29 de jul de 2016

contos de fadas russos no brasil, 1900-1950


Sem autoria (contos tradicionais e folclóricos)



Os mais belos contos de fadas russos. Contém catorze contos: “Kotschei, o imortal”,
“Sadko, o mercador”, “O czar Saltan”, “O galo de ouro”, “Ruslan e Ludmila”, “Cirilo, o curtidor”, “A fada que sabia tudo”,
 “A princesa adormecida e os sete gigantes”, “A princesa serpente”,
“Como foram destruídos os Bogatirs na Santa Rússia” [todos estes em tradução de Galvão de Queiroz];
“O anel encantado”, “O gênio da estepe”, “Os dois filhos de Ivã, o soldado” e
“O camponês prevenido” [estes em tradução de Manuel R. da Silva].
1a. série. Rio de Janeiro: Vecchi, 1945.



Os mais belos contos de fadas russos. Contém dezoito contos: “O rei e a mação encantada” (DC),
“Um sonho difícil de explicar” (AF), “O ogro de Kiev” (PF), “O príncipe amigo dos animais” (DC),
“O forte gigante e o anão astuto” (DC), “O valente Tomás” (AF), “Joãozinho, o tolo” (AF),
“A princesa convertida em pato” (AF), “A pluma de Fenist, o falcão radiante” (AF),
“O protegido da rapôsa” (AF), “O alforje encantado” (AF), “O servo invisível” (n/c),
“A pedra, a espada e o cacête mágico” (DC), “Marcov, o rico, e Basílio, o infortunado” (AF),
“O camponês e a serpente” (DC), “A senhorita esperta” (AF) e “Verlioka, o gigante ruim” (AF).
As traduções são de Dulce Cordeiro, Alfredo Ferreira e Persiano da Fonseca,
assinalados por suas iniciais entre parênteses ao lado dos contos respectivos.
2ª. série. Rio de Janeiro: Vecchi, 1945. 

Devo o conteúdo dessa 2a. série à gentileza de Saulo von Randow Jr.


Ver Bibliografia russa traduzida no Brasil (1900-1950), aqui.


3 comentários:

  1. Não se acha nenhum dos dois para comprar.
    Quero muito, pode me dizer onde encontrar pois nem no sebo online se encontra mais.

    ResponderExcluir
  2. puxa, aí não sei. sugiro que volte a consultar periodicamente os sebos virtuais, quem sabe reaparece algum exemplar.

    ResponderExcluir

comentários anônimos, apócrifos e ofensivos não serão liberados.