhas do conto espanhol:
introdução e notas de edgard cavalheiro.
organização de diaulas riedel.
seleção de ángel eugenio echegaray.
traduções revistas por t. booker washington.

maravilhas do conto hispano-americano:
introdução e notas de edgard cavalheiro.
organização de diaulas riedel.
seleção de juan s. vendrell y lópez.
traduções revistas por t. booker washington.

nenhum pretenso responsável pela seleção consta em qualquer busca, a não ser referindo-se à respectiva coletânea. "t. booker washington", por sua vez, ecoa claramente o nome do ativista americano booker t. washington: consta que era um fiel colaborador da pensamento e de seu almanaque, que adotava tal pseudônimo.

de modo geral, os contos desses volumes de tradução anônima haviam sido publicados em outras editoras, tendo sido objetos de contrafação nas edições a cargo de cavalheiro, sem licença de edição nem créditos referentes aos tradutores.

ver outras referências aqui.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

comentários anônimos, apócrifos e ofensivos não serão liberados.