19 de jan de 2013

bibliografia russa no brasil 1887-1936 (bruno gomide)

abaixo transcrevo segue o utilíssimo levantamento de bruno gomide sobre a literatura russa no brasil, extraído de sua tese de doutorado (2004), disponível aqui.

1 – EDIÇÕES E TRADUÇÕES BRASILEIRAS DE LITERATURA RUSSA (1887-1936): LIVROS E PERIÓDICOS 
ANDRÉIEV, Leonid. “O gigante”. Primeira: a revista por excelência, n. 11. Rio de Janeiro, 25 dez. 1927.
_____. “Juventude”. Primeira: a revista por excelência, n. 40. Rio de Janeiro, 10 mar. 1929.
_____. “Loucura?”. Leitura para todos, 2a fase, n. 86. Rio de Janeiro, set. 1926.
_____. “O muro”. Primeira: a revista por excelência, n. 5. Rio de Janeiro, 25 set. 1927.
_____. “O riso”. Paratodos, n. 10. Rio de Janeiro, 22 fev. 1919.
_____. “O riso”. Primeira: a revista por excelência, n. 36. Rio de Janeiro, 10 jan. 1929.
AVERCHENKO, Arkadi. “As aventuras da Milowsorow”. Primeira: a revista por excelência, n. 18. Rio de Janeiro, 10 abr. 1928.
_____. “A casa de feras de Constantinopla”. Primeira: a revista por excelência, n. 10. Rio de Janeiro, 10 dez. 1927.
_____. “Uma comédia russa – o homem do gorro verde”. Revista do Globo, ano V, n. 10. Porto Alegre, 31 maio 1933.
_____. “Maupassant”. Primeira: a revista por excelência, n. 42. Rio de Janeiro, 10 abr. 1929.
_____. “O menino travesso”. Primeira: a revista por excelência, n. 30. Rio de Janeiro, 10 out. 1928.
_____. “A mentira”. Primeira: a revista por excelência, n. 39. Rio de Janeiro, 25 fev. 1929.
_____. “As seis amigas de Korablew”. Primeira: a revista por excelência, n. 35. Rio de Janeiro, 25 dez. 1928.
_____. “Sorte de poeta”. Vamos ler!, n. 365. Rio de Janeiro, 29 jul. 1943.
_____. “A sorte fatal”. Revista do Globo, ano VI, n. 18. Porto Alegre, 20 set. 1934.
_____. “A vaca”. Primeira: a revista por excelência, n. 12. Rio de Janeiro, 10 jan. 1928.
BIERDIÁIEV, Nikolai. Uma nova Idade Média. Trad. Tasso da Silveira. Rio de Janeiro, José Olympio, 1936.
DOSTOIÉVSKI, Fiódor M. Alma de criança. Trad. Henrique Marques Junior (coleção chic). Rio de Janeiro, 1915.
_____. Alma de Criança. Rio de Janeiro, Universal, 1932.
_____. “A árvore de Natal”. Diário Popular, n. 4420. São Paulo, 24 dez. 1897.
_____. “Um club da má língua” (folhetim). A vanguarda, n. 1. Rio de Janeiro, 11 maio 1911.
_____. Crime e Castigo. Publicado em folhetim em A manhã. Rio de Janeiro, 1926.
_____. Crime e Castigo. Trad. Ivan Petrovich. Rio de Janeiro, Americana, 1930.
_____. Crime e Castigo. Trad. revista por Elias Davidovitch. Rio de Janeiro, Guanabara, 1936.
_____. Crime e Castigo. Trad. J. Jobinsky, revista por Aurélio Pinheiro. Rio de Janeiro, Pongetti, 1936.
_____. Ensaio sobre o burguês. Trad. Elias Davidovitch. Rio de Janeiro, Pongetti, s/d.
_____. O eterno marido. Trad. Violeta Alcântara Carreira. São Paulo, Cultura Brasileira, 1935.
_____. Humilhados e ofendidos. Ed. revista por Bandeira Duarte. Rio de Janeiro, Marisa, 1931.
_____. Humilhados e ofendidos. Rio de Janeiro, Civilização Brasileira, 1935.
_____. “Idéias russas”. Os anais, n. 41. Rio de Janeiro, 27 jul. 1905.
_____. Os irmãos Karamazov. Trad. Raul Rizinsky. Rio de Janeiro, Americana, 1931.
_____. O jogador. Versão portuguesa de Alcides Cruz. Porto Alegre, Americana, s/d [anterior a 1900].
_____. Um jogador (das notas de um rapaz). São Paulo, Cultura, 1931.
_____. Os pobres diabos. Trad. Elias Davidovich. Rio de Janeiro, Flores e Mano, 1932.
_____. O príncipe idiota. Trad. Demerval Café e Oswaldo Castro. Rio de Janeiro, Waissman, Reis & Cia., 1931.
_____. Recordações da casa dos mortos. Trad. Fernão Neves. Rio de Janeiro, Castilho, s/d.
EHRENBURG, Ilya. “A alegre Inglaterra”. Pan: semanário de leitura mundial, n.53. Rio de Janeiro, 24 dez. 1936.
FADEIEV, A. “No longínquo oriente”. Revista acadêmica, n. 14. Rio de Janeiro, out. 1935.
GOGOL, Nikolai. “As almas mortas”. A evolução, n. 4. Fortaleza, 9 ago. 1888.
_____. “As almas mortas (cont.)”. A evolução, n. 5. Fortaleza, ago. 1888.
_____. “As almas mortas (cont.)”. A evolução, n. 6. Fortaleza, ago. 1888.
_____. “As almas mortas (cont.)”. A evolução, n. 7. Fortaleza, ago. 1888.
_____. “A noite na Ucrânia”. Seleta, ano II, n. 10. Rio de Janeiro, 8 mar. 1916.
GÓRKI, Maksim. “Os amassadores” (folhetim). Rio de Janeiro, n. 1. Rio de Janeiro, 20 out. 1910.
_____. “O amor materno”. Primeira: a revista por excelência, n. 25. Rio de Janeiro, 25 jul. 1928.
_____. “O avô Arkhip e Lenka”. Primeira: a revista por excelência, n. 16. Rio de Janeiro, 10 mar. 1928.
_____. “A canção das procelárias”. Almanaque do Globo. Porto Alegre, 1917.
_____. “O canto do falcão”. Primeira: a revista por excelência, n. 11. Rio de Janeiro, 25 dez. 1927.
_____. “O coração de Danko”. Kosmos, ano II, n. 8. Rio de Janeiro, ago. 1905.
_____. “O coração resplendente”. Seleta, ano II, n. 15. Rio de Janeiro, 13 abr. 1916.
_____. “Dostoievsky”. Revista acadêmica, n. 12. Rio de Janeiro, jul. 1935.
_____. “Era um encanto de boneca”. Primeira: a revista por excelência, n. 22. Rio de Janeiro, 10 jun. 1928.
_____. “Os homens fortes”. Almanaque do Globo. Porto Alegre, 1917.
_____. “O Khan e seu filho”. Primeira: a revista por excelência, n. 4. Rio de Janeiro, 10 set. 1927.
_____. “Kirilka”. Revista acadêmica, n. 20. Rio de Janeiro, jul. 1936.
_____. “A mãe do traidor”. Primeira: a revista por excelência, n. 20. Rio de Janeiro, 10 maio 1928.
_____. “Makar Tchudra”. Primeira: a revista por excelência, n. 13. Rio de Janeiro, 25 jan. 1928.
_____. “Uma que já não vive”. Careta, n. 478. Rio de Janeiro, 18 ago. 1917.
_____. “O sonho de uma noite de Natal”. A novidade, n. 21, set. 1935.
_____. “Técnica de um escritor”. Revista do Globo, ano VI, n. 14. Porto Alegre, 25 jul. 1934.
_____. “A vida”. Rua do Ouvidor, n. 501. Rio de Janeiro, 7 dez. 1907.
MEREJKÓVSKI, Dmitri. A morte dos deuses. Trad. J. Ferreira e S. Ferreira. Rio de Janeiro, Garnier, 1902. [subtítulo: Juliano, o apóstata - db]
_____. “A morte dos deuses” (folhetim). O livre pensador, n, 101. São Paulo, 24 set. 1905.
PÚCHKIN, Aleksandr. Águia negra. Rio de Janeiro, Civilização Brasileira, 1935.
TCHEKHOV, Anton. “O álbum”. A maçã, n. 92. Rio de Janeiro, 10 nov. 1923.
_____. “Alma querida”. A nação ilustrada, n. 28. Rio de Janeiro, 8 jul. 1934.
_____. “Os ataúdes”. Revista popular brasileira, n. 2. Rio de Janeiro, dez. 1923.
_____. “A conferência”. Revista do Globo, ano V, n. 6. Porto Alegre, 5 abr. 1933.
_____. “A família camponesa”. Primeira: a revista por excelência, n. 12. Rio de Janeiro, 10 jan. 1928.
_____. “A língua comprida”. A maçã, n. 179. Rio de Janeiro, 11 jul. 1925.
_____. “A mágoa de Gregório Petrov”. Trad. El Gar. Revista do Globo, ano V, n. 4. Porto Alegre, 8 mar. 1933.
_____. “A máscara”. Primeira: a revista por excelência, n. 39. Rio de Janeiro, 25 fev. 1929.
_____. “Olhos de sono”. Leitura para todos, ano III, n. 11. Rio de Janeiro, jan. 1907.
_____. “A vingança gorada”. Primeira: a revista por excelência, n. 26. Rio de Janeiro, 10 ago. 1928.
TIELIECHÓV, Nikolai D. “A miséria”. Careta, n. 485. Rio de Janeiro, 6 out. 1917.
TOLSTÓI, Alexis. “Dramaturgia”. Revista acadêmica, n. 15. Rio de Janeiro, nov. 1935.
TOLSTÓI, Lev. Ana Karenina. São Paulo, Companhia. Editora Nacional, 1930.
_____. Citação. O amigo do povo, ano II, n. 25. São Paulo, 1o maio 1903.
_____. Citação e anúncio de lançamento. Kultur, [ano I, n. 3. Rio de Janeiro, 1904].
_____. Os cossacos. Trad. Sérgio Azevedo. Rio de Janeiro, Marisa, 1931.
_____. O diabo branco. Trad. Antônio Sérgio. Rio de Janeiro, Civilização Nacional, 1934.
_____. “O grão de trigo”. Leitura para todos, 2a fase, n. 9. Rio de Janeiro, abr. 1920.
_____. “A guerra russo-japonesa”. O amigo do povo, ano III, n. 59. São Paulo, 6 ago. 1904.
_____. “O homem dos olhos claros”. Careta, n. 479. Rio de Janeiro, 25 ago. 1917.
_____. “Um jogador”. Leitura para todos, ano IV, n. 40. Rio de Janeiro, jun. 1909.
_____. “Um juiz modelo”. Diário Popular. São Paulo, 5 nov. 1897.
_____. Khadji-Murat. São Paulo, Edição Cultura (Biblioteca de autores russos), 1931.
_____. “O lobo e o moujik”. Rua do Ouvidor, n. 55. Rio de Janeiro, 27 maio. 1899.
_____. “Meu testamento”. Leitura para todos, 2a fase, n. 4. Rio de Janeiro, nov. 1919.
_____. “A origem do mal”. Rua do Ouvidor, n. 187. Rio de Janeiro, 7 dez. 1901.
_____. A palavra de Jesus. Rio de Janeiro, M. Antunes, 1931.
_____. “O pecado e o castigo”. Rua do Ouvidor, n. 88. Rio de Janeiro, 13 jan. 1900.
_____. “O pecador arrependido”. Rua do Ouvidor, n. 234. Rio de Janeiro, 1o nov. 1902.
_____. Ressurreição. Trad. Carlos Cintra. Rio de Janeiro, Americana, 1931.
_____. Ressurreição. Rio de Janeiro, Guanabara, 1935.
_____. Ressurreição. Rio de Janeiro, Civilização Brasileira, 1936.
_____. “A sonata de Kreutzer”. Diário de notícias. Rio de Janeiro, 15 dez. 1890.
_____. A sonata de Kreutzer. Trad. Visconti Coaracy. Rio de Janeiro, Garnier, s/d [anterior a 1896].
_____. A sonata de Kreutzer. Rio de Janeiro, Empresa Romântica Editora, 1909.
_____. A tortura da carne. Rio de Janeiro, Civilização Brasileira, s/d.
TURGUÊNIEV, Ivan. “A promessa cumprida”. Primeira: a revista por excelência, n. 8. Rio de Janeiro, 10 nov. 1927.
_____. “Os dois irmãos”. Rua do Ouvidor, n. 35, 7 jan. 1899.
ZÓSCHENKO, Mikhail. No paraíso bolchevista (quadros da vida russa). Tradução e notas de Roman Poznanski. Rio de Janeiro, Livr. H. Antunes, 1929.
_____. “Um pequeno erro”. Revista do Globo, ano V, n. 17. Porto Alegre, 6 set. 1933.

um levantamento meticuloso desses, com pesquisa exaustiva em inúmeras fontes e acervos, merece receber contribuições de todos os que puderem acrescentar algum dado eventualmente faltante. as minhas, para este período, são: 
  • andreieff, judas iscariotes, trad. georges selzoff e allyrio m. wanderley, ed. cultura (bibliotheca de auctores russos), 1931 
  • andreieff, os sete enforcados, trad. georges selzoff e orígenes lessa, ed. cultura (bibliotheca de auctores russos), 1931 
  • averchenko, "o homem da gravata verde", in a novela, revista literária da livraria do globo, out. 1936
  • berzin, 100% de amor, especulação e volupia (amor e especulação no paiz dos soviets), trad. zoran ninitch, marisa, c.1934
  • bunin, senhor de são francisco, trad. zoran ninitch, mundial, c.1934
  • bunin, o amor de mitia, trad. zoran ninitch, guanabara, 1933
  • bunin, a noite, trad. zoran ninitch, calvino filho, 1934
  • bunin, senhor de são francisco, volume duplo com stefan zweig, a mulher e a paisagem, trad. zoran ninitch, ed. mundial, 1934
  • dostoiewsky, alma de creança, ed. civilização brasileira, 1936
  • dostoiewsky, o tyrano, trad. elias davidovitch, ed. calvino filho, 1933
  • ehrenbourg, as aventuras de julio jurenito, trad. mauro rosalvo, ed. civilização brasileira, 1932
  • fadeiev, a derrota, trad. helio de andrade (pseudônimo de leôncio basbaum), ed. urania, 1931
  • fibitch, os libertos, trad. zoran ninitch, edições unitas, 1934
  • gladkov, cimento, edições unitas, 1933
  • goomilevski, o amor em liberdade, trad. revista por galeão coutinho, cultura brasileira, 1934
  • gorki, a mãe, livraria marisa, 1931
  • gorki, a mãe, trad. rev. renato travassos, ed. americana, 1931
  • gorki, a mãe, ed. calvino, 1932
  • gorki, a mãe, ed. civilização brasileira, 1935
  • gorki, a minha infância, ed. minha livraria, c. 1934
  • gorki, em guarda! aspectos da rússia soviética, ed. adersen, 1934 (embora não seja literatura, vale a pena o registro, creio eu)
  • górki, konovaloff, não consta, ed. cultura (bibliotheca de auctores russos), 1931 
  • górki, lenine, collecção minha livraria, c. 1934 (embora não seja literatura, etc.)
  • gorki, o espião, trad. revista por bandeira duarte, ed. marisa m. sobrinho & cia., 1931
  • gorki, o espião, ed. civilização brasileira, 1934
  • gorki, os degenerados, editorial paulista, 1934
  • gorki, os degenerados, ed. civilização brasileira, 1936
  • gorki, os vagabundos, ed. civilização brasileira, 1936
  • gorki, psychologia do povo russo, trad. elias davidovitch, ed. minha livraria, 1936 (embora etc. idem)
  • gorki, uma confissão, ed. calvino, 1932
  • kuprin, "a defesa do acusado", in a novela, revista literária da livraria do globo, out. 1936
  • kuprin, yama (o bordel), trad. elias davidovitch, ed. guanabara, 1935
  • merejkovski, jesus desconhecido, trad. gustavo barroso, cia. editora nacional, 1935
  • merejkowski, tutankhamon em creta - o nascimento dos deuses, trad. "e.d.a.", calvino filho, 1934
  • merejkovski, napoleão - o homem e sua vida, trad. agripino grieco, cia. editora nacional, 1934 (embora não seja literatura, etc.)
  • puchkine, a filha do capitão, trad. paulo correa lopes, liv. globo, 1933 (há um registro de 1922, mas não sei se é confiável)
  • tchecoff, o pavilhão n. 6, ed. cultura (biblioteca de auctores russos), 1931 
  • tchecoff, os inimigos, contendo também "delírio (gussieff)", "algazarra em família", "no carro (o caminho do mestre-escola)", "verotchka", "estudante (conto do jardineiro chefe)", "zinotchka" e "uma noite atroz", trad. georges selzoff e f. olandim, ed. cultura (bibliotheca de auctores russos), 1931 
  • tolstoi, a sonata de kreutzer, ed. teixeira, 1913
  • tolstoi, alexei, o soviet em marte
  • tolstoi, leon, amo e creado, trad. "a. f.", livr. joão do rio, 1926
  • tolstoi, o que eu penso da guerra, ed. h. antunes, 1931
  • tolstoi, os cosacos, sociedade impressora paulista, 1932
  • tolstoi, padre sergio, trad. georges selzoff e allyrio m. wanderley, ed. cultura (bibliotheca de auctores russos), 1931 
  • tolstoi e bondareff, o trabalho, trad. joão cabral, livr. marisa, 1934
  • turgenev, ássia,  ed. unitas, c.1934 
  • turgenev, pais e filhos, trad. ivan emilianovich, ed. cultura brasileira, 1935 
  • turgenev, um bulgaro, ed. universal, 1933
  • turguenieff, águas da primavera, trad. georges selzoff e brito broca, ed. cultura (biblioteca de auctores russos), 1932
  • turguenieff, ninho de fidalgos, trad. elsie lessa, ed. cultura (biblioteca de auctores russos), 1932
  • turgueniev, roudine, trad. elias davidovitch, collecção benjamin costallat, flores & mano, 1932
  • vieressaief, beco sem sahida (novella russa), trad. alexandre wainstein e galeão coutinho, editorial pax, 1931

as capinhas da "bibliotheca de auctores russos" estão aqui; eis algumas outras que localizei:



















as sete imagens de baixo para cima pertencem ao álbum buchen, do historiador dainis karepovs, 
disponível em sua página no facebook, de onde também extraí os dados de edição; 
as demais foram extraídas do google images, em sites variados.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

comentários anônimos, apócrifos e ofensivos não serão liberados.