23 de jan de 2012

Inscrições da L&PM excluídas do cadastro nacional da FBN?

Ontem, a título de curiosidade, eu queria saber quais eram as editoras inscritas no Cadastro Nacional do Livro de Baixo Preço, na FBN, para aquisição de 2.700 bibliotecas públicas. Não encontrei nenhuma listagem com os nomes das editoras, e assim fui pesquisando na lista dos livros inscritos, pelo filtro do nome da editora. A consulta pode ser feita aqui: http://sistemas.conectait.com.br:8097/bn/publico/listaLivros

A Editora Martin Claret, que admitiu ao jornal O Globo que inscreveu dezenas de fraudes nesse cadastro nacional, está com 407 livros inscritos.

Fiz uma busca meio aleatória por nomes de editoras, conforme ia lembrando alguns nomes, só como uma espécie de amostragem e para ter uma ideia da quantidade média de livros inscritos.

Abril, 47
Ática, 103
Best Seller, 3
Cortez, 224
Ediouro, 27
Escala, 484
FTD, 43
Gente, 11
Globo, 85
Leya, 47
Martin Claret, 407
Melhoramentos, 245
Moderna, 40
Nova Fronteira, 7
Novo Conceito, 56
Objetiva, 71
Panda, 58
Peirópolis, 18
Pensamento/Cultrix, 137
Pillares, 60
Record, 149
Rideel, 228
Rocco, 47
Sextante, 74
SM, 9
Universidade Falada, 92
Universo dos Livros, 165
Vozes, 53
Zahar, 192

Várias editoras não se inscreveram, por exemplo Companhia das Letras e Cosac Naify.
Mas minha maior surpresa ficou por conta da L&PM: buscando no filtro por editoras, o campo acaba de se preencher automaticamente como "L±" (note-se o detalhinho do ponto-e-vírgula), e o resultado que se tem é:


Achei bizarro - sei que a L&PM está inscrita porque vi alguns títulos seus quando pesquisava alguns autores pelo filtro "Autor", por exemplo Balzac:



A coisa fica ainda mais maluca, pois, mesmo que conste um Balzac da L&PM na consulta, se você pedir o autor Balzac pela L&PM, o resultado é o seguinte:


Mesmo copiando o nome conforme consta na consulta por autor, o resultado é zero:


Como a escolha das bibliotecas quanto aos livros que querem adquirir passa também pela consulta desses registros, estou começando a achar tudo isso muito esquisito.

Sinceramente, dona L&PM, a senhora pode até preferir manter distância de uma editora com um histórico de irregularidades meio complicado,  mas deixar passar batido esse sumiço de sua própria inscrição me parece meio demais.


Acompanhe esse terrível imbróglio, que está se revelando cada vez mais assustador, aqui:


Outra pergunta é: esse pequeno lapso, digamos assim, ocorreu apenas com os livros inscritos pela L&PM ou outras editoras também tiveram esse problema na visualização oferecida no site da FBN?

atualização: um leitor sugere que talvez o problema seja o & do nome L&PM. até pode ser, mas aí não é problema meu nem das 2.700 bibliotecas públicas consulentes que começaram a escolher as obras para seus acervos desde o dia 13/01. cabe à l&pm conferir sua inscrição e à fbn oferecer uma listagem que preste.



4 comentários:

  1. Pedro23.1.12

    Se você digitar apenas "editores", aparece todas as obras da L&PM. O ruim é que também aparecem algumas obras de outras editoras junto.

    ResponderExcluir
  2. hahaha! é, aparecem todas as que têm "editores" em sua razão social ou nome de fantasia. e se você, como bibliotecário, quiser selecionar uma obra específica da editora para adquiri-la, como faz? obrigada, pedro!

    ResponderExcluir
  3. Carlos Alberto Bárbaro23.1.12

    Será que o sistema de buscas dele não entende aquele "&" como um separador ou algo do tipo. Normalmente, em ferramentas de busca isto acontece.

    ResponderExcluir
  4. olá, carlos alberto, até pode ser. aí compete à l&pm e à equipe de cadastramento da fbn verificarem. para o consulente, o que aparece é o que especifiquei acima.

    ResponderExcluir

comentários anônimos, apócrifos e ofensivos não serão liberados.