27 de jul de 2016

nemirovsky, nevierof, ognev e olencha no brasil, 1900-1950


Nemirovsky, Irène



“A partida para a festa”. In: Os mais belos contos russos dos mais famosos autores. 2ª. série. Tradução de Edison Carneiro. Rio de Janeiro: Vecchi, 1945.


Nevierof, Aleksandr (Alexandre, Alexander, Newerof)



A cidade da fartura. Epopéia de um menino russo da geração atual. Tradução de Jorge Amado. 
[Na verdade, ele apenas emprestou seu nome para as traduções dessa coleção.] 
Coleção Ontem e Hoje, vol. 6. São Paulo: Brasiliense, 1945.



“Fome”. In: Contos soviéticos. Os novos da Rússia. Tradução de Gabriel Marques. 
Collecção Literatura Moderna. São Paulo: Cultura Brasileira, c.1934. 
Reed. in: Contos soviéticos. Rio de Janeiro: O Cruzeiro, 1944.



Ognev, Nicolai (Nicolau, Ognief)



O diário de Costia Riabtsev. Tradução de Jorge Amado.
[Na verdade, ele apenas emprestou seu nome para as traduções dessa coleção.] 
Coleção Ontem e Hoje, vol. 8. São Paulo: Brasiliense, 1945.


“Os favoritos”. In: Contos soviéticos. Os novos da Rússia. Tradução de Gabriel Marques. 
Collecção Literatura Moderna. São Paulo: Cultura Brasileira, c.1934. 
Reed. in: Contos soviéticos. Rio de Janeiro: O Cruzeiro, 1944.



Olencha, Iúri (Ioury)



“O caroço de cereja”. In: Os russos: antigos e modernos
Tradução de Afonso Arinos de Melo Franco Sobrinho. Coleção Contos do Mundo. 
Rio de Janeiro: Leitura, 1944.


Ver Bibliografia russa traduzida no Brasil (1900-1950), aqui.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

comentários anônimos, apócrifos e ofensivos não serão liberados.