25 de jul de 2012

peter handke no brasil


esta é para carlos henrique schroeder.



no cinema, quem não lembra o impressionante falso movimento (que depois acabou ficando movimento em falso), que wim wenders pôs na tela com hanna schygulla e rüdiger vogler, ambos fantásticos, e uma nastassja kinski novinha de tudo? e asas do desejo, a quatro mãos, handke com wenders? e a adaptação de wenders d'o medo do goleiro handkiano?

em teatro, não sei se a hora em que não sabíamos nada uns dos outros, encenada pelo grupo elevador panorâmico, com o texto em tradução de christine röhrig, chegou a sair em texto impresso. em todo caso, o instituto goethe no brasil tinha uma coleção ótima, chamada "caderno de teatro alemão". na coleção saíram duas peças de handke: kaspar, em tradução de irene aron, caderno 6, 1978, e o menor quer ser tutor, em tradução de aída galeão, caderno 44, 1989. há ainda insulto ao público, com tradução de george sperber, de 1966, depositado pelo sbat em nosso acervo nacional. 

a produção de peter handke é espantosa (vide wiki), mas aqui no brasil temos até uma boa amostra de sua literatura.



a mulher canhota & breve carta para um longo adeus, em tradução de lya luft, pela brasiliense (1985)


Clique para ampliar a capa



o medo do goleiro diante do pênalti & bem-aventurada infelicidade, em tradução de zé pedro antunes, pela brasiliense (1988)




REPETIÇÃO,  A



a repetição, em tradução de betty kunz, pela rocco (1988)






a ausência - um conto de fadas, em tradução de lya luft, pela rocco (1989)








história de uma infância, em tradução de nicolino simone neto, pela companhia das letras (1990):






a tarde de um escritor, em tradução de reinaldo guarany, 
pela rocco (1993)





don juan (narrado por ele mesmo), em tradução de simone homem de mello, pela estação liberdade (2003)








a perda da imagem ou através da sierra de gredos, em tradução de simone homem de mello, pela estação liberdade (2009)




alguns poemas avulsos na internet: canção da infância, aqui; sem título, aqui.

7 comentários:

  1. "A Repetição" é um dos livros de PH citado e incensado por Jorge Larrosa, pedagogo espanhol, que o considera o romance de formação (Bildung Roman) contemporâneo. Estou lendo "A perda da Imagem..."

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. que interessante! falso movimento se baseia, aliás, no mais famoso bildungsroman da literatura, os anos de aprendizagem de wilhelm meister. acho que é bem por aí...

      Excluir
  2. Bruce Torres25.7.12

    Puxa, Denise, fiquei até emocionado em ver os títulos disponíveis do Handke no Brasil. É um autor que precisava ser mais lido e - quem sabe? - mais estudado. Obrigado pelo post.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. que gentil, bruce; dá tanto gosto saber que essas informações são de proveito :-)

      Excluir
  3. Que ótima lembrança, Denise. Sempre admirei Handke e fiquei muito feliz com esse levantamento, principalmente porque não tinha notícia dos dois últimos títulos brasileiros. Obrigado, Alfredo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. handke é bom, né, alfredo? como gosto dele!

      Excluir
  4. Que blog bacana. A tradução é, em geral, desconsiderada pelo leitor "médio", mas ela é essencial para a beleza (ou desbeleza - como diria Manoel de Barros) da obra. Parabéns.

    ResponderExcluir

comentários anônimos, apócrifos e ofensivos não serão liberados.