23 de out de 2015

as traduções revistas: uma sugestão de pesquisa

grande serviço prestaria à história da tradução no brasil quem se dispusesse a rastrear as origens e razões de tantas "traduções revistas" que por algumas décadas, sobretudo as de 1930 e 1940, pipocaram nos catálogos de diversas editoras.

aqui mesmo, neste blog, o eventual pesquisador já encontraria muito material primário para investigar, bem como algumas pistas e hipóteses já aventadas e trabalhadas.

8 comentários:

  1. Luiz Felipe Ribeiro25.10.15

    Olá, Denise! Estou procurando informações sobre o "Lorde Jim" de Mário Quintana, tentando descobrir a razão para o número tão grande de trechos eliminados na tradução (há capítulos com menos da metade do tamanho original). Você tem alguma informação a este respeito, ou sabe onde ou com quem eu posso conseguir?
    Obrigado!

    ResponderExcluir
  2. olá, luiz felipe! é mesmo? não sabia. valeria a pena fazer um levantamento completo dessas omissões.

    ResponderExcluir
  3. Luiz Felipe Ribeiro25.10.15

    Estou fazendo esse levantamento, estou ainda no capítulo 6 e é impressionante a quantidade de cortes. Estou curioso para saber o motivo...

    ResponderExcluir
  4. é, aí vira meio um universo de especulações. essa tradução é de 1939, quando quintana ainda era tradutor interno da globo. não sei se era questão de prazo apertado, de número limitado de páginas ou o quê... e teria de ver se desde a primeira edição ela veio picotada, e por que nenhuma das quase infinitas reedições posteriores sanou a falha.

    ResponderExcluir
  5. Luiz Felipe Ribeiro27.10.15

    Obrigado pela dica!

    ResponderExcluir
  6. Janine Figueredo3.11.15

    Oi Denise, gostaria de saber se é considerado plágio obras adaptadas, (correções no português antigo, inclusão de notas, melhoria na fluência) de obras traduzidas no Brasil no século de 1800, mesmo que sejam citadas o nome do tradutor original e que seja informado que é uma adaptação. Sempre fico confusa neste tipo de situação.

    ResponderExcluir
  7. olá, janine: creditando o nome do tradutor e especificando que se trata de uma adaptação, não vejo problema nenhum.

    ResponderExcluir
  8. Janine Figueiredo4.11.15

    Muito obrigada pela resposta! Gosto muito do seu trabalho aqui no blog.

    ResponderExcluir

comentários anônimos, apócrifos e ofensivos não serão liberados.