6 de jan de 2011

cândido: conclusão I

com isso, creio que podemos eliminar o nome de lívio teixeira como tradutor do cândido. então teríamos três, e não quatro, traduções de cândido entre 1938 e 1951:
  • cândido, ou o otimista, tradução de jorge silva, pela editora atena, 1938;
  • cândido, ou o otimismo, tradução de galeão coutinho, pela livraria martins, 1943;
  • cândido ou o otimismo, tradução de mario quintana, pela editora globo, 1951.
no entanto, como induzem a erro as próprias páginas de rosto das edições! aqui, no exemplo abaixo, lívio teixeira desaparece como tradutor d' os ouvidos do conde de chesterfield:


apenas à p. 179 do mesmo volume, antes de se iniciar o conto, é dada a referência correta:


posts relacionados:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

comentários anônimos, apócrifos e ofensivos não serão liberados.