13 de abr de 2011

coração das trevas



joseph conrad é muito traduzido no brasil. só heart of darkness contava, até data recente, com treze traduções e adaptações diferentes. engraçado que, embora seja de 1902, o coração das trevas parece ter chegado ao brasil apenas na esteira do apocalypse now! do coppola. pelo menos não localizei nenhuma tradução anterior a 1984, ano que conheceu um minissurto de edições da obra. depois um intervalo razoável, de treze anos, e a partir daí uma sucessão constante.

O coração das trevas
(com variantes: O coração da treva; No coração das trevas; Coração das trevas)
  • Global, 1984, Hamilton Trevisan
  • Brasiliense, 1984, Marcos Santarrita (Ediouro, 1996)
  • Itatiaia, 1984, Regina Régis Junqueira
  • L&PM, 1997, Albino Poli Jr.
  • Nova Alexandria, 2001, Juliana L. Freitas
  • Iluminuras, 2002, Celso M. Paciornik (Biblioteca Folha, 2002; Clássicos Abril, 2010)
  • Martin Claret, 2003 [2007?], Luciano Alves Meira (até 2009 "Pietro Nassetti" no ISBN/FBN)
  • Nova Alexandria, 2005, José Vicente Bernardo (adaptação juvenil)
  • Rideel, 2007, Rodrigo Espinosa Cabral (adaptação juvenil)
  • Hedra, 2008, José Roberto O’Shea
  • Companhia das Letras, 2008, Sergio Flaksman
  • Landmark, 2011, Fábio Cyrino
  • Revan, 2011, Julieta Cupertino
  • Virtualbooks, 2013, "Giacomo Hund"
atualização em 22/04/11: agradeço a alfredo monte pelas informações sobre as edições da nova alexandria.

atualização em 28/03/2016: agradeço a caio meira a indicação do lançamento da virtualbooks

ver a continuação deste post em coração das trevas II.

.

9 comentários:

  1. Boa noite! Primeiramente gostaria de parabenizar a organização do blog. Temas relevantes e sempre atuais ao que concerne a tradução no Brasil.
    Bem, sou graduanda no curso de Tradução e Intérprete - Português e Inglês, e tenho a obra de Joseph Conrad "Coração das Trevas" pautada para ser o objeto de estudo da minha monografia. Gostaria de saber se as traduções mais antigas (1984- 1997)estão disponíveis e se sim, onde. Tenho procurado por todo canto, mas sem sucesso. Qualquer ajuda é bem-vinda.

    Muitíssimo obrigada.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. olá, elenita: obrigada! ah, sim, com toda certeza essas traduções estão disponíveis. no portal "estante virtual" você encontra todas elas (procure pelo nome da editora no último filtro do lado esquerdo): http://www.estantevirtual.com.br/busca?q=cora%C3%A7%C3%A3o+das+trevas&produto=0&b_order=rel&agrupar=1&f=1

      Excluir
  2. Prezada Denise, parabéns pela dedicação e competência!

    Encontrei disponível na Amazon uma tradução de "No coração das trevas" aparentemente não listada aqui, atribuída a Giacomo Hund:

    https://www.amazon.com.br/Cora%C3%A7%C3%A3o-das-Trevas-Joseph-Conrad-ebook/dp/B00FL3HDS8/ref=sr_1_2?s=digital-text&ie=UTF8&qid=1459153788&sr=1-2&keywords=cora%C3%A7%C3%A3o+das+trevas

    Obrigado,

    Caio Meira

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. olá, caio, muito obrigada. vou ver com calma e acrescentarei ao post. "giacomo hund"... deve ser pseudônimo.

      Excluir
  3. bom dia, denise. nem lembro mais o que me trouxe ao teu blog, mas acho que foi exatamente o "o coração das trevas". como a "folha de são paulo" iniciou uma coleção de livros, e o conrad com a obra supracitada fazem parte, resolvi pesquisar se a tradução vale. eles utilizaram exatamente a versão da lp&m, do poli. queria a opinião de alguém sobre a aquisição desse volume. não ficou muito clara tua posição sobre as traduções. o que achas do poli? tua opinião é bastante válida para mim.
    não posso deixar de te parabenizar. as traduções são fundamentais para que possamos adentrar ao universo realmente criado pelo autor da obra. e tua trabalho de avaliação de traduções é demasiado importante. meus parabéns mesmo. sempre que eu puder estarei por aqui.

    obs.: as letras minúsculas são em tua homenagem.

    Alberto Corrêa.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. olá, alberto. de fato não costumo mesmo comentar a qualidade das traduções e me concentro sobre as fraudes. mas, no caso, devo dizer que gosto muitíssimo da tradução de albino poli.

      (obrigada pela homenagem ;-) )

      Excluir
  4. bom dia, denise. nem lembro mais o que me trouxe ao teu blog, mas acho que foi exatamente o "o coração das trevas". como a "folha de são paulo" iniciou uma coleção de livros, e o conrad com a obra supracitada fazem parte, resolvi pesquisar se a tradução vale. eles utilizaram exatamente a versão da lp&m, do poli. queria a opinião de alguém sobre a aquisição desse volume. não ficou muito clara tua posição sobre as traduções. o que achas do poli? tua opinião é bastante válida para mim.
    não posso deixar de te parabenizar. as traduções são fundamentais para que possamos adentrar ao universo realmente criado pelo autor da obra. e tua trabalho de avaliação de traduções é demasiado importante. meus parabéns mesmo. sempre que eu puder estarei por aqui.

    obs.: as letras minúsculas são em tua homenagem.

    ResponderExcluir
  5. bom dia, denise. nem lembro mais o que me trouxe ao teu blog, mas acho que foi exatamente o "o coração das trevas". como a "folha de são paulo" iniciou uma coleção de livros, e o conrad com a obra supracitada fazem parte, resolvi pesquisar se a tradução vale. eles utilizaram exatamente a versão da lp&m, do poli. queria a opinião de alguém sobre a aquisição desse volume. não ficou muito clara tua posição sobre as traduções. o que achas do poli? tua opinião é bastante válida para mim.
    não posso deixar de te parabenizar. as traduções são fundamentais para que possamos adentrar ao universo realmente criado pelo autor da obra. e tua trabalho de avaliação de traduções é demasiado importante. meus parabéns mesmo. sempre que eu puder estarei por aqui.

    obs.: as letras minúsculas são em tua homenagem.

    Alberto Corrêa.

    ResponderExcluir

comentários anônimos, apócrifos e ofensivos não serão liberados.