18 de set de 2010

coleção folha, tradutores

.
Coleção Folha "Livros que mudaram o mundo" e respectivos tradutores:
  • Darwin, A Origem das Espécies, trad. Eduardo Nunes Fonseca (Hemus)
  • Maquiavel, O Príncipe e Escritos Políticos, trad. Lívio Xavier (Edipro)
  • Freud, A Interpretação dos Sonhos, trad. Walderedo Ismael de Oliveira (Imago)
  • Adam Smith, Riqueza das Nações (ed. condensada), trad. Norberto de Paula Lima (Hemus)
  • Platão, Apologia de Sócrates, O Banquete e Fedro, trad. Edson Bini e Albertino Pinheiro (Edipro)
  • Descartes, Discurso sobre o Método e Princípios de Filosofia, trad. Norberto de Paula Lima e Torrieri Guimarães (Hemus)
  • Thomas More, A Utopia, trad. Luís de Andrade (Edipro)
  • Kant, A Metafísica dos Costumes, trad. Edson Bini (Edipro)
  • Newton, Principia - Princípios Matemáticos de Filosofia Natural (livro III), trad. André Koch Torres Assis (Edusp)
  • Mao Tsé-Tung, O Livro Vermelho, não consta
  • Aristóteles, A Política, trad. Nestor Silveira (Edipro)
  • Santo Agostinho, Confissões, trad. Oliveira Santos e Ambrósio de Pina (Vozes)
  • Marx, O Capital (ed. condensada), trad. Murilo Coelho (Edipro)
  • Rousseau, Do Contrato Social, trad. Edson Bini (Edipro)
  • Pascal, Pensamentos, trad. Paulo M. Oliveira (Edipro)
  • Tocqueville, A Democracia na América, trad. Neil Ribeiro da Silva (Villa Rica)
  • Voltaire, Cândido ou O Otimista, trad. Jorge Silva (Edipro)
  • Bíblia Sagrada, trad. Frei Ludovico Garmus (Vozes)
  • Alcorão Sagrado, trad. Samir el Hayek
  • Vários autores, Discursos que mudaram o Mundo, não consta
fonte: biblioteca nacional; atualizado em 20/9 pelo site da coleção: http://livrosmundo.folha.com.br/colecao.html, com respectivas editoras.

parabéns à folha por atender rapidamente às solicitações de leitores e apresentar os devidos créditos no site da coleção.

quanto a mao tsé-tung, a china disponibilizava o facsímile da tradução para o português pelas Edições em Línguas Estrangeiras de Pequim, sem nome de tradutor. vou aguardar para ver o volume e checar se é essa edição chinesa. no geral, tirando três ou quatro títulos, a seleção não me encantou especialmente.
.

30 comentários:

  1. Acho que de interessante mesmo é o último volume. Se fosse uma construção da própria folha o livro, poderia constar desde o clássico "Eu tenho um sonho" do Mandela como o - porque não? - discurso de posse do Barack Obama. Isso só para citar dois exemplos políticos.

    Já os outros livros parecem um repeteco de outras coleções - e nem sei afimar se as traduções são boas. Além disso, se o livro do Newton envolver matemática, já prevejo um encalhe.

    ResponderExcluir
  2. na verdade, o do newton foi o que realmente achei mais interessante. andré koch é um físico teórico bastante renomado, profundo conhecedor de newton, e traduziu os três livros dos princípios, que saíram em dois volumes pela edusp. como cultura geral acho obrigatório (o livro III é sobre a gravitação universal).

    ResponderExcluir
  3. Eu estava louquíssimo de vontade de comprar a Origem das Espécies. Cheguei a ter o livro na mão hoje, mas o lugar não aceitava cartão....

    Sorte minha. Descobri que só há uma tradução em português do criacionista original que vale à pena...
    Triste, a coleção podia muito mais. Tradução que furou...

    Sobrou Newton (?), Toqueville (?), Mao, Alcorão, More, Freud e Descartes.

    Aliás, esse Descartes parece ter sido licenciado da Hemus também

    http://www.google.com.br/search?hl=pt-BR&rlz=1B3GGLL_pt-BRBR364BR364&q=%22Norberto+de+Paula+Lima%22+Descartes+discurso+hemus&aq=f&aqi=&aql=&oq=&gs_rfai=

    algum problema, será que tem?

    ResponderExcluir
  4. pois é, lomm, também achei que podia ser bem melhorzinha.

    ResponderExcluir
  5. Olá,

    O/

    Alguém estou "falando" de você novamente. Só posso (mais uma vez) lhe bater palmas. Você é surpreendente (felizmente!)

    http://www.cidadaoquem.blog.br/2010/09/patos-distintos-e-canarios-extintos.html

    ResponderExcluir
  6. caro cidadãoquem, obgíssima pelo post. concordo, a folha caiu de patinho (ou de canarinho) nessa história.

    ResponderExcluir
  7. Anônimo19.9.10

    Alexandre

    Denise Bottmann,


    Apesar dos problemas, tem alguma desses livros que vc recomenda? Tendo uma boa tradução?

    E vc sabe de traduções boas da "Política" de Aristóteles, já que pelo visto essa aí da coleção é uma porcaria.

    ResponderExcluir
  8. Minha pergunta é parecida com a de cima.
    Queria saber qual dessas traduções podem se consideradas confiáveis, e não de origens duvidosas, como é o caso d'A Origem das Espécies.

    Agradeço desde já!

    ResponderExcluir
  9. olha, alexandre, nessa coleção tem algumas bastante famosas, como a de santo agostinho (que é portuguesa), de newton (mesmo recente, já é muito respeitada) e de maquiavel (de 1940). sobre as demais, algumas conheço, outras não.

    a de aristóteles, que vc cita, é antiga, feita do francês nos anos 40 (tenho a 5a. ed., de 1957), pela atena. não é uma tradução propriamente erudita, digamos assim, mas também não é nenhum horror. a ediouro publicava até data recente. direto do grego tem a de mário da gama kury, pela ed. unb, mas acho que é esgotada e só se encontra em sebos. tem na martins fontes a de roberto leal ferreira (também pelo francês), que não conheço.

    ResponderExcluir
  10. Anônimo19.9.10

    Alexandre


    Denise Bottmann,

    obrigado pelas informações. Provavelmente esses livros que vc recomendou eu comprarei.

    Você tem alguma informação sobre essa tradução do "Democracia na América"? essa tradução vc sabe se é da editora villa rica, que fez um volume único do livro?

    ResponderExcluir
  11. olá, alexandre, sim, a tradução de neil ribeiro saiu pela villa rica (itatiaia).

    ResponderExcluir
  12. Thiago Augusto Corrêa disse...
    Além disso, se o livro do Newton envolver matemática, já prevejo um encalhe.

    O livro em questão envolve matemática sim, mas ele têm um outro problema mais sério, ele não dá grandes explicações sobre vários aspectos matemáticos envolvidos nas explicações constantes nele, pois estas explicações estão nos dois volumes iniciais do livro (volumes estes, não inclusos na coleção). Aliás, a escolha deste livro me surpreendeu exatamente por ser um livro sobre Física e Matemática.

    Também me surpreendeu a inclusão de uma tradução da Bíblia que não seja a tradicionalíssima "Almeida". Será que o frei traduziu diretamente do hebraico (Antigo Testamento) e do grego (Novo Testamento)?
    Mas o que realmente me chamou a atenção foi a inclusão de "O Livro Vermelho" de Mao Tsé-Tung e do "Alcorão Sagrado". Eu achava que seriam postos livros menos "polêmicos", e mais de acordo com o público do jornal como "Primavera Silenciosa" (Silent Spring) de Rachel Carson, livro tido como um dos iniciadores do movimento ambientalista, e "Inseguro a Qualquer Velocidade" (Unsafe at Any Speed) de Ralph Nader, um dos pioneiros das discussões sobre segurança em automóveis.

    Aliás, a Martin Claret publica uma versão de "O Livro Vermelho". Será que ela foi "traduzida" por Pietro Nasseti?

    ResponderExcluir
  13. Henrique20.9.10

    denise,
    no caso do Capital condensado, o tradutor, segundo o sítio da Folha de São Paulo, é Murilo Coelho.

    ResponderExcluir
  14. que legal, henrique, já puseram no site? obg por avisar.

    ResponderExcluir
  15. Que legal!

    Agora no site estão os nomes dos tradutores, de quais editoras foram licenciados os direitos dos livros, um resumo da obra e outras especificações técnicas.

    Dinise, em minha opinião, você fez a diferença. Se não fosse pela sua manifestação e inquietude nesse caso, nada nos garante que a Folha iria mudar o site, ou divulgar os tradutores. Parabéns! ^^

    Sua opinião mudou agora à respeito de algum dos livros?

    Até! o/

    ResponderExcluir
  16. reproduzo pois, não sei porquê, o blogger não publicou automaticamente.

    Charles deixou um novo comentário sobre a sua postagem "coleção folha, tradutores":


    Sinto informar, mas esse volumes a baixo ainda NÃO possuem especificações no site. ¬¬

    Discurso sobre o Método e Princípios da Filosofia – Descartes
    A Metafísica dos Costumes – Immanuel Kant
    Principia - Princípios Matemáticos de Filosofia Natural (livro III) – Isaac Newton
    O Livro Vermelho – Mao Tsé-tung
    A Política – Aristóteles
    Confissões – Santo Agostinho
    O Capital (ed. condensada) – Karl Marx
    Do Contrato Social –Jean-Jacques Rousseau
    Pensamentos – Blaise Pascal
    A Democracia na América – Alexis de Tocqueville
    Cândido ou O Otimista – Voltaire
    Bíblia Sagrada
    Alcorão Sagrado
    Discursos que Mudaram o Mundo – Vários Autores

    Mas penso (e espero) que logo o site disponibilize todos as especificações para nós.
    _______________________________________________


    ué, charles, acabei de tirar essas informações de lá! alguns de fato ainda estão sem a sinopse, mas têm os demais créditos. vou checar lá de novo, obg pelo toque.

    ResponderExcluir
  17. Verdade Denise, apenas a sinopse não está disponível. Acho que foi erro na pressa de digitar. Falha minha. u.u

    ResponderExcluir
  18. acabei de receber um e-mail da folha. reproduzo a correspondência apenas para documentar:

    De: Denise Bottmann [mailto:dbottmann@uol.com.br]
    Enviada em: quinta-feira, 16 de setembro de 2010 12:01
    Para: SAA - Serviço de Atendimento ao Assinante
    Assunto: coleção livros que mudaram o mundo

    bom dia:
    por favor, onde posso consultar quem são os tradutores das obras que compõem a coleção "livros que mudaram o mundo"?

    agradeço
    denise bottmann

    de SAA - Serviço de Atendimento ao Assinante
    para"dbottmann@uol.com.br"

    data21 de setembro de 2010 15:46
    assuntoRetorno Folha de S.Paulo
    enviado porgrupofolha.com.br

    Prezada Denise,

    Em atenção à sua mensagem, informamos que é possível verificar todos os detalhes, incluindo o tradutor do livro, acessando o site da Coleção Folha "Livros Que Mudaram o Mundo" www.folha.com.br/livrosmundo/, consultando o menu A Coleção, e escolhendo o livro. Será apresentada a ficha técnica com os dados sobre a obra.

    A compra além do site da coleção poderá ser feita também através do SAA - Serviço de Atendimento ao Assinante, que atende pelo telefone (11) 3224-3090 para a Grande São Paulo e 0800 775 8080 para demais cidades.

    Atenciosamente,

    Emerson Archanjo
    Controle de Qualidade de Serviços
    FOLHA de S.PAULO

    de Denise Bottmann
    para SAA - Serviço de Atendimento ao Assinante

    data21 de setembro de 2010 15:53
    assuntoRe: Retorno Folha de S.Paulo
    enviado porgmail.com

    prezado emerson: agradeço a gentileza e a presteza. os dados constantes no site já foram acrescentados no blog, com meus cumprimentos.
    http://naogostodeplagio.blogspot.com/2010/09/colecao-folha-tradutores.html

    atenciosamente,
    denise bottmann

    ResponderExcluir
  19. SAA - Serviço de Atendimento ao Assinante
    para"dbottmann@gmail.com"

    data22 de setembro de 2010 12:57
    assuntoRetorno Folha de S.Paulo (*)
    enviado porgrupofolha.com.br

    Cara Denise,

    O desafio diário da Folha é se esforçar para satisfazer os seus assinantes e leitores.

    Graças a leitores como você, as Coleções Folha são um sucesso!

    Agradecemos as sugestões enviadas, pois são de grande importância para o desenvolvimento dos próximos projetos da Folha e com certeza serão analisadas.

    Continuamos à disposição.

    Atenciosamente,

    Emerson Archanjo
    Controle de Qualidade de Serviços
    FOLHA de S.PAULO

    ResponderExcluir
  20. Anônimo23.9.10

    Denise, gostaria de saber se tem informações sobre um dos tradutores da coleção, Edson Bini. Há uma série de diálogos platônicos traduzidos pela Edipro que o indicam como tradutor. Desconfio, porém, se essas traduções são diretas do grego ou não. Obrigado. Rodrigo Pinto

    ResponderExcluir
  21. prezado rodrigo, não sei dizer... normalmente obras de filosofia costumam trazer as referências das edições utilizadas para a tradução, mesmo indireta, ainda mais nos casos de platão e aristóteles. pois ninguém senta e traduz um platão ou aristóteles de ponto em branco; são pensadores cuja exegese se estende por muitos séculos e em torno dos quais desenvolveu-se um enorme "scholarship", sobretudo na frança e na inglaterra - e por isso as traduções no brasil costumam trazer os dados das edições ou usadas para a tradução indireta ou consultadas como apoio para a tradução direta. provavelmente essas informações constarão nos volumes da coleção, e aí é esperar por elas.

    ResponderExcluir
  22. Newton RMN2.10.10

    pois é... a EDIPRO está publicando quase todas as obras do Platão.. estou me mordendo para comprar mas fico receoso de não serem boas/não serem traduções diretas... é lamentável não contarmos com traduções confiáveis e reconhecidas no Brasil até hoje.

    ResponderExcluir
  23. No caso das obras de Platão, você nunca irá encontrar uma tradução fiel, pois é impossível traduzir uma obra de uma língua já não mais falada para uma língua atual.
    Tradução de maneira nenhuma é confiável, tem que te é fé

    ResponderExcluir
  24. Sobre a Edição Condensada de O Capital do Marx...alguém sabe se é de melhor qualidade a 3ª Edição 2008 pela EDIPRO ou essa de 2010 pela Folha?

    ResponderExcluir
  25. prezado matheus: a folha divulgou que a edição condensada que sairá na próxima semana, em sua coleção, foi licenciada da editora edipro. portanto, imagino que seja igual à que vc menciona. não a conheço ainda, e não tive ocasião de ver alguma outra tradução de murilo coelho, citado na listagem da folha. vou comprar a da edipro/folha quando sair.

    ResponderExcluir
  26. Lanço a seguinte questão sobre o tradutor das obras de Platão lançadas pela ed. Edipro:

    QUEM É EDSON BINI?

    Não encontro rastro do homem em parte alguma. E como há praticamente certeza de que as suas "traduções" são plagiadas, acredito que este seja um pseudônimo.

    Fica aqui novamente a questão:

    QUEM É REALMENTE EDSON BINI?

    ResponderExcluir
  27. prezado caio, várias pessoas já deixaram comentários bem parecidos. de fato edson bini é pouco conhecido: até onde sei, é um senhor aposentado, que uma época deu aulas na faculdade de jornalismo da cásper líbero em sp, atualmente parece morar em bauru e, ao que parece, faz essas traduções a partir do inglês (dois ou três comentaristas deixaram exemplos de cotejos entre as traduções de bini e traduções diretas do grego em inglês). não me detive muito sobre o tema, pois aparentemente as únicas dúvidas suscitadas pelos livros traduzidos por edson bini são da alçada da edipro, que anuncia essas traduções pelo inglês como se tivessem sido feitas diretamente do grego.

    ResponderExcluir
  28. Eduardo Viveiros30.4.12

    Galera, não fazia ideia desse horrível desrespeito às traduções aqui no Brasil, apenas comprava e pronto, e achei o site de vocês meio que por acaso, o fato é que desconfiei se vinha mesmo do grego as traduções do édson Bini. Se pode servir de pista a alguém entendido na coisa, ele se refere sempre às tradução de duas pessoas chamadas Immanuel Bekker e W.D. Ross, e diz que traduz deles. Além disso, ele declara em Diálogos II de Platão que claramente se baseia em outras traduções das seguintes pessoas: Schanz, John Burnet e "outros helenistas", não faço ideia do que ele quer dizer. Pelo que entendi, ele declara que se utiliza de outras traduções da língua destas pessoas, e não propriamente do grego original. Entretanto, me pareceu muito boa as traduções, ao menos quebra legal o galho pra quem não fala grego nem latim como eu. Mas fiquei preocupado por esse lance de plágio. Não gostaria de comprar nada plagiado pra alimentar o crime. Vocês que manjam da coisa, poderiam me ajudar? Grato.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Na verdade Bekker e Ross não são tradutores, apenas compiladores das obras, originais em grego, de Aristóteles. Se a tradução é feita diretamente dessas compilações não poderia seria ótimo.

      Excluir
  29. Anônimo21.6.15

    Burnet é um grande estudioso dos classicos gregos, e a referência a ele indica que a versão do texto grego utilizada foi aquela que Burnet estabeleceu como sendo a mais fiel ao original (lembrando que mesmo entre os textos gregos há variações, as obras originais não sobreviveram milênios!). O sr. Bini, seja lá quem for, é um tradutor que de repente apareceu com traduções de textos de Aristóteles e de Platão (ou seja, trabalho de uma vida), sem comentário, sem dados bibliográficos, prólogo, nada... Na minha universidade, sempre que um prof. fala em clássicos gregos, diz "nada de Martin claret, nada de Edson Bini".

    ResponderExcluir

comentários anônimos, apócrifos e ofensivos não serão liberados.