27 de out de 2013

bibliografia russa no brasil (1900-1950), primeiras parciais


até o momento, estou com um total de 212 livros levantados, de 77 autores. desses 212 livros, catorze são antologias de vários autores. dessas catorze antologias de vários autores, onze são de contos exclusivamente russos, enquanto três são antologias mundiais, que incluem um ou outro conto russo.

esse total de 212 títulos traz ao todo cerca de 350 textos, entre contos, novelas e romances de, como disse, 77 autores, excluídas dessa contagem diferentes traduções de um mesmo texto.

a distribuição temporal desses 212 volumes é a seguinte: entre 1900 e 1929, dez títulos; de 1930 a 1939, 87 títulos; de 1940 a 1950, 115 títulos - aí incluídas diferentes traduções da mesma obra.

algumas poucas traduções (mais ou menos uns trinta textos, ou seja, menos de 10% do total) foram feitas a partir do original russo, por ivan emilianovitch, georges selzoff, evandro pequeno, boris schnaiderman. a maioria se dá por interposição do francês, mas também um pouco pelo inglês e também pelo espanhol.

um fator a ponderar nessa distribuição temporal é a concentração das antologias variadas nos anos 40. isso significa que, embora a distribuição temporal anos 30/ anos 40 seja relativamente equilibrada (até me surpreendi bastante com isso!), a quantidade de textos nos anos 40 será proporcionalmente bem maior, por causa da quantidade de contos presentes nas ditas antologias.

a frequência de publicação de antologias russas na década de 1940 levanta uma questão interessante sobre a recepção brasileira, e mereceria uma análise à parte. por outro lado, especial análise mereceria também o amplo leque de publicações nos anos 1930, que se concentram sobre cada autor individual.




18 de out de 2013

bibliografia de tolstói

"bibliografia de tolstói no brasil", apêndice a tolstói, a biografia de rosamund bartlett, em tradução de renato marques, que foi publicada pela biblioteca azul da editora globo:





por um engano inexplicável e um lapso imperdoável, incluí entre os escritos de tolstói um conto de gogol: “A carta extraviada”. Trad. Frederico dos Reys Coutinho. In: Os colossos do conto da velha e da nova Rússia. Rio de Janeiro: Mundo Latino, 1944 [Reed. in: Os mais belos contos russos dos mais famosos autores. Segunda Série. Rio de Janeiro: Vecchi, 1945].

a biblioteca azul já foi avisada e a correção será feita na próxima reimpressão. por ora, fica aqui feita a retificação, com meu pedido de desculpas.


17 de out de 2013

jabuti 2013

nas duas categorias de tradução, os vencedores do jabuti deste ano foram:

Tradução
1) "Ulysses" (Companhia das Letras), por Caetano Waldrigues Galindo
2) "Grandes Esperanças" (Companhia das Letras), por Paulo Henriques Britto
3) "Mrs Dalloway" (Autêntica), por Tomaz Tadeu

Tradução de obra de ficção alemão-português
1) "Retrato da Mãe Quando Jovem" (Tordesilhas), por Luis S. Krausz
2) "Cada Dia, Cada Hora" (Record), por Kristina Michahelles
3) "Penumbras" (Record), por Marcelo Backes

viva, parabéns a todos!

1 de out de 2013

tradução em revista: "georges selzoff, uma crônica"

saiu a tradução em revista n. 14, da puc-rio, disponível aqui.


o número traz meu artigo sobre georges selzoff e a bibliotheca de auctores russos, 1930-1932, com as primeiras obras traduzidas diretamente do russo publicadas no brasil.