23 de jan de 2012

a conivência se consumando

o risco de que a fbn comece a ser ativamente conivente com o problema das fraudes no programa do livro popular parece estar se concretizando. deu agora no twitter:

 Unidos da Doze 

Hoje escolhendo os livros de baixo custo. Valeu o poio da Fundação Biblioteca Nacional 

enquanto isso, a fundação biblioteca nacional continua a fechar os olhos à confissão pública da editora martin claret, admitindo que de fato inscreveu dezenas e dezenas de obras fraudadas no programa do livro popular.


4 comentários:

  1. Denise:
    É porque são 'apenas' livros para o povo, que já come gato por lebre há muito tempo...

    ResponderExcluir
  2. exato, henrique, tenho muito medo disso, desse populismo classista e degradante. pois o presidente da fbn tem divulgado muito sua visita ao collège des traducteurs em arles, programas de apoio a tradutores estrangeiros no brasil, intercâmbios muito chiques e coisa e tal. muito deslumbrado com uma demoníaca aristocratização da coisa, enquanto cria essa sarjeta para a pobre da biblioteca comunitária ou rural lá dos cafundós do judas.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É sempre aquilo que o Eclesiastes já nos diz há milênios...

      Excluir

comentários anônimos, apócrifos e ofensivos não serão liberados.