7 de ago de 2010

os plagiadores na literatura

.

O gaio emplumado de pavão

Do pavão na muda o gaio pegou a plumagem;
E com ela então decidiu se enfeitar;
Entre outros pavões foi orgulhoso passear,
Crendo ser um belo personagem.
Mas logo reconheceram: foi vaiado,
Apupado, escarnecido, zombado
E os grã-pavões o depenaram sem dó;
Tendo entre seus iguais se refugiado,
Também por eles foi expulso e ficou só.

Muitos bípedes gaios se fazem faceiros,
Ornando-se com despojos de terceiros,
E são chamados de plagiários.
Para não insuflar os bisbilhoteiros,
Calo-me sem maiores comentários.

[la fontaine, le geai paré des plumes du paon].

imagem: w. aractingi
.

3 comentários:

  1. Anônimo11.8.10

    Cadê os créditos da tradução?

    ResponderExcluir
  2. prezado anônimo: é minha e preferi ficar anônima ;-)

    ResponderExcluir
  3. Tuca Abbate22.8.10

    Oi, Denise! A-D-O-R-E-I!! Poderia tornar-se, oficialmente, o "hino dos plagiários" rsrs! ;))

    ResponderExcluir

comentários anônimos, apócrifos e ofensivos não serão liberados.