29 de out de 2008

é, então...

quem não gosta de plágio talvez se interesse em saber a quantas anda a posição da suzano celulose e de sua ong, instituto ecofuturo.

como todos devem saber, aquela famosa delinquência da nova cultural, editora de propriedade do sr. richard civita, que foi executada sob a coordenação editorial da sra. janice florido, a tal coleção obras-primas 2002-2003, foi feita em parceria com a tal ong da suzano.

foi o maior perequetê na época, janice da nova cultural para cá, christine fontelles da ecofuturo para lá, todos alardeando que coisa maravilhosa era aquela tal coleção para a cultura nacional e a democratização do livro, e que 1% do faturamento das vendas da coleção iria para a campanha "ler é preciso" da tal ong e assim por diante. a maior autopropaganda, mas até aí tudo bem.

faz cerca de um mês, liguei para o ecofuturo e falei, "mas, ué, gente, a suzano é uma potência, fica pegando o dinheiro dessas fraudes da coleção obras-primas para a ong de vocês, vocês não precisam desse dinheiro escuso, o josé mindlin que é padrinho dessa iniciativa deu seu apoio à campanha contra os plágios, até que ponto vai a transparência de vocês, como é que fica tudo isso?".

me passaram para um, me passaram para outro, bom, afinal dei meu recado.

e aí pediram um tempinho "de silêncio" [sic] para ver como é que ficava.

bom, passado um mês ou quase, achei que já era tempinho suficiente. e aí volto à carga: "mas e aí, dona fulana de tal, afinal a ecofuturo e a suzano já tomaram posição? como é que vai ficar?", aquela coisa toda.

me disseram (repito, me disseram, não sei se é verdade, estou apenas repassando o que tive como resposta) que afinal demoraram um pouco, porque o ecofuturo tem uma equipe pequena para projetos nacionais grandes etc., e só nesses dias é que conseguiram ver o assunto, e que o jurídico deles já tinha uma posição e que iriam informar a direção lá deles e que eu ficasse tranqüila porque me manteriam a par. (!!!)

bom, tirando o ar um tanto condescendente da dona christine fontelles, se a gente levar em conta que a suzano celulose está envolvida até o pescoço nessas irregularidades da nova cultural, quero crer que quem sabe o instituto ecofuturo vai dar uma olhadinha melhor nessas verbas suspeitas que andou botando no bolso, nesses montes de "prêmios" que andou distribuindo brasil afora em seus concursos de redação na rede pública de ensino, a saber, toda aquela mixórdia envolvendo um monte de obras fraudadas, plagiadas, aquela saga medonha do livro no brasil em plena barbárie de "violação de sepulcros", como disse jorio dauster.

pois é, dona ecofuturo, ponha a mão na consciência direitinho, e diga lá se é bonito isso o que a sra. andou fazendo.

então vamos defender a cultura, e nós - eu, denise bottmann, em meu nome pessoal como humilde cidadã brasileira, e mais muita gente de bem que não gosta de plágio nem de falcatrua - esperamos que a suzano venha a público (tal como veio a público se pavonear uns anos atrás), mas agora para reconhecer ou que estava ciente e concordou com o sr. richard civita em meter a mão no bolso do consumidor brasileiro, e ainda por cima quis posar de boazinha, ou que entrou numa fria e vai tomar as devidas providências em relação à nova cultural e vai proceder à limpa desse lixo incultural que ela e a nova cultural espalharam pelo país afora.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

comentários anônimos, apócrifos e ofensivos não serão liberados.