1 de out de 2016

álvaro vieira pinto

ilustração de alexandre nascimento


por meio de ana cláudia romano ribeiro, vim a saber que álvaro vieira pinto traduziu bastante, e obras importantes, sob pseudônimo.

vieira pinto, o principal propositor do projeto nacional-desenvolvimentista à frente do iseb, esteve entre os primeiros alvos de perseguição após o golpe de 1964. já em junho tem seus direitos políticos cassados e em outubro sofre demissão de sua cátedra na universidade do brasil [atual ufrj]. parte para o exílio. primeiro foi para a iugoslávia, onde ficou um ano, e depois, por sugestão de paulo freire, foi para o chile. 

resolve voltar ao brasil em 1968, imaginem só. foi uma dificuldade tremenda.

vieira pinto era poliglota: dominava o latim, o grego, o inglês, o francês, o russo, o italiano, o espanhol e o alemão. em seu precoce retorno do exílio passou a se dedicar à tradução, basicamente para a editora vozes. 

então vivendo uma vida muito reclusa, quase que na clandestinidade, suas traduções logo passaram a sair com pseudônimo: francisco m. guimarães, de 1970 a 1973; floriano de souza fernandes, de 1973 a 1975; mariano ferreira, de 1975 a 1978.  

  1. O Poema de Parmênides: Tradução literal sobre o texto grego, segundo Mullach. In: Diretório Acadêmico da Faculdade Nacional de Filosofia da Universidade do Brasil, Rio de Janeiro, mar. 1951. p.11–15.
  2. JASPERS, Karl. Razão e anti-razão em nosso tempo. Tradução por Álvaro Vieira Pinto. Rio de Janeiro: Instituto Superior de Estudos Brasileiros (ISEB), 1958. (Coleção Textos de Filosofia Contemporânea, 1)
  3. LENIN, Vladimir Ilitch. Obras Escolhidas de Lenin. Tradução por Álvaro Vieira Pinto. 3 vol. Rio de Janeiro: Editora Civilização Brasileira, 1970.
  4. CLARKE, Arthur C. Perfil do Futuro. Tradução por Álvaro Borges Vieira Pinto. Petrópolis, RJ: Vozes, 1970. (Coleção Presença do Futuro, 4)
  5. RAPP, Hans Reinhard. Cibernética e Teologia: O Homem, Deus e o Número. Tradução por Francisco M. Guimarães (pseudônimo). Petrópolis, RJ: Vozes, 1970.
  6. TOYNBEE, Arnold Joseph. Experiências: ensaio autobiográfico de um dos maiores historiadores do século XX. Tradução por Francisco M. Guimarães (pseudônimo). Petrópolis, RJ: Vozes, 1970. 
  7. SMULEVICH, Boleslav IAkovlevich. Críticas de las teorías y la política burguesas de la población. Tradução por Álvaro Vieira Pinto, 1971. (Série E, 7)
  8. CHURCHMAN, C. West. Introdução à Teoria Dos Sistemas. Tradução por Francisco M. Guimarães (pseudônimo). Petrópolis, RJ: Vozes, 1971. (Coleção Teoria Dos Sistemas, 1)
  9. CHOMSKY, Noam. Linguagem e Pensamento. Tradução por Francisco M. Guimarães (pseudônimo). 2ª ed. Petrópolis, RJ: Vozes, 1971. (Coleção Perspectivas Linguísticas, 3)
  10. CHOMSKY, Noam. Lingüística Cartesiana: um Capítulo da História do Pensamento Racionalista. Tradução por Francisco M. Guimarães (pseudônimo). Petrópolis, RJ: Vozes, 1972. (Coleção Perspectivas Linguísticas, 4)
  11. POSTGATE, John Raymond. Os Micróbios e o Homem. Tradução por Francisco M. Guimarães (pseudônimo). Petrópolis, RJ: Vozes, 1971. (Coleção Ciência Atual, 1)
  12. DAJOZ, Roger. Ecologia Geral. Tradução por Francisco M. Guimarães (pseudônimo). Petrópolis, RJ: Vozes, 1972.
  13. BERTALANFFY, Ludwig Von. Teoria Geral Dos Sistemas. Tradução por Francisco M. Guimarães (pseudônimo). Petrópolis, RJ: Vozes, 1972. (Coleção Teoria Dos Sistemas, 2)
  14. GÉRARD, Pierre. Introdução Ao Marketing. Tradução por Francisco M. Guimarães (pseudônimo). Petrópolis, RJ: Vozes, 1973. (Coleção Administração de Empresas)
  15. APTER, M. J. Cibernética e Psicologia. Tradução de Francisco M. Guimarães (pseudônimo). Petrópolis, RJ: Vozes, 1973.
  16. MALINOWSKI, Bronislaw. Sexo e Repressão na Sociedade Selvagem. Tradução por Francisco M. Guimarães (pseudônimo). Petrópolis, RJ: Vozes, 1973. (Coleção Antropologia, 4)
  17. LAWRENCE, Paul R.; LORSCH, Jay William. As Empresas e o Ambiente: diferenciação e integração administrativas. Tradução por Francisco M. Guimarães (pseudônimo). Petrópolis, RJ: Vozes, 1973. (Coleção Administração de Empresas, 9)
  18. PIAGET, Jean. Biologia e Conhecimento: ensaio sobre as relações entre as regulações orgânicas e os processos cognoscitivos. Tradução por Francisco M. Guimarães (pseudônimo). Petrópolis, RJ: Vozes, 1973. (Coleção Psicologia da Inteligência, 1)
  19. BERGER, Peter L.; LUCKMANN, Thomas. A Construção Social da Realidade: Tratado de Sociologia Do Conhecimento. Tradução por Floriano de Souza Fernandes (pseudônimo). Petrópolis, RJ: Vozes, 1973. (Coleção Antropologia, 5)
  20. KANT, Immanuel. Textos seletos. Tradução de Floriano de Sousa Fernandes (pseudônimo) e Raimundo Vier. Petrópolis: Vozes, 1974.
  21. ROGIER, L. J.; BERTIER DE SAUVIGNY, L. B. F. de. Nova História da Igreja. Volume 5: A igreja na sociedade liberal e no mundo moderno. Tradução de Almir Ribeiro Guimarães; Floriano de Souza Fernandes (pseudônimo). Petrópolis, RJ: Vozes, 1975.
  22. LOURAU, René. A Análise Institucional. Petrópolis, RJ: Vozes. Tradução por Mariano Ferreira (pseudônimo), 1975. (Coleção Psicanálise, 12).
  23. LÉVI-STRAUSS, Claude. As Estruturas Elementares do Parentesco. Roberto Augusto da Matta (Editor). Tradução por Mariano Ferreira (pseudônimo). Petrópolis, RJ: Vozes, 1976. (Coleção Antropologia, 9).
  24. VAN GENNEP, Artur. Os Ritos de Passagem. Tradução por Mariano Ferreira (pseudônimo). Petrópolis, RJ: Vozes, 1978. (Coleção Antropologia, 11).

listagem extraída do centro de estudos sobre álvaro vieira pinto, aqui.
vide comentário de luiz ernesto merkle, abaixo.


2 comentários:

  1. Cara Denise,
    Para levantar esta lista, seguí a menção a algumas destas obras pela Profa. Norma Côrtes, da UFRGS, que teve oprtunidade de ver alguns destes livros no apartamento da viúva de Vieira Pinto, Maria, ao final da década de 90. Aí completei a lista seguindo o nome dos tradutores.
    A editora Vozes me informou que ao digitalizar seu sistema de administração, não tem outros documentos que confirmem a tradução. Entretanto, embora Vieira Pinto, raramente cite, alguns destes autores sao mencionados por ele em suas obras publicadas postumamente.
    Ps 1 A ilustração é de Alexandre Nascimento.
    ps 2 Apenas um pequeno detalhe, Vieira Pinto, não era professor na usp, mas na Universidade do Brasil, hj ufrj.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. olá, luiz: corrigi a universidade e acrescentei os créditos da ilustração. agradeço!

      Excluir

comentários anônimos, apócrifos e ofensivos não serão liberados.