28 de jan de 2013

"a novela", livraria do globo, 1936-1938

um grande serviço à história da tradução no brasil prestaria o mestrando que se animasse a fazer um levantamento dos contos editados pela revista literária a novela, publicada pela livraria do globo com direção de erico veríssimo, entre 1936 e 1938.

não foram poucos os autores que tiveram seu primeiro ingresso no brasil por meio das páginas d'a novela. e sua equipe de tradutores não era nada de se desdenhar: mario quintana, wilson velloso, erico veríssimo e tantos mais que caberia a um diligente pesquisador rastrear.

o que posso oferecer são algumas capinhas e o conteúdo de alguns números, que se encontram na internet:

 n. 3, dezembro de 1936

 n. 4, janeiro de 1937

 n. 9, junho de 1937

 n. 10, julho de 1937

 n. 11, agosto de 1937
(rohmer, trad. luiza lindau ferreira)


 n. 12, setembro de 1937

n. 14, novembro de 1937

 n. 15, dezembro de 1937

 n. 17, fevereiro de 1938

 n. 18, março de 1938

 n. 22, julho de 1938

n. 23, agosto de 1938

 n. 25, outubro de 1938

n. 26, novembro de 1938

já comentei alhures, por exemplo a propósito do número 22:
Não vou me deter sobre a Livraria do Globo (e a Editora Globo), ou sobre o papel de Érico Veríssimo como seu diretor editorial - há fartíssimo material a respeito. O pertinente aqui é a Revista Mensal de Literatura A Novela, criada em 1936 por Veríssimo. Com número fixo de páginas (192), a cada mês era lançado um número tendo um texto principal - conto, novela ou romance - como chamada e ilustração de capa, geralmente algo de bom apelo comercial naquele momento.
Complementando as 192 páginas do padrão da revista, seguiam-se contos os mais variados, muitos deles de maior qualidade literária. É o caso, por exemplo, de "Amy Foster" de Conrad ou d' "A Aventura de Tse-La", de Villiers de l'Isle-Adam, entre as capas d' O Navio Fantasma do Cap. Fred Marryat, em tradução de Mario Quintana e ilustração de Edgar Koetz, um dos expoentes das artes gráficas gaúchas (n. 22, 1938). ver aqui
ou ainda, sobre a primeira tradução d'a queda da casa de usher, de edgar allan poe:
Foi nas páginas d' A Novela n. 23, de agosto de 1938, com chamada de capa para O Grande Amor de Napoleão, do Conde de Ornano, que encontrei o que me parece ser a primeira tradução brasileira de "A queda da casa de Usher",  de Poe.
O conteúdo deste número era o seguinte: H.C. Nac Neile, "A melodia da morte"; Valentine Gregory, "O crime do ônibus"; Conde de Ornano, "Maria Walewska, O grande amor de Napoleão"; Edgar Wallace, "O homem que odiava as minhocas"; Charles de Coster, "As três donzelas"; Edgar Allan Poe, "A queda da casa de Usher"; Milward Kennedy, "Que é um crime?"; Archemed Abdullah, "Éramos seis... e uma dama"; Suzanne Normand, "Mariposas de papel". Créditos de tradução: Oliveira Abrantes e Wilson Velloso.
O romance do conde de Ornano fora lançado meses antes, ainda em 1938, pela Inquérito de Lisboa, na tradução do lusitano Oliveira Abrantes, num volume de 354 páginas (aqui).* Em vista disso, imagino que o texto publicado na Revista Literária da Globo fosse uma adaptação condensada. Procurei exaustivamente entre a produção tradutória de Abrantes alguma referência a algum dos outros contos publicados neste número d'A Novela, e não localizei qualquer menção.
* interessante notar que, no mesmo ano, a Vecchi tinha lançado no Brasil o romance histórico de Octave Aubry sobre o mesmo tema, Maria Walewska, o grande amor oculto de Napoleão, em tradução de Maria Luiza Barreto Sanz, talvez abrindo caminho para a edição mais popular deste número d'A Novela.
Assim, por exclusão, parece-me plausível supor que os demais contos tenham sido traduzidos por Wilson Velloso (que, posteriormente, veio a se celebrizar em especial por sua tradução de 1984). Velloso, nascido em 1918, contava então com 20 anos. Sua filha Heloísa Velloso não soube informar se foi de fato ele o tradutor d'"A queda da casa de Usher" e/ou dos demais contos, mas declara que o pai já traduzia bastante naquela época. Cabe ainda notar que Wilson Velloso foi prolífico tradutor na Coleção Amarela da Globo e também traduziu para a Catavento, da mesma editora. ver aqui.
é ainda nas páginas d'a novela que temos averchenko, com "o homem da gravata verde", e kúprin, com "a defesa do acusado", no número inaugural da revista, em outubro de 1936.

outros conteúdos que localizei, porém sem os créditos de tradução, são:

n. 4, janeiro de 1937: "lama das trincheiras", de g. sorrow; "as etapas da loucura", de dostoievsky; "o crime do hospital", de m. eberhart; "a ladra de mármore" de edgar wallace; "um crime no expresso de istambul", romance seriado; "em silêncio", de a. de lorde.

n. 10, julho de 1937: "o quarto 404: m.f.h.", de a. bennet; "a caça ao tesouro", de edgar wallace; "vittoria", de stendhal; "o mistério dos sete relógios", de agatha christie; "o beijo", de j. constant; "o degenerado ", de somerset maugham; "mina de prata", de selma lagerlöf.

n. 11, agosto de 1937: "os heróis - perseu", de charles kingsley; "lua de loucura", de sax rohmer; "mackintosh", de somerset maugham; "no país dos suplícios", andré de lorde; "rip van winkle", de washington irving; "os acionistas", de edgar wallace; "vanka", de anton checov; "perfil biográfico de emil ludwig", de nansen.

n. 14, novembro de 1937: "os sapatinhos vermelhos", de a. varaldo; "o pacífico", de somerset maugham; "a quadrilha do deserto", de karl may.

n. 15, dezembro de 1937: "o telegrama", de oscar wilde; "o capitão kaiman", de karl may; "os passos misteriosos", de g. k. chesterton; "o homem edênico", de emil ludwig; "nicolau, o filósofo", de alexandre dumas; "o dia de mr. peacock", de katherine mansfield; "o tio saudade", de edgar wallace; "a história da irmã agata", de aldous huxley.

n. 17, fevereiro de 1938: "o diabo no colégio", de sintair steeman; "túneis verdes", de aldous huxley"; "o médico e o monstro", de robert louis stevenson.

n. 19, abril de 1938: "um cowboy em nova york", de macleod raine; "eu os vi morrer", de shirley millard; "a capa" de nikolai gogol; "história de anandi, a vaishnavi", de rabindranath tagore; "koro e mana", de konrad barcovici.

n. 22, julho de 1938: "o homem que sonhava demais" de quenton reynolds; "a aventura de tse-la", de villiers de l'isle-adam; "o navio fantasma", do cap. fred marryat; "o máscara de ferro", de henry robert; "o crime do canhoto", de roy paterson; "amy foster", de joseph conrad; " dois magos da medicina - semmelweis e banting", de paulo de kruif; "uma novela de amor", de riunosuke akutagaua; "mil anos", de boris pilniak. (no caso deste número, a tradução é de mário quintana.)

n. 23, ver conteúdo no texto citado mais acima.

n. 26, novembro de 1938: "o colar roubado", de roy paterson; "a espantosa aventura", de john buchan; "nada", de leonide andreiev.

essa mescla de textos mais populares e literatura de maior qualidade era uma estratégia deliberada, como disse acima. entre obras mais duradouras, certamente vittoria de stendhal, o médico e o monstro de stevenson, amy forster de conrad, o dia de mr. peacock de mansfield e outras tiveram seu primeiro ingresso entre nós por meio dessa revista da globo.

não sei quando se encerrou a publicação d'a novela.

fontes: traça (aqui), consultas no google.

atualização em 28/01/2013: graças à incrível gentileza de braulio tavares, eis os conteúdos de mais quatro números d'a novela, com capinha e tudo!


Fevereiro 1937, # 5
Ilustração de capa para O tigre de Caiena
ROMANCE: O tigre de Caiena (A E W Mason), trad. ???
O sorriso da Gioconda (Aldous Huxley), trad. Erico Veríssimo
Um crime no Expresso de Stambul (Sir Ronald MacMunn), (continuação), trad. ???
A entrevista (Guy de Maupassant), trad. ???
Grafologia (Zsolt Harsanyi), trad. ???

 

Abril 1937, # 7
Ilustração de capa para O chinês misterioso
ROMANCE: O chinês misterioso ( J S Fletcher), trad. Pepita de Leão
O romance de Laura (Francis Jammes), trad. Eduardo Guimarães
Os evadidos (John Russell), trad. ???
O amigo ideal (um ato e dois tempos) (E. Della Pura), trad. ???
Seis pence (Katherine Mansfield), trad. ???
O prisioneiro de si mesmo (Giovani Papini), trad. ???
Soeur Philomène (Axel Munthe), trad. ???
Adeus Noturno (Camillo Maudair), trad. ???




Outubro 1937, # 13
Ilustração de capa para O filho do forçado
ROMANCE: O filho do forçado (Alexandre Dumas), trad. Juvenal Jacinto
Honolulu (Somerset Maugham), trad. Leonel Vallandro
Falk (Joseph Conrad), trad. Queiroz Lima



Janeiro 1938, # 16
Ilustração de capa para Aconteceu em Hamburgo
ROMANCE: Aconteceu em Hamburgo (Annemarie Lande), trad. Alcides Rössler
A boneca japonesa (Claude Farrere), trad. ???
O egoísta (Alexandre Dumas), trad. ???
A mulher velada (Edgar Wallace), trad. Pepita de Leão
Amanhã (Joseph Conrad), trad. Queiroz Lima
Visão de Carlos IX (Prosper Mérimée), trad. Celestino Leal
O melhor amor (Villiers de l’Isle Adam), trad. Jarbas Chaves
Astrid (Selma Lagerlof), trad. Pepita de Leão
O drama da virtude (René Fülöp-Miller), trad. Mário Quintana e René Ledoux (trecho do livro “Os Grandes Sonhos da Humanidade”, Ed. Livraria do Globo)


atualização em 24//12/15:
graças à supergentileza de angelo giardini, do site/blog marginália, mais notícias:



Junho 1937, # 9
Ilustração de capa para A aventura de Doris Hart
A Aventura de Doris Hart – Vicky Baum (tradução de Gilberto Miranda*);
Markheim – R.L. Stevenson;
O Caolho – Karl May (em continuação);
De Murzuk a Kairwan – Karl May;
4 Cães Fizeram Justiça – Giovani Papini;
Sempre Bela – Jacques Constant

* sobre as traduções em nome de "gilberto miranda", ver "o caso dos 'nomes de conveniência'", aqui.

o fabuloso neste número 9 de A Novela é que Um crime no Expresso de Stambul (Sir Ronald MacMunn), que fora publicado em partes em números anteriores (vide o número 5, acima, por exemplo) é na verdade Um crime No Expresso do Oriente, de Agatha Christie. angelo giardini expõe o caso em "um pseudônimo brasileiro para agatha christie", aqui, de onde extraí também a imagem abaixo, escaneada da página em questão.


atualização em 16/6/2016: veja aqui as imagens de capa de todos os números da revista, gentilmente fornecidas por angelo giardini.


15 comentários:

  1. Denise, eu tenho 6 exemplares de "A Novela", dos quais 4 não incluídos no mostruário de capas acima... Vou copiar depois os títulos, autores e tradutores.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. viva, viva, viva! obrigadíssima, braulio, aguardo ansiosa!

      Excluir
  2. Lucas Cordeiro25.1.13

    Denise, vc já viu esse texto do Caetano Galindo?
    http://www.blogdacompanhia.com.br/2013/01/em-traducao-infinite-jest-7/
    Achei uma bela defesa do ofício do tradutor.
    Abrço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. que legal, lucas, obrigada!

      Excluir
    2. Eu tenho quase todos. O nº 1 A Laguna Azul

      Excluir
  3. Anônimo3.3.13

    Cara Denise:
    Há alguma dessas revistas em pdf na Internet?

    ResponderExcluir
  4. olá, prezado anônimo: não, não - não ao que eu saiba.

    ResponderExcluir
  5. Anônimo15.6.14

    Denise, eu era garoto quando vi o exemplar de fevereiro de 1937 na casa de minha avó e fixei na memória que O Tigre de Cayena havia sido escrito por Aldous Huxley. Muito obrigado, pois aos 68 anos, revendo a capa da revista, notei que na verdade há uma seta vinculando Aldous Huxley ao O Sorriso da Gioconda.

    ResponderExcluir
  6. que simpáticas essas viagens pelo tempo, não?

    ResponderExcluir
  7. Márcio8.10.15

    Cara Denise,
    você sabe se algum arquivo público tem essas edições da revista A Novela disponíveis para consulta? Fiz uma busca rápida e não encontrei nada.

    abs.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. olá, márcio, se não me falha a memória, creio que a puc-rs tem a coleção completa.

      Excluir
  8. Oi, Denise, compartilho uma descoberta que pode lhe interessar. Sir Ronald MacMunn referido no 5º volume é, na verdade, Agatha Christie. Veja aqui: http://marginalia.com.br/2015/12/24/um-pseudonimo-brasileiro-para-agatha-christie/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. angelo, que coisa mais sensacional, superobrigada por compartilhar! atualizei o post com esses dados (presentaço de natal!).
      abraços, d.

      Excluir
  9. Denise, em pesquisas na internet, consegui compilar as imagens das capas da A Novela do número 1 ao 27. Estão aqui: http://pin.it/eniEw5t

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. que coisa mais maravilhosa!! mil agradecimentos, angelo.

      Excluir

comentários anônimos, apócrifos e ofensivos não serão liberados.