07/01/2012

fúlvio abramo tradutor

via paula abramo

fantástico! paula abramo me avisa que blasio demétrio era pseudônimo de fúlvio abramo, e envia essa maravilhosa reprodução de uma carta que ele escreveu na prisão, quando estava traduzindo vida nova de dante que saiu pela editora athena (e cuja solene garfada pela editora martin claret está documentada aqui). 

repito mais uma vez: está ainda por se fazer uma história da incalculável contribuição da esquerda brasileira para a abertura do país ao mundo por meio da tradução.

veja a continuação sobre a identidade do "outro preso" aqui.

4 comentários:

  1. Anônimo8.1.12

    Olá !

    Descuple te fazer essa pergunta aqui. Você conhece alguma boa tadução de Moby Dick ?

    Abraço

    Tobias

    ResponderExcluir
  2. olá, tobias, existem três: de berenice xavier, de péricles eugênio da silva ramos e de irene hirsch/alexandre barbosa.

    veja aqui: http://naogostodeplagio.blogspot.com/2011/11/aniversario-de-moby-dick.html

    abraço
    denise

    ResponderExcluir
  3. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  4. Eu sempre prefiro ler as obras em sua linguagem original, mas quando estudei para tradutor tive que ler as versões traduzidas, e gostei muito a versão da Irene e Alexandre.

    ResponderExcluir

comentários anônimos, apócrifos e ofensivos não serão liberados.