10 de fev de 2011

editora legatus VI

quanto à coleção "clássicos da filosofia" da editora legatus, os títulos são os seguintes:
allan kardec, a gênese: os milagres e as predições segundo o espiritismo (guilon [sic] ribeiro)
allan kardec, o céu e o inferno (a justiça divina segundo o espiritismo) (manuel justiniano quintão)
allan kardec, viagem espírita em 1862 (guilon [sic] ribeiro)
francis bacon, novum organum: verdadeiras indicações acerca da interpretação da natureza (josé aluysio reis de andrade)
friedrich nietzsche, assim falava zaratustra (josé mendes de souza)
friedrich nietzsche, o anticristo: ensaio de uma crítica do cristianismo
heródoto de halicarnasso, história (pierre henri larcher; j.brito broca)
rené descartes, discurso sobre o método (enrico corvisieri)
na coleção "clássicos da política", os títulos são:
emanuel kant, crítica da razão prática
emanuel kant, crítica da razão pura
henry d. thoreau, andar a pé
henry d. thoreau, desobediência civil (machado de assis)
jean-jacques rousseau, do contrato social (rolando roque da silva)
karl marx, friedrich engels e leon trotsky (prefácio), manifesto comunista (do partido)
nicolau maquiavel, a arte da guerra (eugênio vinci de moraes)
nicolau maquiavel, escritos políticos (eugênio vinci de moraes)
nicolau maquiavel, o príncipe
algumas coisas chamam a atenção:
  • a distribuição um tanto inusitada (as duas críticas de kant como clássicos da política ou livros espíritas como clássicos da filosofia).
  • a extravagante suposição de que machado de assis algum dia traduziu a desobediência civil de thoreau.
  • a presença de "enrico corvisieri", a fraude ambulante mais prolífica da editora nova cultural desde 1995, como suposto tradutor de descartes. veja aqui.
  • a menção a eugênio vinci de moraes em a arte da guerra e escritos políticos, o qual, surpreso com o fato, declara que nunca ouviu falar da editora legatus, jamais traduziu os escritos políticos de maquiavel para ela e traduziu a arte da guerra apenas para a l&pm (2008).
e agora, josé?
..

Nenhum comentário:

Postar um comentário

comentários anônimos, apócrifos e ofensivos não serão liberados.