16 de mai de 2011

relações

.
retomando um post anterior: naturalmente, a questão que se coloca é se poe conhecia o artigo de thoreau, publicado anonimamente em julho de 1842 na revista the dial, sobre a história natural de massachusetts, onde se encontra a analogia entre o canto do grilo, o tique do caruncho e o pulsar do coração, que reaparece tortuosamente em "o coração revelador".

sobre isso, robinson dá boas indicações: como resenhista literário, poe acompanhava as publicações de the dial, e aliás parecia considerar um tanto absurdos vários artigos publicados na revista dos transcendentalistas.

sobre thoreau ele nada comenta, nem thoreau nada comenta sobre poe. de emerson, poe publica em janeiro de 1842 uma análise grafológica, na qual aproveita para reiterar sua aversão ao farisaísmo do "sábio de concord". achei muito divertida e de bastante acuidade:
MR. RALPH WALDO EMERSON belongs to a class of gentlemen with whom we have no patience whatever — the mystics for mysticism's sake. Quintilian mentions a pedant who taught obscurity, and who once said to a pupil "this is excellent, for I do not understand it myself." How the good man would have chuckled over Mr. E. ! His present role seems to be the outCarlyling Carlyle. Lycophron Tenebrosus is a fool to him. The best answer to his twaddle is cui bono? — a very little Latin phrase very generally mistranslated and misunderstood — cui bono? — to whom is it a benefit ? If not to Mr. Emerson individually, then surely to no man living.

His love of the obscure does not prevent him, nevertheless, from the composition of occasional poems in which beauty is apparent by flashes. Several of his effusions appeared in the " Western Messenger" — more in the "Dial," of which he is the soul — or the sun — or the shadow. We remember the "Sphynx," the "Problem," the "Snow Storm," and some fine old-fashioned verses entitled "Oh fair and stately maid whose eye."

His MS. is bad, sprawling, illegible and irregular — although sufficiently bold. This latter trait may be, and no doubt is, only a portion of his general affectation.


certa vez, poe explicou que antipatizava não com a doutrina transcendentalista em si, mas com "os embusteiros e os sofistas". não especificou quem seriam. o engraçado é que, se apreciava profundamente nathaniel hawthorne, a proximidade entre este e o círculo transcendentalista - na verdade, o simples fato de morar em concord - foi motivo para poe investir contra ele.

(numa rabeira a propósito da presença bastante difundida de anacreonte naquela primeira metade do século XIX, ver também as traduções de thoreau de algumas odes do poeta grego da juventude de poe, in thoreau tradutor.)
.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

comentários anônimos, apócrifos e ofensivos não serão liberados.