28 de out de 2011

sobre poe


acompanhe alguns dados inéditos sobre edgar allan poe em português em eapoebrasil, aqui.
.

27 de out de 2011

ahn?

aquelas coisas bizarras e divertidas que pipocam de vez em quando - esta, quem comentou foi rodolpho pajuaba, no twitter:


convenhamos que um tradutor chamado "longarina" só se compara ao "arcanjo miguel" da alta books! (veja aqui

como se não bastasse, @rpajuaba comenta que a tradução mais parece aquelas façanhas de google translator. e não que a gigantesca thomas nelson - também conhecida como a "golias" do mercado editorial americano e que no brasil tem uma joint venture com a ediouro - seja coisa pouca...

23 de out de 2011

metáforas

Comenta Rachel de Queiroz:
Eu lembro que, na época em que traduzia, eu me sentia como se estivesse desmanchando a costura, desmanchando o crochê de certos escritores, descobrindo os pontos, os truques prediletos deles.


Encontrei essa citação em Leituras Brontëanas, "Sobre traduzir", aqui.

imagem: aqui

o aventuroso cântico de natal

comentei em post anterior, aqui, como me pareceu curiosa a extrema semelhança nas traduções de a christmas carol, de charles dickens, publicadas pela editora legatus (2011) e pela editora martin claret (2004) como cântico de natal. a primeira não menciona o nome do tradutor; a segunda atribui os créditos de tradução a "john green".

resolvi pesquisar um pouco e localizei a provável fonte da tradução anônima e da pretensa tradução de "john green". refiro-me a uma publicação do clube do livro, de 1956, uma aventura de natal, seguida de os sete viandantes pobres, com tradução a cargo de tito marcondes e josé maria machado.*


* entendo que tito marcondes seja o responsável por uma aventura de natal e josé maria machado  por os sete viandantes pobrescomo josé maria machado costumava apenas assinar as chamadas "traduções especiais" (isto é, traduções de terceiros, já publicadas anteriormente em outras editoras) do clube do livro, e como desde 1942 tínhamos o conto "os sete viandantes pobres" na coletânea contos ingleses, organizada por jacob penteado, eu não me surpreenderia muito se aquela fosse cópia desta. quanto à tradução de uma aventura de natal, considero até prova em contrário que seja efetivamente de autoria de tito marcondes.


uma breve olhada nas primeiras linhas do original basta para mostrar como seria impossível "john green" ou qualquer outro tê-las traduzido de maneira idêntica a tito marcondes:
Marley was dead: to begin with. There is no doubt whatever about that. The register of his burial was signed by the clergyman, the clerk, the undertaker, and the chief mourner. Scrooge signed it: and Scrooge’s name was good upon ’Change, for anything he chose to put his hand to. Old Marley was as dead as a door-nail.
Para começar, digamos que Marley tinha morrido. Neste particular, não pode haver absolutamente a menor dúvida; a ata dos seus funerais havia sido assinada pelo vigário, pelo sacristão, pelo homem da empresa funerária e pelas pessoas que haviam conduzido o féretro. Scrooge também a tinha assinado. Ora, Scrooge era um nome bastante conhecido na Bolsa, e sua assinatura era um documento valioso, onde quer que ele a colocasse. O velho Marley estava tão morto como um prego de porta. (Tito Marcondes)
Para começar, digamos que Marley tinha morrido. Neste particular, não pode haver absolutamente a menor dúvida; a ata dos seus funerais havia sido assinada pelo vigário, pelo sacristão, pelo homem da empresa funerária e pelas pessoas que haviam conduzido o féretro. Scrooge também a tinha assinado. Ora, Scrooge era um nome bastante conhecido na Bolsa, e sua assinatura era um documento valioso, onde quer que ele a colocasse. O velho Marley estava tão morto como um prego de porta. ("John Green") 
como se vê claramente por este pequeno exemplo - onde a única diferença na tradução em nome de "john green", pela martin claret, em comparação à de tito marcondes é a palavra "enterro" em vez de "féretro" -, uma aventura de natal de 1956 foi literalmente reproduzida (à exceção de outros três ou quatro termos mais rebuscados) em cântico de natal, em nome de "john green", pela editora martin claret em 2004,* e sem qualquer mudança na tradução anônima pela editora legatus em 2011.

* aliás, a propósito de outras traduções implausivelmente atribuídas a "john green", ver aqui e aqui.


Um Cântico de Natal - A Christmas Carol (Clássicos da Literatura Internacional) (Portuguese Edition)


a íntegra de uma aventura de natal se encontra disponível para download gratuito na virtualbooks, aqui neste link, e no scribd, com o nome de canção de natal, aqui neste link.

atualização: interessantemente e talvez não por mera coincidência, o cadastro desse cântico de natal pela editora martin claret  na agência do isbn foi feito previamente, em 1998, com o título - ulalá! - de uma aventura de natal.


PESQUISA NO CADASTRO DO ISBN
RESULTADO
Palavra Pesquisada:UMA AVENTURA DE NATAL (COL. A OBRA PRIMA DE CADA AUTOR)
ISBN: 85-7232-292-2
TÍTULO: UMA AVENTURA DE NATAL (COL. A OBRA PRIMA DE CADA AUTOR)
VOLUME DA COLEÇÃO: 000
AUTOR: DICKENS, CHARLES
EDIÇÃO: 1
ANO DE EDIÇÃO: 1998
LOCAL DE EDIÇÃO: SAO PAULO/SP
TIPO DE SUPORTE: OUTRO
PÁGINAS: NÃO INFORMADO
EDITORA: MARTIN CLARET
.
atualização em 16/2/12 - obs.: estes são apenas alguns exemplos a título ilustrativo, extraídos de um extenso cotejo feito entre as traduções, com outras traduções e com o original. veja aqui.

19 de out de 2011

huck finn, de novo

dando uma olhada nos novos cadastros de publicações da martin claret em nossa fundação biblioteca nacional, vejo que um dos mais recentes é uma reedição de as aventuras de huckleberry finn, de mark twain, em pretensa tradução de outro inefável colaborador da casa, quase tão prolífico quanto pietro nassetti: "alex marins".



a respeito dessa bizarra "tradução", veja aqui e aqui.

bíblias malandras


traduzindo um livro sobre a bíblia, havia lá a menção a algumas rogue editions, isto é, edições com traduções bizarras ou erros de impressão que acabaram ficando famosas. hoje encontrei umas listagens mais completas, muito divertidas.


Rogue Bibles
  • The Wicked Bible 1631 Thou shalt commit adultery [Exodus 20:14]
  • The Fool’s Bible 1634? The fool hath said in his heart there is a God [Psalm 14:1]
  • The Unrighteous Bible 1653 Know ye not that the unrighteous shall inherit the Kingdom of God? (Know ye not that the unrighteous shall not inherit the kingdom of God?) [I Corinthians 6:9] Neither yield ye your members as instruments of righteousness unto sin. (Neither yield ye your members as instruments of unrighteousness unto) [Romans 6:13]
  • The Judas Bible 1614 Then cometh Judas with them unto a place called Gethsemane, and saith unto the disciples, Sit ye here, while I go and pray yonder. [Matthew 26:36]
  • The Sinners’ Bible 1716 Afterward Jesus findeth him in the temple, and said unto him, Behold, thou art made whole: sin on more, lest a worse thing come unto thee. [John 5:14]
  • The Vinegar Bible 1717 The Parable of the Vinegar [chapter heading for Luke 13:6-9]
  • The Forgotten Sins Bible 1638 Her sins, which are many, are forgotten [Luke 7:47]
  • The Bishops’ Bible Third edition 1572 The incipits were elaborate decorations, left over from a printing of Ovid’s Metamorphoses. The beginning of Hebrews was illustrated with the seduction of Leda Zeus disguised as a swan.
  • The Camel’s Bible 1823 And Rebekah arose, and her camels, and they rode upon the camels, and followed the man [Genesis 24:61 'damsels']
  • The Standing Fishes Bible 1806 And it shall come to pass that the fishes shall stand upon it. [Ezekiel 47:10 'fishers']
  • The Placemaker’s Bible (Geneva Bible, second edition) 1562 Blessed are the placemakers, for they shall be called the children of God. [Matthew 5:9]
  • The Bug Bibles 1535 (Miles Coverdale) and 1537 (Thomas Matthews) Thou shalt not nede to be afrayed for eny bugges by night [Psalm 91:5]
  • The Printer’s Bible 1702 Printers have persecuted me without a cause (Psalm 119:161)
  • The Breeches Bible (Geneva Bible) 1560 they sewed fig tree leaves together, and made themselves breeches [Genesis 3:7]
fonte: 3 Minute Theologian

outros, ou alguns mesmos com mais explicações: 


Em várias edições da Bíblia na Versão do Rei Jaime, alguns exemplos mais famosos receberam um nome correspondente. Entre eles estão:
  • The Blasphemous Comma Several editions: Luke 23:32 reads "And there were also two other malefactors [crucified with Jesus]." It should have read "And there were also two other, malefactors."
  • Judas Bible 1611: This Bible has Judas, not Jesus, saying "Sit ye here while I go yonder and pray." (Matthew 26:36)
  • Printers Bible 1612: In some copies Psalm 119:161 reads "Printers have persecuted me without a cause" rather than "Princes have persecuted me..."
  • Wicked Bible, Adulterous Bible or Sinner's Bible 1631: Barker and Lucas: Omits an important "not" from Exodus 20:14, making the seventh commandment read "Thou shalt commit adultery." The printers were fined £300 and most of the copies were recalled immediately. Only 11 copies are known to exist today.
  • More Sea Bible 1641 "...the first heaven and the first earth were died and there was more sea" rather than "...the first heaven and the first earth were died and there was no more sea." (Revelation 21:1)
  • Unrighteous Bible or Wicked Bible 1653: Cambridge Press: Another edition carrying this title omits a "not" before the word "inherit", making I Corinthians 6:9 read "Know ye not that the unrighteous shall inherit the kingdom of God?..." In addition, Romans 6:13 reads "Neither yield ye your members as instruments of righteousness into sin..." where it should read "unrighteousness".
  • Sin On Bible 1716: John 8:11 reads "Go and sin on more" rather than "Go and sin no more".
  • Vinegar Bible 1717: J. Baskett, Clarendon Press: The chapter heading for Luke 20 reads "The Parable of the Vinegar" instead of "The Parable of the Vineyard." One reviewer called this particular edition "a Baskett full of errors," what with its being replete with numerous other specimens of typographical errata throughout. One copy sold for $5,000 in 2008.
  • The Fools Bible 1763: Psalm 14:1 reads "the fool hath said in his heart there is a God", rather than "...there is no God". The printers were fined three thousand pounds and all copies ordered destroyed.
  • Denial Bible 1792: The name Philip is substituted for Peter as the apostle who would deny Jesus in Luke 22:34.
  • Murderer's Bible 1801: "Murmurers" is printed as "murderers", making Jude 16 read: "These are murderers, complainers, walking after their own lusts; and their mouth speaketh great swelling words, having men's persons in admiration because of advantage."
  • Lions Bible 1804: 1 Kings 8:19 reads "thy son that shall come forth out of thy lions", rather than "loins". This edition had another error in Numbers 25:18 which read: "The murderer shall surely be put together" rather than "...put to death".
  • To-remain Bible 1805: In Galatians 4:29 a proof-reader had written in "to remain" in the margin, as an answer to whether a comma should be deleted. The note inadvertently became part of the text, making the edition read "But as then he that was born after the flesh persecuted him that was born after the Spirit to remain, even so it is now."
  • Discharge Bible 1806: "Discharge" replaces "charge" making I Timothy 5:21 read "I discharge thee before God, and the Lord Jesus Christ, and the elect angels, that thou observe these things without preferring one before another, doing nothing by partiality."
  • Standing Fishes Bible 1806: "Fishes" replaced "fishers" making Ezekiel 47:10 read "And it shall come to pass, that the fishes shall stand upon it from Engedi even unto Eneglaim; they shall be a place to spread forth nets; their fish shall be according to their kinds, as the fish of the great sea, exceeding many."
  • Idle Shepherd 1809: Zechariah 11:17 reads "the idle shepherd" rather than "idol shepherd".
  • Ears To Ear Bible 1810: Edition which makes Matthew 13:43 read: "...Who has ears to ear, let him hear." The correct phrase should be "ears to hear".
  • Wife-hater Bible 1810: "Wife" replaces "life" in this edition, making Luke 14:26 redundantly read "If any man come to me, and hate not his father, and mother, and wife, and children, and brethren, and sisters, yea, and his own wife also, he cannot be my disciple."
  • The Large Family Bible 1820: Isaiah 66:9 reads: "Shall I bring to birth and not cease to bring forth?" rather than "Shall I bring to birth and not cause to bring forth?".
  • Rebecca's Camels Bible 1823: "Camels" replaces "damsels" in one instance, making Genesis 24:61 read "And Rebecca arose, and her camels, and they rode upon the camels, and followed the man: and the servant took Rebecca and went his way."
  • Affinity Bible 1927: Contains a table of family affinities that includes the line "A man may not marry his grandmother's wife."
  • Owl Bible 1944: "Owl" replaces "own", making 1 Peter 3:5 read, "For after this manner in the old time the holy women also, who trusted God, adorned themselves, being in subjection to their owl husbands." The error was caused by a printing plate with a damaged letter n.
  • Monochrome Bible 1990s: A large American Bible publisher produced a new Red letter edition, bound in leather. A mistake was made in printing the Book of Timothy and the film plate containing the red letter text was omitted. Thousands of the misprinted bibles had to be destroyed.
fonte: Bible errata, wikipedia

e os nomes ficam muito engraçados! "A vírgula blasfema", "Bíblia do vinagre", "Pastor preguiçoso", "Os camelos de Rebeca"...

15 de out de 2011

(n.t.) 3


saiu a (n.t.), revista literária em tradução, n. 3. disponível aqui.


Traduções de Manuel Espinosa Sainos, Edgar Allan Poe, Ugo Foscolo, John Milton, Paul Éluard, Joaquín Pasos, 
Elsa Morante, Sibilla Aleramo, Velimir Khlêbnikov, Jorge Luis Borges, Luis Tejada, Xosé Neira Vilas, 
Alphonse Allais, Theodor Storm, Ambrose Bierce, Rubén Darío, Kate Chopin, Sylvia Plath...



Poesia Seleta

Canto de guerra de las cosas|Canto de guerra das coisas, de Joaquín Pasos 
Trad. Camilo Prado 

Adam and Eve first meet|Adão e Eva se conhecem, de John Milton 
Trad. Fabiano Seixas Fernandes

Tlikgoy litutunakunín|Cantam os totonacas, de Manuel Espinoza Sainos 
Trad. Scott Ritter Hadley

Premièrement|Primeiramente, de Paul Éluard 
Trad. Márcio Simões  

Prosa Poética

Зверинец|O Zoo, de Velimir Khlêbnikov 
Trad. Oleg Almeida 


Texto ilustrado

Preface|Prefácio [Contos do grotesco e do arabesco], de Edgar Allan Poe 
Trad. Denise Bottmann


Ensaios Literários

Principi di critica poetica|Princípios de crítica poética, de Ugo Foscolo 
Trad. Karine Simoni

Pro o contro la bomba atomica|Pró ou contra a bomba atômica, de Elsa Morante
Trad. Davi Pessoa Carneiro 

La Pensierosa|A Pensativa, de Sibilla Aleramo
Trad. Adriana Aikawa da Silveira Andrade 

El tamaño de mi esperanza|O tamanho de minha esperança, de Jorge Luis Borges 
Trad. Luciano M. de Paula e Santo G. Vaccaro  


Crônicas

Biografía de la corbata|Biografia da gravata, de Luis Tejada 
Trad. Luz Adriana Sánchez Segura


Contos & Excertos

O suicidio|O suicídio, de Xosé Neira Vilas 
Trad. Fedra R. Hinojosa

Contre les chiens|Contra os cachorros, de Alphonse Allais
Trad. Alexandre Piccolo

Der kleine Häwelmann|O pequeno Häwelmann, de Theodor Storm
Trad. Greice Bauer 

John Mortonson´s funeral|O funeral de John Mortonson, de Ambrose Bierce 
Trad. Aline Rocha Pitambeira

La ninfa|A ninfa, de Rubén Darío 
[Trad. Michelle Vasconcelos O. do Nascimento] 

Contes de l’Afrique Centrale|Contos da África Central, seleção de contos 
[Trad. Josilene Pinheiro-Mariz et al.] 


Memória da Tradução

La Belle Zoraïde|A Bela Zoraïde, de Kate Chopin 
Trad. de Beatriz Viégas-Faria


Ilustrações

Ariel, de Sylvia Plath 
Ilustrações de Aline Daka e tradução de Gleiton Lentz


Lançamento (n.t.) 3º.jpg




12 de out de 2011

traduzindo fitzgerald II

carlos andré moreira acaba de nos brindar com um belo artigo em seu blog mundo livro, comparando o trecho inicial d' o grande gatsby em cinco traduções. considero-a uma das grandes aberturas da literatura do século 20, que em poucas linhas consegue definir o perfil e o papel do narrador, nick carraway. o artigo de carlos andré moreira está aqui.

 
icônicos: sam waterston como nick carraway e robert redford como jay gatsby (1974).
a propósito, como bem diz alfredo monte em sua resenha aqui, "o grande sam waterston [é] a melhor coisa do filme, 
eclipsando totalmente o casal de astros, robert redford e mia farrow"

traduzindo fitzgerald

mundo livro, o blog de carlos andré moreira, editor de livros do jornal zero hora de porto alegre, publicou uma dupla minientrevista com os autores das duas traduções mais recentes de the great gatsby: vanessa barbara e william lagos. achei muito interessante e instrutivo colocar lado a lado um veterano e uma iniciante, comentando seus métodos de trabalho. a entrevista está aqui.

o blog da companhia das letras apresenta breves trechos da tradução de vanessa barbara, aqui,


e a l&pm apresenta o primeiro capítulo da tradução de william lagos, aqui.



9 de out de 2011

Inglesi che vanno in Italia


via federico carotti, divertido!

5 de out de 2011

luto

marcos santarrita (1941-2011)


4 de out de 2011

uau

_Vida de michelangelo_.jpg

lançamento na quinta-feira, dia 6 de outubro, na livraria cultura do conjunto nacional, na paulista, das 18:30 às 21:30:

2 de out de 2011

dickens na legatus e na martin claret


amazon, aqui, com mais algumas páginas para visualização


A edição da Legatus, disponível na Amazon,  não traz o nome de quem fez essa tradução de A Christmas Carol de Dickens para o português. 

Por outro lado, a editora Martin Claret publicou uma tradução desse conto em nome de um misterioso "John Green". O fato me chamou a atenção, pois o nome de John Green consta em algumas bizarras edições claretianas que eu havia cotejado e documentado aqui e aqui


Cotejei as páginas iniciais da tradução anônima da Legatus, disponíveis para visualização no site da Amazon, e as páginas correspondentes na tradução atribuída a John Green na Martin Claret. O engraçado é que, tirando um "féretro" e um "ataúde" da primeira que aparecem como "enterro" e "caixão" na segunda e algumas frases faltando nesta última, elas são idênticas...