8 de out de 2008

continuando

pretendo ao longo desses dias apresentar um histórico, tal como vejo o que ocorreu até chegarmos ao terrível ponto a que chegamos em 2002-2003.

não se espere nenhuma grande novidade: será apenas um painel simples dos antecedentes que desembocaram nas fraudes em escala gigantesca da nova cultural, nas "obras-primas" em parceria com a suzano celulose.

o trabalho de cotejo já foi feito com a inestimável colaboração de ivo barroso e saulo von randow jr., e se encontra publicado neste blog.

como eu dizia, a coleção imortais da literatura universal, 1971-72, da abril cultural, foi um marco: livros a preço acessível, vendidos quinzenalmente em bancas de jornal, com padrão muito bom de edição, com fascículos sobre a vida e a obra dos autores, em plena ditadura militar. (aliás, consta que houve batida policial na abril cultural e que o editor teve de ir prestar depoimento na delegacia, para explicar as razões da escolha da obra que inaugurou a coleção: os irmãos karamazovi, de dostoiévski!)

vou reproduzir abaixo a lista completa dos títulos que compuseram essa coleção, com os respectivos tradutores. será uma referência importante quando chegarmos a 1995.

o mais importante, e eu gostaria de conseguir transmitir, é que uma iniciativa dessas naquela época foi de grande impacto. ela, sim, poderia ser considerada um avanço para o tão decantado e hoje sucateado projeto de "democratização do livro" no país.

Coleção Imortais da Literatura Universal, Abril, 1ª. edição, 1971

1. Os Irmãos Karamazovi - Fiódor M. Dostoiévski – Natália Nunes e Oscar Mendes
2. As Aventuras do Sr. Pickwick - Charles Dickens – Octavio Mendes Cajado
3. Madame Bovary - Gustave Flaubert – Araújo Nabuco
4. Novelas Exemplares - Miguel de Cervantes Saavedra - Darly Scornnaienchi
5. Decamerão - Giovanni Boccaccio – Torrieri Guimarães
6. Eugênia Grandet - Honoré de Balzac – Moacyr Werneck de Castro
7. Os Três Mosqueteiros - Alexandre Dumas, Pai – Octavio Mendes Cajado
8. Werther - Johann Wolfgang von Goethe – Galeão Coutinho
9. Tom Jones - Henri Fielding – Octavio Mendes Cajado
10. O Morro dos Ventos Uivantes - Emily Brontë – Oscar Mendes
11. Lord Jim - Joseph Conrad – Mário Quintana
12. A Vagabunda - Gabrielle S. Colette – Juracy Daisy Marchese
13. O Sol Também se Levanta - Ernest Hemingway – Berenice Xavier
14. Pais e Filhos - Ivan Turguêniev – Ivan Emilianovitch
15. O Retrato do Artista Quando Jovem - James Joyce – José Geraldo Vieira
16. Memórias Póstumas de Brás Cubas / Dom Casmurro - Machado de Assis
17. Tônio Kroeger / A Morte em Veneza - Thomas Mann – Maria Deling
18. Os Trabalhadores do Mar - Victor Hugo – Machado de Assis
19. Servidão Humana - W. Somerset Maugham – Antonio Barata
20. Ana Karênina - Leão Tolstói – João Gaspar Simões
21. Os Noivos - Alessandro Manzoni – Marina Guaspari
22. Viagens de Gulliver - Jonathan Swift – Octavio Mendes Cajado
23. O Vermelho e o Negro - Stendhal – Casimiro Fernandes e de Souza Jr.
24. O Primo Basílio - Eça de Queirós
25. Contraponto - Aldous Huxley – Érico Verissimo e Leonel Vallandro
26. As Relações Perigosas - Choderlos de Laclos – Sérgio Milliet
27. Judas, o Obscuro - Thomas Hardy – Octavio de Faria
28. O Cristo Recrucificado - Nikos Kazantzakis – Guilhermina Sette
29. Os Subterrâneos do Vaticano - André Gide – Miroel Silveira e Isa Leal
30. Moll Flanders - Daniel Defoe – Antonio Alves Cury
31. Suave é a Noite - F. Scott Fitzgerald – Ligia Junqueira
32. A Idade da Razão - Jean-Paul Sartre – Sérgio Milliet
33. O Amante de Lady Chatterley - David Herbert Lawrence – Rodrigo Richter
34. As Vinhas da Ira - John Steinbeck – Ernesto Vinhaes e Herbert Caro
35. O Retrato de Dorian Gray - Oscar Wilde – Oscar Mendes
36. Germinal - Emile Zola – Francisco Bittencourt
37. Ivanhoé - Walter Scott – Brenno Silveira
38. O Falecido Mattia Pascal - Luigi Pirandello – Mário da Silva
39. Lady Barberina / Outra Volta do Parafuso - Henry James – Leônidas Gontijo de Carvalho / Brenno Silveira
40. Contos – Voltaire – Mário Quintana
41. Nosso Homem em Havana - Henry Graham Greene – Brenno Silveira
42. Almas Mortas - N. V. Gógol – Tatiana Belinky
43. Moby Dick - Herman Melville – Péricles Eugênio da Silva Ramos
44. Babbitt - Sinclair Lewis – Leonel Vallandro
45. Mrs. Dalloway / Orlando - Virginia Woolf – Mário Quintana / Cecília Meirelles
46. A Pele - Curzio Malaparte – Alexandre O’Neill
47. A Romana - Alberto Moravia – Marina Colasanti
48. A Condição Humana - André Malraux – Jorge de Sena
49. O Estrangeiro - Albert Camus – Antonio Quadros
50. Ficções - Jorge Luis Borges – Carlos Nejar

a grande maioria dessas obras já havia sido publicada por outras editoras, como globo, saraiva, josé aguilar, martins, civilização brasileira e assim por diante. a abril cultural adquiriu as licenças de publicação, dando os devidos créditos. até onde sei, traduções inéditas eram as de tatiana belinky (almas mortas) e péricles eugênio (moby dick).

(cont.)

4 comentários:

  1. Anônimo14.12.17

    Bom dia, Denise.
    Agradeço muito pela lista.
    Você saberia me informar quais destas traduções foram feitas pela Abril, diferente daquelas que tiveram seu direitos adquiridos para a coleção?
    Obrigado!

    ResponderExcluir
  2. olá, prezado anônimo: no final do post digo "até onde sei, traduções inéditas eram as de tatiana belinky (almas mortas) e péricles eugênio (moby dick)", mas não voltei a pesquisar a questão.

    ResponderExcluir
  3. Anônimo15.12.17

    Obrigado, Denise.
    Exceto por estas duas traduções, todas as outras foram editadas anteriormente?
    Obrigado!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. sim, sim, algumas desde os anos 40

      Excluir

comentários anônimos, apócrifos e ofensivos não serão liberados.