28 de out de 2011

sobre poe


acompanhe alguns dados inéditos sobre edgar allan poe em português em eapoebrasil, aqui.
.

4 comentários:

  1. Anônimo28.10.11

    Denise,

    Sei que o assunto do blog é sobre plágio de traduções, mas tenho uma dúvida que talvez você possa me ajudar: se um professor pega arquivos da Internet e os apresenta sistematicamente em sala de aula, sem jamais citar seus autores, isso pode ser considerado plágio? Eu diria que sim - afinal, é uma apropriação indevida da produção intelectual de outra pessoa. Em todo caso, gostaria de saber a opinião de alguém que conhece melhor o assunto: encontrei várias aulas de um professor na Internet (para você ter ideia, até o "esquema de aula" que ele coloca na lousa são os títulos das partes dos arquivos) e estou pensando em levar o assunto a instâncias superiores.

    Se puder me ajudar, agradeço. Acho que dá para entender por que a mensagem é anônima, não?

    ResponderExcluir
  2. prezado anônimo: sim, no meu entendimento é plágio, sim, sem dúvida. pois, mesmo que uma aula não esteja fixada num suporte material como um livro, por exemplo, as reflexões sobre o tema exposto são (ou deveriam ser) criação do expositor, quer prepare sua aula por escrito ou não. (aliás, não à toa tantos cursos dados oralmente depois se tornam livros impressos de grande relevância.)
    sempre alguém poderá alegar que uma aula é apenas uma exposição de conhecimentos pré-existentes. eu diria: sim, em termos. qualquer pessoa que dá ou já deu aulas sabe o quanto cada aula exige em termos de formulação intelectual nova.

    ResponderExcluir
  3. Denise, visitei seu blog sobre Poe, e descobri coisas fantásticas sobre as histórias extraordinárias... descobri também que as li numa tradução ordinária. Obrigada por mais esse serviço de utilidade pública. Abraços.

    ResponderExcluir

comentários anônimos, apócrifos e ofensivos não serão liberados.