17 de set de 2017

pitadas de thoreau em walden


um artigo meu na revista InComunidade, ano 4, edição 60, setembro de 2017:
"pitadas de thoreau em walden", disponível aqui.


3 comentários:

  1. Olá Denise! Gostaria de tirar umas dúvidas sobre a tradução de The Catcher in the Rye e não sabia bem por onde fazer contato... Até onde consegui pesquisar, encontrei apenas uma tradução brasileira publicada em 1965. Você saberia me dizer por quê esse clássico americano não ganhou mais nenhuma tradução? E a última publicação brasileira também se encontra esgotada, ou é vendida por um preço meio alto. Numa matéria de tradução (curso letras), li um trecho dessa tradução existente e, tendo lido o livro em inglês, senti que a linguagem não me seduziu tanto. Me pergunto se esse livro não poderia ser estudado no ensino médio, e se não despertaria o leitor adormecido que existe em muitos dos alunos. Também me pergunto se uma tradução feita hoje não se aproximaria mais dos adolescentes, já que as gírias usadas sofreram grandes modificações desde a década de 1960. Obrigada! ;)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. olá, isabella: somente obras em domínio público podem ser publicadas livremente. a proteção dos direitos autorais se estende por 70 anos após a morte do autor. então "the catcher in the rye" ainda é obra protegida, e seus direitos de tradução e publicação no brasil pertencem com exclusividade à editora do autor (que é o nome da editora que adquiriu esses direitos desde os anos 60, renovando periodicamente o contrato).
      sim, claro que a linguagem coloquial dos anos 60 é muito diferente dos anos 2010, mas ainda assim continua a ser uma bela tradução.
      abraço!

      Excluir
    2. Obrigada pela resposta!

      Excluir

comentários anônimos, apócrifos e ofensivos não serão liberados.