3 de ago de 2010

comentário

.
um leitor deixou um comentário em cedic:
No dia em que tradução ruim for tratada como defeito de fabricação e o editor tiver de nos dar um exemplar novo para substituir o defeituoso (ou seja, na prática produzir uma nova edição corrigida, fazer o recall etc.), tradutores e revisores serão muito bem pagos e respeitados.
e acrescento: acima de tudo serão respeitados os leitores, que deixarão de se sentir idiotas, ludibriados por editoras que mal merecem tal nome.



considero que o código do consumidor é o melhor instrumento na defesa dos leitores, das escolas e das bibliotecas. seria importante que leitores em geral, estudantes, professores, bibliotecários passassem a usá-lo com maior frequência e recorressem ao IDEC (instituto de defesa do consumidor), ao ministério público ou ao tribunal de pequenas causas. a propósito, veja o caso da leitora indignada e do editor cabeçudo.
.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

comentários anônimos, apócrifos e ofensivos não serão liberados.