29 de jul de 2016

vinnitchenko, virta, zamiátin e zochtchenko


Vinnitchenko, Vladimir


“Ao sopro dos ventos, dos ventos furiosos”. In: Os russos: antigos e modernos. 
Tradução de Álvaro Moreyra. Coleção Contos do Mundo. Rio de Janeiro: Leitura, 1944.



Virta, Nikolai E. (pseud. de Nikolai Karelsky)



Solidão. Tradução de Jorge Amado.
[Na verdade, Jorge Amado apenas emprestava seu nome para as traduções dessa coleção.]
Coleção Ontem e Hoje, vol. 9. São Paulo: Brasiliense, 1945.



Zamiátin, Euguêni (Eugênio)



“A caverna”. In: Os russos: antigos e modernos. Tradução de Lúcio Cardoso.
Coleção Contos do Mundo. Rio de Janeiro: Leitura, 1944.



Zochtchenko, Mikhail (Zostchenko, Zóschenko)



“A maleta de lona”. In: Os mais belos contos burlescos, irônicos e sarcásticos, dos mais famosos autores. Tradução de Alfredo Ferreira. Rio de Janeiro: Vecchi, 1947.


No paraíso bolchevista (quadros da vida russa). Tradução de Roman Poznanski.
Rio de Janeiro: H. Antunes, 1929.


Ver Bibliografia russa traduzida no Brasil (1900-1950), aqui.



Nenhum comentário:

Postar um comentário

comentários anônimos, apócrifos e ofensivos não serão liberados.