29 de out de 2012

ai, que saudades eu tenho da rosane

há 26 dias, em 3 de outubro, escrevi à dinf, divisão de atendimento à distância da fundação biblioteca nacional, fazendo uma consulta singelíssima. reproduzo a novela com a troca de e-mails:

I.
boa tarde:
estou escrevendo um artigo para a revista belas infiéis, da pós-graduação de estudos de tradução da unb, sobre as traduções de gustave flaubert publicadas no brasil.
vi que constam em nossos acervos na biblioteca nacional dois volumes que parecem ser as primeiras obras de flaubert traduzidas entre nós. mas as fichas catalográficas não mencionam o nome dos tradutores. eu gostaria de perguntar se, por acaso, os srs. poderiam dar uma conferida nos volumes impressos, para confirmar se são de fato traduções anônimas ou se há alguma referência a seus tradutores.
os volumes são os seguintes:
Autor:Flaubert, Gustave, 1821-1880.clique aqui para ver as obras deste autor no Catálogo de Autoridades de Nomes
Título / Barra de autoria:Salambô (romance).
Imprenta:Rio, Ed. guanabara, 1932. 
Descrição física:249 p.
Notas:Registro Pré-MARC
Classificação Dewey:
Edição:
843
Indicação do Catálogo:843/F587s7/1932 

e
 
Autor:
Título / Barra de autoria:
Madame Bovary.
Imprenta:
S. Paulo, Impressora paulista, [1934?]. 
Descrição física:
345 p.
Notas:
Registro Pré-MARC
Classificação Dewey:
Edição:
843 
Indicação do Catálogo:
843/F587m7/1934 
agradeço a atenção 
denise bottmann
II.
passam-se seis dias, e nada. no dia 9 de outubro, reenvio a solicitação, acrescentando:
boa tarde: se não for demasiado incômodo, reitero meu pedido abaixo.
obrigada,
denise bottmann
III.
passam-se mais seis dias, e no dia 15 de outubro recebo a seguinte resposta:
Prezada Denise, 
Abriremos uma pesquisa para você e o pesquisador que ficar responsável por ela em breve entrará em contato informando sobre forma de reprodução, orçamento, instruções para pagamento e preenchimento do termo de responsabilidade. Informamos ainda que as pesquisas são atendidas por ordem de chegada.  
Atenciosamente,  
Flávia Cezar 
Chefe da Divisão de Informação Documental - DINF/FBN
IV.
no mesmo dia, respondo esclarecendo:
boa tarde, flávia:
obrigada, fico no aguardo. não preciso de reprodução, apenas de confirmação dos dados catalográficos.
denise bottmann
V.
depois de três dias, em 18 de outubro, recebo um e-mail com apenas duas letras:
OK.

bom, passaram-se mais onze dias e nada. estamos em 29 de outubro; preciso entregar o artigo até o dia 31. e agora? vou explicar no artigo que foi a dinf que não forneceu a confirmação tão singela que solicitei com quase 30 dias de antecedência...

ah, que saudades do gentilíssimo, rapidíssimo e eficientissimo atendimento da dinf, na pessoa de rosana maria nunes andrade - aliás, para uma consulta bem mais complexa!

atualização em 30/10: hoje de manhã recebi resposta da FBN via twitter, que transcrevo:

Desculpe pelo transtorno. Fizemos a pesquisa agora e de fato não há nenhuma referência aos tradutores nos livros mencionados.
Mensagem direta enviada por Biblioteca Nacional (@FBN) para você (@dbottmann) em Oct 30, 10:59 AM.

obrigada.

5 comentários:

  1. Eu não sabia, Denise, que você era atriz de teatro do absurdo. Não sei se coloco rsrsrs ou snif snif.
    Abração, Alfredo.

    ResponderExcluir
  2. Carlos Dias30.10.12

    Vergonha! E esse país ainda quer ser a sede da copa do mundo de futebol. Ora vejam os senhores!

    ResponderExcluir
  3. Como diria minha mãe: "Mais enrolado que cobra"... Inacreditável.

    ResponderExcluir
  4. Como diria minha mãe: "Mais enrolado que cobra"... Inacreditável.

    ResponderExcluir

comentários anônimos, apócrifos e ofensivos não serão liberados.