28 de set de 2012

los traductores


muito bonito o artigo de muñoz molina sobre tradução, no caderno de cultura de el país, aqui. transcrevo um trechinho:
Un mismo libro se vuelve otro ligeramente distinto en la imaginación de cada lector: pero esa multiplicación, esa metamorfosis, es más acentuada aún en el caso de cada traductor. El traductor es el lector máximo, el lector tan completo que acaba escribiendo palabra por palabra el libro que lee. Él o ella es quien detecta los errores y los descuidos que el autor no vio y los editores no corrigieron. Él se ve forzado a medir el peso y el sentido de cada palabra con mucho más escrúpulo que el novelista mismo. Willi Zurbrüggen utilizó un término musical para hablar de su trabajo: lo que más se parece a una traducción, sobre todo entre lenguas tan distintas como el español y el alemán, es la transcripción de una pieza musical. 
Escuchaba hablar a estas personas, tan distintas entre sí, tan iguales en su devoción por el trabajo que hacen, y sentía gratitud y algo de remordimiento: una palabra que yo elegí por azar o instinto, una frase a la que dediqué tal vez unos minutos, les han podido causar horas o días de desvelo. Aprender sobre los límites de lo que puede ser traducido lo hace a uno más consciente de que también hay límites a lo que las palabras mismas pueden decir.
imagem: aqui

7 comentários:

  1. Respostas
    1. não é? também gostei muito :-)

      Excluir
  2. Respostas
    1. achei especialmente interessante a conclusão: "Aprender sobre los límites de lo que puede ser traducido lo hace a uno más consciente de que también hay límites a lo que las palabras mismas pueden decir."

      Excluir
  3. Que lindo esse artigo! Mostra como o mundo não pode viver sem tradução. Ela é importante até para os escritores da lingua original da obra. E não apenas por divulgá-la para outros povos, mas por acrescentar dimensões ao texto original, respeitando-o ao mesmo tempo, que o autor nem imaginaria. Infelizmente, não lembro quem disse que um bom texto tem que se prestar a atravessar a ponte entre as línguas. Gostaria de te pedir, por favor, para você traduzir esse texto, se possível. Eu o consegui ler e entendê-lo perfeitamente e poderia fazer uma tradução amadora dele. Mas seria completamente diferente se fosse traduzido por você. Meu objetivo é publicar a tradução desse texto feita por você, com o devido crédito, é claro, em meu face. Caso não seja possível, não há problema e te agradeço da mesma forma por ter disponibilizado esse belíssimo e verdadeiro pensamento sobre a tradução.

    Abraços!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. "por acrescentar dimensões ao texto original, respeitando-o ao mesmo tempo, que o autor nem imaginaria." é bem isso mesmo, né, fabrizio?

      olha, quanto ao texto, o jornal deve ter o copyright sobre ele. então acho complicado traduzir e publicar sem licenciamento...

      Excluir
    2. Eu imaginei essa questão do copyright mas não tinha certeza se estaria disponibilizado gratuitamente. Sem problema. Vou colocar no original mesmo. Muitos vão entender com certeza

      Abraços!

      Excluir

comentários anônimos, apócrifos e ofensivos não serão liberados.