25 de jun de 2012

o bom livro




hoje comecei um novo livro e seu respectivo blog de tradução: o bom livro, aqui.

11 comentários:

  1. Fabrizio Lyra25.6.12

    Já li o blog e a matéria. Vamos aguardar.

    ResponderExcluir
  2. Aguardarei,contando os dias, para ter acesso a mais esse trabalho seu.
    Good luck!
    Abraço.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. obrigada, henrique, acho que vou precisar ;-)

      Excluir
  3. Deu uma olhada no blog, Denise, sempre uma leitura instrutiva. Mas que pauleira, 600 páginas, e logo depois do sofrido Van Gogh!
    Bom trabalho, um abraço, Alfredo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. obrigada, alfredo - pois é, também estou achando meio pauleira mesmo (estou me prometendo umas férias depois dele).

      Excluir
  4. Anônimo28.6.12

    Gosto muito do seu blogue. Quem me dera que houvesse um igual para traduções em Portugal. Continue o bom trabalho, que acompanho do outro lado do Atlântico.

    ResponderExcluir
  5. Anônimo28.6.12

    Já agora eu deixo uma perguntinha (anónimo do post anterior): eu tenho uma edição da Martin Claret, com tradução de António José Lima Leitão, do Paraíso Perdido de Milton. O que acha dessa tradução?

    Encontrei uma gralha na pág. 182, Canto IV: "O anjo Belaz responde-lhe de pronto". Nas edições na net em inglês não consegui encontrar Belaz algum, é Gabriel que continua a falar com Satã. Lamento ainda que as linhas do poema não tenham sido divididas em números, torna a leitura complicada, é uma pena.

    ResponderExcluir
  6. olá, prezado anônimo: bom, ela é bem de época - não sei o ano exato em que saiu, mas é por volta de 1850 ou mesmo antes. então acho bonito, um português que hoje em dia a gente quase não vê mais; pessoalmente eu gosto. "belaz" quer dizer guerreiro, combativo, belicoso, sem dúvida referindo-se à atitude de gabriel. agora, por que o adjetivo está em maiúscula, não sei dizer.

    ResponderExcluir
  7. Anônimo12.1.15

    Por que não foi usado um epíteto plausível em português (tipo "o livro dos livros")? Não sacou que era um epíteto no original?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. prezado anônimo: puxa vida, até saquei sim! mas não creio que vc entendesse as razões pelas quais adotei "o bom livro", que expus em outro lugar. mas obrigada pela gentileza, de todo modo, sacou?

      Excluir

comentários anônimos, apócrifos e ofensivos não serão liberados.